Pedra So - Escrituras - Livrarias Curitiba

  • CENTRAL DE
    ATENDIMENTO
  • PERFIL
    • MEUS PEDIDOS
    • MINHA CONTA
    • SAIR
  • TELEVENDAS
    (41) 3330-5191
  • MEUS
    DESEJOS (0)
Meu carrinho (0 item)
    Buscar no site
    Pedra So - Escrituras
    LV346482

    Quantidade: 1

    12345
    • OPÇÕES DE
      PARCELAMENTO
    • CONSULTE
      FRETE
    • ADICIONAR AOS
      MEUS DESEJOS
    No capítulo de abertura, que nomeia o livro, traz um longo poema dividido em 27 partes, revestido de tons épicos e flertando com a linguagem bíblica. Pedra Só é o nome de uma fazenda onde o poeta tem o privilégio de passar uma parte de seu tempo. Então, na Fazenda Pedra Só, no Sertão da Bahia, o poeta inventou um entrelugar, com o mesmo nome da propriedade, para dar evasão aos seus delírios poéticos. E é a partir da Pedra Só que frequenta os lugares mais recônditos e inóspitos da sua memória, buscando o barro fundamental - a poesia primeva - para fazer a ligação do seu ser com a arte e criar seus poemas.
    O primeiro capítulo, "Pedra Só", faz um movimento de retorno às origens sertânicas do poeta com uma intensidade que até então não havia experimentado em sua obra, e é assim também no segundo capítulo, intitulado "Aboio Livre". A terceira seção é a "Toada do Tempo", em que usa com mais frequência o verso medido e que situa o poeta dentro do tempo, medindo sua finitude e, paradoxalmente, fazendo-o perceber-se atemporal. A quarta seção, chamada "Partituras", é onde aparecem as cantigas e os cânticos de louvor. E, por derradeiro, o capítulo "Parábolas", em que acentua o surrealismo, criando uma esfera fantástica impregnada de misticismo.
    Pedra Só tem um primoroso projeto gráfico e conta com imagens do fotógrafo mineiro Ricardo Prado, feitas na Fazenda Pedra Só, e com um perfil do autor assinado pelo jornalista Gabriel Gomes, intitulado "O Poeta e a Pedra. Só". O texto das orelhas é do poeta Vitor Nascimento Sá, no qual alerta o leitor: "A poesia de José Inácio Vieira de Melo não se estabelece no convencimento racional nem nas prerrogativas de cunho moral, mas na percepção do maravilhoso que é produzido como êxtase e fulguração, descoberta e alumbramento".
    A contracapa traz texto do renomado escritor português Gonçalo M. Tavares, que assim definiu o novo trabalho de JIVM: "E aqui temos a forte síntese: o solo firme e a imaginação - uma das características essenciais desta Pedra Só de José Inácio Vieira de Melo". No posfácio, além do perfil feito por Gabriel Gomes, há um poema telúrico/metafísico de Elizeu Moreira Paranaguá em homenagem ao Cavaleiro da Pedra Só.

    CARACTERÍSTICAS

    EditoraESCRITURAS EDITORA E DISTRIBUIDORA DE LIVROS LTDA
    Edição1
    Ano da Edição2012
    AutorJOSE INACIO VIEIRA DE MELO
    EAN139788575314319
    IdiomaPORTUGUES
    FormatoBROCHURA
    ISBN8575314319
    Largura14
    Altura21
    Profundidade1,5
    Páginas144
    Peso185 g.

    Avaliações do Produto

    Dúvidas dos Consumidores