Buscar

TAG-PROMOCAO

Dicionario De Sociologia - Paulus
LV120770

Por: R$ 147,00ou X de

Quantidade: 1

12345
Comprar
  • OPÇÕES DE
    PARCELAMENTO
  • CONSULTE
    FRETE
  • ADICIONAR AOS
    MEUS DESEJOS
Lula é de uma classe social diferente da de Fernando Henrique Cardoso. Severino Cavalcante é de uma classe social diferente da de José Dirceu. Mas o que significa "classe" em cada caso? Dicionários são para essas situações de emergência. Na dúvida sobre um termo qualquer, vale olhar a definição. Na procura pelo assunto, o tempo é mínimo. A informação obtida também é. Fugindo o lugar-comum, o Dicionário de Sociologia vai além das definições e procura, em cada verbete, contextualizar os termos e expressões da área. A característica principal do Dicionário é conjugar a facilidade de consulta à densidade da argumentação. Um conceito nunca é tratado de maneira isolada, mas colocado sobre um quadro de referências históricas e teóricas. No final, uma bibliografia complementar remete o leitor para mais informações. E, no texto, cada verbete correlato é indicado com uma pequena lente de aumento desenhada ao lado da palavra. O vocabulário da Sociologia parece familiar ao leigo. Ao contrário da Economia, por exemplo, a Sociologia utiliza palavras próximas do senso comum. Exatamente aí está o problema das definições simplistas. Na Sociologia, muitas vezes a mesma palavra tem significados completamente diferentes conforme o autor que a utiliza. O conceito de "classe social", só para ficar com um exemplo, é utilizado por muitos pensadores marxistas - mas cada um deles explora a questão de um ponto de vista diferente, muitas vezes em conflito com outros sociólogos. Quanto mais genérico, mais problemático. O dicionário não é feito apenas para especialistas. Qualquer pessoa utiliza expressões sociológicas, mesmo sem saber. Quando se diz que "fulano é de classe média", mesmo sem querer, entra-se nos domínios da Sociologia. Este dicionário evita erros comuns no uso desses conceitos. Mesmo quem nunca estudou Ciências Sociais pode usá-lo. Além das definições mais comuns, o Dicionário funciona como um grande tratado de Sociologia. A intenção do autor era exatamente essa. Conforme explica no prefácio, sua intenção não era apenas definir os conceitos em verbetes, mas criar conexões, caminhos e mesmo desafios intelectuais entre cada palavra definida. Essa estrutura em rede faz o Dicionário parecer, guardadas as proporções, uma espécie de página da internet, com links e remissões entre cada verbete. A vantagem é do leitor. Há surpresas na escolha. Fugindo do lugar-comum, em vez de se limitar a autores e escolas, traz textos específicos sobre algumas variantes da Sociologia menos exploradas. Quem procurar "comunicação", por exemplo, vai encontrar um verbete correlato em "comunicação de massa". "Sociologia do Conhecimento" está próximo de "Sociologia da Inteligência", permitindo ao leitor uma compreensão de caráter global do conhecimento sociológico, fundada na própria experiência do autor. A primeira versão do Dicionário foi escrita em 1964/65, quando o autor era fellow (professor) na unidade escocesa da Universidade de Stanford. Novas edições permitiram cortes e emendas,

CARACTERÍSTICAS

EditoraPIA SOCIEDADE DE SAO PAULO - CEPAD
Edição1
Ano da Edição2005
AutorLUCIANO GALLINO
EAN139788534921879
Nacional ou ImportadoNacional
ISBN8534921873
Largura16
Altura23
Profundidade1,5
Páginas715
Peso1091,9 g.

Avaliações do Produto

Dúvidas dos Consumidores