Produtos encontrados: 605 Resultado da Pesquisa por: em 14 ms

Itens por página:

Produtos selecionados para comparar: 0Comparar

  • 406188

    PRÉ-VENDA

    Por Um Feminismo Afro Latino Americano - Pre Venda Com Brinde - Zahar

    sinopse
  • 389545

    +VENDIDOS

    15,66 %

    Pequeno Manual Antirracista - Cia Das Letras

    sinopse
    • Onze lições breves para entender as origens do racismo e como combatê-lo. Neste pequeno manual, a filósofa e ativista Djamila Ribeiro trata de temas como atualidade do racismo, negritude, branquitude, violência racial, cultura, desejos e afetos. Em onze capítulos curtos e contundentes, a autora apresenta caminhos de reflexão para aqueles que queiram aprofundar sua percepção sobre discriminações racistas estruturais e assumir a responsabilidade pela transformação do estado das coisas. Já há muitos anos se solidifica a percepção de que o racismo está arraigado em nossa sociedade, criando desigualdades e abismos sociais: trata-se de um sistema de opressão que nega direitos, e não um simples ato de vontade de um sujeito. Reconhecer as raízes e o impacto do racismo pode ser paralisante. Afinal, como enfrentar um monstro desse tamanho? Djamila Ribeiro argumenta que a prática antirracista é urgente e se dá nas atitudes mais cotidianas. E mais ainda: é uma luta de todas e todos.
  • 334293

    +VENDIDOS

    74,15 %

    Deu Branco - Best Seller

    sinopse
    • Como evitar falhas nos momentos importantes usando a ciência cognitiva. Falhar em uma prova importante, ter um "branco" em uma entrevista de emprego ou errar um pênalti na final de um campeonato pode ser bastante frustrante, embora a maioria das pessoas já tenha passado por isso. Em "Deu branco! " A renomada cientista SianBeilock usa recursos da Ciência Cognitiva para explicar aos leitores por que isso acontece e como evitar sucumbir à pressão. Por meio de exemplos do cotidiano e dos resultados das pesquisas mais avançadas na área, a autora detalha o funcionamento do cérebro humano e como nosso corpo reage sob pressão nos fornecendo, assim, a chave para manter o controle e obter o sucesso em todas as áreas de nossa vida. O que seu córtex pré-frontal tem a ver com a sua dificuldade de falar no primeiro encontro com a pessoa amada? Descubra nesse fascinante livro e mude positivamente sua trajetória.
  • 402914

    NOVIDADE

    PRÉ-VENDA

    Notas Sobre A Pandemia - Cia Das Letras

    sinopse
    • Nesta coletânea inédita de artigos e entrevistas, Harari debate o impacto e as consequências da pandemia de covid-19. O historiador israelense Yuval Noah Harari examina os dilemas da encruzilhada histórica provocada pela pandemia do novo coronavírus nos artigos e entrevistas reunidos nesta coletânea inédita. Publicados originalmente em veículos como a revista Time e os jornais Financial Times e The Guardian, eles exploram temas como a disputa ideológica entre isolacionismo nacionalista e cooperação global, o risco da ascensão de estados totalitários na esteira das novas tecnologias de monitoramento em massa e os possíveis impactos do vírus na concepção contemporânea da morte. Harari desenvolve seus argumentos com a clareza de visão e de estilo que o consagrou, entrelaçando os caminhos e descaminhos da humanidade entre passado, presente e futuro. A boa notícia, ele ressalta, é que a maior parte do planeta concorda em concentrar os esforços nos avanços científicos em busca da cura e de uma vacina para o covid-19 ? porém isso acontecerá apenas se a cooperação entre as nações for a prioridade dos líderes atuais.
  • 402590

    14,99 %

    Fascismo A Brasileira - Planeta

    sinopse
    • Se é inegável que entende melhor o presente quem conhece o passado, é fundamental conhecer o integralismo para compreender a essência do bolsonarismo. Sim, o Brasil teve um movimento fascista e anticomunista na sua história na mesma época de Mussolini e Hitler. Fundado pelo deputado e jornalista Plínio Salgado, a Ação Integralista Brasileira foi o maior movimento fascista fora da Europa entre os anos 1920 e 1940 ? e também o maior movimento de extrema-direita no país até o surgimento de Jair Bolsonaro. Era uma organização nacionalista, autoritária e tradicionalista. Chegou a ter um milhão de adeptos que eram conhecidos como os ?encamisados? ou ?camisas- verdes? por se vestirem de verde ? como se vestiam de preto os discípulos de il duce na Itália e de cáqui a legião de seguidores do führer na Alemanha. Inspirado pelos líderes europeus, Plínio era anticomunista e defendia as ideias do fascismo, entre elas a defesa de uma identidade nacional e a crença de que a salvação da pátria exigia tanto a obediência a um ?salvador da pátria? como a destruição dos inimigos internos. Como instrumentos, pregava a violência e o militarismo ao mesmo tempo em que tinha como valores fundamentais a família e a religião. Apesar de ter durado poucos anos, a Ação Integralista Brasileira contou com expoentes como o jurista Miguel Reale, o antropólogo Câmara Cascudo, o arcebispo Dom Hélder Câmara, o escritor José Lins do Rego e, testemunhas dizem, até o músico e poeta Vinícius de Moraes. Em Fascismo à brasileira, Pedro Doria conta esse momento pouco estudado da história brasileira com uma riqueza de detalhes que permitirá ao leitor não só conhecer o integralismo como fazer, ele próprio, as conexões entre passado e presente.
  • 337535

