Ícone Menu

Mae - Cia Das Letras

LV475855

De: R$ 59,90Por: R$ 44,92ou X de

Economia de R$ 14,98

Comprar
Comprar
O jornalista e escritor português faz uma investigação íntima e brutalmente honesta sobre os efeitos da perda da mãe na formação da sua identidade e de seu caráter. Perto de fazer quarenta anos, Hugo Gonçalves recebeu o testamento do avô materno dentro de um saco plástico. Iniciava-se ali uma viagem, geográfica e pela memória, há décadas adiada. O primeiro destino: a tarde em que recebeu a notícia da morte da mãe, em 1985, quando regressava da escola primária. Durante mais de um ano, o escritor procurou pessoas e lugares, resgatando aquilo que o tempo e a fuga o tinham feito esquecer ou o que nunca soube antes sobre a mãe. Das férias da infância aos desgovernados anos em Nova York, ele foi recolhendo os estilhaços do luto: os corredores do hospital, o colégio de padres, uma cicatriz na perna, o escape do amor romântico, do sexo e das drogas ou uma road trip com o pai e o irmão. Gonçalves faz um relato biográfico sobre o afeto, as origens, a família e as dores de crescimento, quando já cruzamos o arco da existência em que deixamos de fantasiar apenas com o futuro e precisamos enfrentar o passado. E o livro é também, inevitavelmente, uma homenagem à figura da mãe, ineludível presença ou ausência nas nossas vidas. ?Triste e belíssimo. Não é para qualquer um encarar a perda da mãe e suas consequências em nós e no que nos tornamos. Hugo Gonçalves o conseguiu de forma brilhante e comovente. Poesia crua e bela, um acerto de contas invejável e inesquecível com a vida.? ? Marília Gabriela, jornalista ?O seu compromisso é com a verdade dos sentimentos que lhe vão surgindo, revelando coragem ? ou não haveria livro ? no modo como se expõe, como quer escapar a clichês e a uma piedade que conhece demasiado bem desde a perda da mãe. Ele faz o que fazem os escritores: pôr-se no lugar do outro, mesmo que isso seja impossível.? ? Isabel Lucas, jornalista ?Da dureza da idade adulta às recordações mais distantes, atravessando os 33 anos desde a morte da sua mãe, Gonçalves constrói, sobre a sua história verdadeira, uma fábula acerca do sentido do amor e da perda.? ? João Tordo, escritor

Avaliações do Produto

Dúvidas dos Consumidores