Buscar

TAG-PROMOCAO

Revolta E Melancolia - Boitempo
LV383902

Por: R$ 64,00ou X de

Quantidade: 1

12345
Comprar
  • OPÇÕES DE
    PARCELAMENTO
  • CONSULTE
    FRETE
  • ADICIONAR AOS
    MEUS DESEJOS
'Revolta e melancolia', dos sociólogos Michael Löwy e Robert Sayre, traz uma análise da visão social de mundo romântica. Para eles, mais do que uma corrente artística europeia do começo do século XIX, o romantismo expressa uma visão de mundo complexa que persiste até nossos dias, em toda parte, como resposta ao modo de vida da sociedade capitalista. Caracterizado pela convicção dolorosa e melancólica de que o presente perdeu certos valores humanos essenciais, esse movimento representa uma modalidade particular de (auto)crítica do mundo moderno, a partir de seu âmago. Considerado um movimento abrangente e atemporal, o romantismo transpôs a literatura e as artes plásticas e se manifestou em diversas áreas da sociedade, como a filosofia e a política. Em sua abordagem, Löwy e Sayre mostram como essa forma de ver o mundo influencia a produção social contemporânea e constitui um questionamento profundo da economia de mercado e da sociedade dominada por ela. A obra perscruta a relação ambígua entre romantismo e Revolução Francesa e entre romantismo e Revolução Industrial e identifica dimensões românticas no Maio de 1968; na crítica a cultura de massa; nos movimentos sociais atuais; em correntes políticas e intelectuais; e também nas obras de autores os mais diversos, de diferentes momentos e lugares, de Schelling a Tönnies, de Burke a Weber, de Dickens a Thomas Mann, de Balzac a Tolstói, de Victor Hugo a José Martí, de Bakunin a Rosa Luxemburgo, Marx e Engels. Ao longo de sete capítulos, Löwy e Sayre abordam mais de dois séculos da cultura ocidental para analisar o romantismo como principal expressão cultural da revolução - contra o sistema, o excesso de materialismo, a dominação burocrática - e da melancolia. A partir dessa proposta ousada e inovadora, o romantismo revela toda a sua força crítica e lucidez diante das ideologias do progresso. Em uma sociedade baseada na padronização e nas relações mercantilizadas, o romantismo representa a revolta da subjetividade e da afetividade reprimidas, canalizadas e deformadas. 'O capitalismo suscita indivíduos independentes para cumprir funções socioeconômicas; mas quando esses indivíduos se transformam em individualidades subjetivas, explorando e desenvolvendo seu mundo interior, seus sentimentos particulares, entram em contradição com um universo baseado na estandardização. E quando reivindicam o livre trâmite de sua faculdade de imaginação, esbarram na extrema platitude mercantil do mundo', escrevem os sociólogos. Ao valorizar, ao mesmo tempo, a comunidade e a individualidade.

CARACTERÍSTICAS

EditoraJINKINGS EDITORES ASSOCIADOS LTDA
Edição1
Ano da Edição2015
AutorMICHAEL LOWY, ROBERT SAYRE
EAN139788575594377
IdiomaPORTUGUES
FormatoBROCHURA
Nacional ou ImportadoNacional
ISBN8575594370
Largura16
Altura23
Profundidade3
Páginas287
Peso410 g.

Avaliações do Produto

Dúvidas dos Consumidores