    74,15 %

    Crise Das Esquerdas, A - Civilizacao Brasileira

    sinopse
    • Após décadas de hegemonia neoliberal, não são programas e políticas de esquerda que se apresentam como alternativa, mas nacionalismos conservadores e de direita. Na América Latina, experimentou-se um momento de ascensão de governos progressistas, para então haver um retrocesso, com derrotas eleitorais e deposição de presidentes eleitos ? como foi o caso do Brasil, do Paraguai e de Honduras. O que há de errado com as esquerdas? Seria o resultado de uma crise civilizatória, com o declínio dos valores do humanismo, da justiça e da igualdade? Os programas de esquerda teriam perdido a capacidade de dialogar com os novos grupos sociais emergidos da revolução tecnológica? Neste livro, intelectuais ? professores e ativistas ? se reúnem para indicar a resposta a estas e a outras indagações que perturbam a militância e o pensamento das esquerdas. O livro reúne textos e entrevistas de: Cícero Araújo, Guilherme Boulos, Renato Janine Ribeiro, Ruy Fausto, Sérgio Fausto, Tarso Genro, Aldo Fornazieri, Carlos Muanis, Carla Regina Mota Alonso Diéguez, Carlos Melo, Moisés Marques e Rodrigo Estramanho de Almeida.
  • 361909

    9,0 %

    Como As Democracias Morrem - Zahar

    sinopse
    • Uma análise crua e perturbadora do fim das democracias em todo o mundo Democracias tradicionais entram em colapso? Essa é a questão que Steven Levitsky e Daniel Ziblatt ? dois conceituados professores de Harvard ? respondem ao discutir o modo como a eleição de Donald Trump se tornou possível. Para isso comparam o caso de Trump com exemplos históricos de rompimento da democracia nos últimos cem anos: da ascensão de Hitler e Mussolini nos anos 1930 à atual onda populista de extrema-direita na Europa, passando pelas ditaduras militares da América Latina dos anos 1970. E alertam: a democracia atualmente não termina com uma ruptura violenta nos moldes de uma revolução ou de um golpe militar; agora, a escalada do autoritarismo se dá com o enfraquecimento lento e constante de instituições críticas ? como o judiciário e a imprensa ? e a erosão gradual de normas políticas de longa data. Sucesso de público e de crítica nos Estados Unidos e na Europa, esta é uma obra fundamental para o momento conturbado que vivemos no Brasil e em boa parte do mundo e um guia indispensável para manter e recuperar democracias ameaçadas. ?Talvez o livro mais valioso para a compreensão do fenômeno do ressurgimento do autoritarismo. Essencial para entender a política atual, e alerta os brasileiros sobre os perigos para a nossa democracia.? Estadão ?Abrangente, esclarecedor e assustadoramente oportuno.? The New York Times Book Review ?Livraço. A melhor análise até agora sobre o risco que a eleição de Donald Trump representa para a democracia norte-americana. [Para o leitor brasileiro] a história parece muito mais familiar do que seria desejável.? Celso Rocha de Barros, Folha de S. Paulo ?Levitsky e Ziblatt mostram como as democracias podem entrar em colapso em qualquer lugar ? não apenas por meio de golpes violentos, mas, de modo mais comum (e insidioso), através de um deslizamento gradual para o autoritarismo. Um guia lúcido e essencial.? The New York Times ?O grande livro político de 2018 até agora.? The Philadelphia Inquirer.
  • 329441

