Frankenstein - Landmark - Livrarias Curitiba

Buscar
Frankenstein - Landmark
LV393729

De: R$ 42,00Por: R$ 37,80

Preço a vista: R$ 37,80

Economia de R$ 4,20

Quantidade: 1

12345
Comprar
  • OPÇÕES DE
    PARCELAMENTO
  • CONSULTE
    FRETE
  • ADICIONAR AOS
    MEUS DESEJOS
"Romance de terror gótico com inspirações do movimento romântico, de autoria de Mary Shelley, escritora inglesa e esposa do poeta e ensaísta Percy Bysshe Shelley, relata a história de Victor Frankenstein, um estudante de ciências naturais que busca recriar um ser vivo, uma criatura, através do uso da ciência em seu laboratório. Mary Shelley escreveu «FRANKENSTEIN: O MODERNO PROMETEU» quando tinha apenas 19 anos. A obra foi elaborada após o encontro do casal Shelley com Lorde George Gordon Byron, 6º Barão Byron (1788-1824), em sua mansão às margens do lago Genebra, encontro este que produziu uma série de textos, poemas e romances de autoria de Byron, John Polidori (1795-1821), Percy e Mary Shelley, conforme relatado no ""Prefácio"" da edição de 1831. A obra foi publicada em 1818, sem o devido crédito para a autora em sua primeira edição, mas com um prefácio escrito por seu marido, Percy Bysshe Shelley e é esta primeira versão publicada, mais densa e completa, que a Editora Landmark lança nesta inédita edição. O romance obteve grande sucesso e gerou todo um novo gênero, tendo grande influência na literatura e na cultura popular ocidental. «FRANKENSTEIN: O MODERNO PROMETEU» aborda diversos temas ao longo de sua narrativa, sendo a mais gritante a relação entre a criatura e o seu criador, com óbvias implicações religiosas. Uma influência notável na obra é o poema épico «O Paraíso Perdido», de John Milton. A influência torna-se explícita tanto através da epígrafe que cita três versos do poema, quanto aparecendo diretamente no desenrolar da trama, sendo um dos livros que a criatura lê. Preconceito, ingratidão e injustiça também estão presentes. A criatura é sempre julgada por sua aparência, e agredida antes de ter a oportunidade de se defender. Por fim, a inevitabilidade do destino, tema muito desenvolvido na literatura clássica, é constantemente aludida ao longo da obra que se presta a múltiplas interpretações e leituras. As representações da Criatura e sua história têm variado bastante, de uma simples máquina de matar sem capacidade de reflexão a uma criatura trágica e articulada, o que seria mais próximo do retratado no livro. A primeira adaptação para o cinema foi feita pelos Edison Studios em 1910, mas a mais famosa transposição do romance para as telas é a realizada em 1931 pela Universal e com Boris Karloff como a Criatura. Esta adaptação deu a aparência mais conhecida do monstro, com eletrodos no pescoço e movimentos pesados e desajeitados, apesar do livro descrever a criatura de outro modo. Um grande número de continuações seguiu-se, mas desta vez divergindo bastante da história narrada no romance. Em 1974, Mel Brooks, lança O Jovem Frankenstein, comédia que faz paródia com a história. No filme, Gene Wilder é o neto de Victor Frankestein e recria a criatura, vivida por Peter Boyle. Em 1994 foi lançada uma adaptação cinematográfica dirigida por Kenneth Branagh, Mary Shelley's Frankenstein, com o próprio Branagh no papel de Victor Fran

CARACTERÍSTICAS

EditoraLANDMARK EDITORA
Edição1
Ano da Edição2016
AutorMARY SHELLEY
EAN139788580700343
IdiomaPORTUGUES
FormatoBROCHURA
Nacional ou ImportadoNacional
ISBN8580700345
Largura16
Altura23
Profundidade2
Páginas320
Peso400 g.

Avaliações do Produto

Dúvidas dos Consumidores