Estudos De Antropologia Juridica - Crv - Livrarias Curitiba

  • CENTRAL DE
    ATENDIMENTO
  • PERFIL
    • MEUS PEDIDOS
    • MINHA CONTA
    • SAIR
  • TELEVENDAS
    (41) 3330-5191
  • MEUS
    DESEJOS (0)
Meu carrinho (0 item)
    Buscar no site
    Estudos De Antropologia Juridica - Crv
    LV367370

    Quantidade: 1

    12345
    • OPÇÕES DE
      PARCELAMENTO
    • CONSULTE
      FRETE
    • ADICIONAR AOS
      MEUS DESEJOS
    Então há um Direito. Há uma norma legal. Mas com que base? Indígena ou do Colonizador? Qual a verdadeira fórmula legal e qual a capacidade de sua aplicabilidade? Como conciliar e dar crédito as resoluções oriundas desse modelo, já que tais Normas vem de uma Academia oriunda do mesmo modelo civilizatório? Formar Indígenas com esse mesmo conteúdo? Formar o aplicador das Leis com parâmetros indígenas? O Direito Indígena (do Índio) pautado por uma justiça sui generis provoca a academia ocidental e está praticamente levando a muitos teóricos e educadores a uma reflexão que busca novas respostas de modelos de justiça e direito. Como complemento a essas regras de justiça os Povos Indígenas demonstram que ela se torna completa ao agregar o direito ambiental, humano e animal como fatores relevantes nessa busca. O direito a oralidade, as línguas e formas de pensar, agir e se manifestar totalmente diferente dos pré-estabelecidos rompe com os códigos existentes e desafia essa Escola a buscar novos parâmetros. Ao ressaltar que todas as leis e normas do direito indígena a proteção foram feitos pelo homem colonizador e sua escola, há um vácuo tenebroso na doutrina jurídica que torna uma decisão judicial presa fácil da interpretação a favor ou contra os interesses indígenas. Uma Lei que pode oprimir e coagir ou simplesmente, se tornar uma ação paternalista e descomprometida com a vida indígena e sua cidadania em termos de direitos mas também de deveres. Feito a mais de quatro mãos por renomados Professores oriundos da Academia do saber jurídico esse inédito trabalho, denota essa inquietação. A Academia livre e independente que forma o profissional do saber jurídico passa a ser agora não apenas o seguidor da Lei, mas o promotor de interrogações, dúvidas que conduza ao desafio do novo e sua capacidade de na polêmica, chegar-se a uma jurisprudência no trato do Direito Indígena.

    CARACTERÍSTICAS

    EditoraEDITORA CRV LTDA
    Edição1
    Ano da Edição2012
    AutorSIMONE BECKER, ANTONIO GUIMARAES BRITO, JORGE EREMITES DE OLIVEIRA
    EAN139788580423945
    IdiomaPORTUGUES
    FormatoBROCHURA
    ISBN8580423945
    Largura16
    Altura23
    Profundidade2
    Páginas268

    Avaliações do Produto

    Dúvidas dos Consumidores