Ícone Menu

Dialogos Constitucionais Sobre Demandas Sociais E Politicas Publicas - Ithala

LV418310
Resenha: O tema das demandas sociais e políticas públicas é sempre atual e emergente, é, pois, preocupação constante a tomada responsável pelo debate da concretização das políticas públicas que buscam viabilizar o exercício dos direitos sociais em seu bojo, mais ainda, é por meio dessas políticas públicas que serão abordadas das mais diversas formas ao longo dessas linhas científicas, que buscaremos realizar a tão sonhada justiça social e equilíbrio equitativo entre as tantas diferenças, a fim de cumprir os objetivos da República Federativa do Brasil, especialmente o da inclusão social O debate das políticas públicas não pode ser feito às avessas de uma democracia, e diga-se, não é qualquer modelo democrático que contempla o necessário ao bom andamento de uma política pública Justamente considerando esse cenário que a obra enfrenta com acuidade o tema da democracia deliberativa como um meio de transformar preferências em um debate público guiado por preceitos da racionalidade comunicativa” Professora Doutora Caroline Müller Bitencourt “Com este trabalho pretende-se discutir de maneira clara, objetiva e numa linguagem acessível o tema ligado à tributação como instrumento de justiça social distributiva e a sua importância na formação da cidadania Examinam-se os aspectos teóricos da evolução do Estado Democrático de Direito e suas imbricações com o ordenamento jurídico tributário Analisam-se os princípios constitucionais tributários voltados ao desenvolvimento de uma sociedade justa e solidária, bem como a função social dos tributos e a importância destes na concretização dos direitos fundamentais e na formação de uma cidadania plena” Professor Mestre Antonio Furtado de Oliveira “A presente pesquisa nasceu da seguinte problemática: os conflitos, inerentes aos Estados Democráticos, podem ser tratados a partir da implementação dos postulados teóricos da democracia deliberativa, a fim de buscar um modelo adequado para tratá-los? Visando construir a resposta a essa indagação, primeiro foram apresentados os fundamentos epistemológicos da teoria procedimental da democracia; em seguida, fez-se uma investigação acerca de questões conceituais que versam sobre o conflito e, por fim, contemplou-se a mediação comunitária Percebeu-se que a mediação, conforme apresentada na presente pesquisa, se coloca como uma ferramenta democrática de tratamento dos conflitos, pois devolve aos agentes envolvidos em situações de divergência o poder de resolverem eles mesmo seus atritos a partir da reconstrução dos canais de comunicação e, por conseguinte, a emancipação do ego que legitima os interesses dos sujeitos Esse resultado é facilitado pelo fato de o mediador ser uma pessoa conhecida dos envolvidos no conflito, em quem eles confiam e se sentem reconhecidos A metodologia de abordagem é a dedutiva, o método de procedimento é o bibliográfico A matriz teórica que permite fazer esta construção é a teoria procedimental da democracia habermasiana” Professora Doutora Denise Bitte

Avaliações do Produto

Dúvidas dos Consumidores