Buscar
Ao Mesmo Tempo - Cia Das Letras
LV230104

Por: R$ 52,90ou X de

Quantidade: 1

12345
Comprar
  • OPÇÕES DE
    PARCELAMENTO
  • CONSULTE
    FRETE
  • ADICIONAR AOS
    MEUS DESEJOS
'Literatura é liberdade', afirmou Susan Sontag pouco mais de um ano antes de sua morte, em 2004. A frase hoje soa como justificativa para toda uma vida de compromisso com o amor à literatura e um ferrenho ativismo político. Ao mesmo tempo reúne os últimos textos da ensaísta e romancista que nunca aceitou separar a estética da ética. O turbulento início do século XXI ajudou a autora a se manter fiel até o fim ao espírito de contestação que ela manifestou ao se tornar conhecida, nos anos 1960. Nas páginas de 'Ao mesmo tempo', os ensaios literários são obrigados a conviver com textos de intervenção pública escritos no calor dos acontecimentos. Saiu na Imprensa: O Estado de S. Paulo / Data: 13/7/2008 O legado de Susan Sontag Ao morrer, em 2004, a crítica e romancista norte-americana esboçava a coletânea de ensaios "Ao Mesmo Tempo" , agora publicada Antonio Gonçalves Filho Ela morreu sem realizar projetos como o de escalar o monte Cervino, aprender a tocar cravo e estudar chinês, mas deixou um legado insuportavelmente incômodo para os americanos, que tinham por ela um sentimento ambivalente de admiração e desconfiança. E não só os americanos. Muito antes de escrever um de seus mais polêmicos textos, logo após o ataque às Torres Gêmeas, em setembro de 2001, culpando a política externa americana pelo atentado terrorista, Susan Sontag (1933-2004) comprou uma briga com os marxistas ao declarar, em 1982, que o comunismo era um "fascismo com face humana". Este

CARACTERÍSTICAS

EditoraEDITORA SCHWARCZ S.A
Edição1
Ano da Edição2008
AutorSUSAN SONTAG
EAN139788535912722
IdiomaPORTUGUES
FormatoBROCHURA
Nacional ou ImportadoNacional
ISBN853591272X
Largura14
Altura21
Profundidade1,5
Páginas248
Peso312 g.

Avaliações do Produto

Dúvidas dos Consumidores