    42,92 %

    Livro Da Sociologia, O - Compacto - Globo

    sinopse
    • Oitavo volume da coleção As grandes ideias de todos os tempos apresenta diversos pensadores que se dedicaram entender como as sociedades funcionam. Os seres humanos se organizam em grupos desde os primórdios de sua existência, no entanto, o estudo das relações entre os indivíduos em uma sociedade é recente. Com O livro da sociologia você vai conhecer melhor diversas teorias sobre o funcionamento das sociedades e como as pessoas podem torná-las melhores. Escrito por professores e pesquisadores, o livro apresenta as ideias de fundadores da sociologia como Émile Durkeim, Karl Marx e Max Weber, sem deixar de fora autores em atividade como Judith Butler, Zygmunt Bauman e Richard Sennett. Cada artigo inclui uma mini-biografia do pensador e linhas do tempo que contextualizam suas ideias de acordo com o momento histórico. A linguagem simples e o projeto gráfico dinâmico que marcam a coleção As grandes ideias de todos os tempos mostram como os conceitos sociológicos estão ligados a situações do nosso dia a dia. Sem complicar, O livro da sociologia é uma leitura prazerosa e informativa que vai agradar aos curiosos e ajudar os estudantes. Dividido em oito partes, O livro da sociologia aborda temas como- as desigualdades sociais, a vida moderna, cultura e identidade, o papel das instituições e família e sociedade. Quem acha que a sociologia estuda apenas a lutas de classes e relações econômicas, irá se surpreender com uma ciência humana que explora diversos aspectos de nossas vidas.
  • 87994

    14,99 %

    Justica - Civilizacao Brasileira

    sinopse
    • Quais são nossos deveres para com os outros como pessoas de uma sociedade livre? O governo deve taxar o rico para ajudar o pobre? O livre mercado é justo? Pode ser errado, às vezes, falar a verdade? Matar pode ser moralmente necessário? É possível, ou desejável, legislar sobre a moral? Os direitos individuais e o bem comum conflitam entre si? O curso "Justiça" de Michael J.Sandel é um dos mais populares e influentes na Universidade de Harvard. Quase mil alunos aglomeram-se no anfiteatro do campus para ouvir Sandel relacionar as grandes questões da filosofia política aos mais prosaicos assuntos do dia e, neste outono, a rede pública de televisão transmitirá uma série baseada em suas aulas.
  • 423330

    PRÉ-VENDA

    14,99 %

    Careta Pra Chupeta

    sinopse
    • É só o menino estar com a chupeta na boca que todo mundo faz careta pra ele. Cansado de tanta cara feia, ele tem uma ideia: guardar em uma caixinha todas as chupetas que encontrar. Será que agora vão acabar as caretas? Reúna coragem e embarque você também nesta aventura! Inspirado na vivência que a autora teve como mãe e com ilustrações delicadas e engraçadas, este livro vai arrancar risos (e talvez caretas!) do pequeno leitor e ajudá-lo a ver que pode ser fácil dar adeus às chupetas. Além de uma história muito divertida, o livro contém um guia detalhado, escrito pelo odontopediatra Daniel Korytnicki, com valiosas dicas sobre como ajudar a criança a interromper o hábito da chupeta, inclusive um passo a passo, tanto para crianças pequenas quanto para as maiorzinhas. O livro é indicado para ser usado em casa e também nas escolas.
  • 423336

    PRÉ-VENDA

    Notas De Um Filho Nativo

    sinopse
    • A obra-prima de não ficção de um dos escritores mais brilhantes do século XX sobre raça e identidade. Na nota introdutória deste volume, James Baldwin, aos 31 anos, se dá conta do momento mais importante de sua formação, quando se viu obrigado a perceber que a linha do seu passado não levava à Europa, e sim à África. Foi então que ele se deparou com uma revelação chocante: Shakespeare, Bach e Rembrandt não eram criações ?realmente minhas, não abrigavam minha história, seria inútil procurar nelas algum reflexo de mim. Eu era um intruso, aquele legado não era meu?. Publicada originalmente em 1955, esta reunião de ensaios escritos entre as décadas de 1940 e 1950 é a primeira obra de não ficção do autor de O quarto de Giovanni. O que mais impressiona nesses testemunhos ? narrados com inteligência, sensibilidade e estilo extraordinário ? é sua atualidade. Ao usar como matéria-prima sua própria experiência para refletir sobre o que representa ser um escritor negro e homossexual nos Estados Unidos, seu país de origem, e em Paris, cidade onde viveu por muitos anos, Baldwin oferece um poderoso e urgente depoimento sobre direitos civis. O volume inclui o prefácio à edição de 1984, assinado por Edward P. Jones, posfácios de Teju Cole e Paulo Roberto Pires e um alentado ?Sobre o autor?, por Marcio Macedo.
  • 423295

    PRÉ-VENDA

    14,99 %

    10 Historias Para Tentar Entender Um Mundo Caotico

    sinopse
    • Neste livro, Ruth Manus e Jamil Chade refletem sobre felicidade, corrupção, saúde, violência, meio ambiente, desigualdade, amor, racismo e tantos outros temas que assombram um planeta em transformação. ?Fiquei encantado com este livro. É um caderno de viagens. Traz histórias que vão da menina de 10 anos no interior da Tanzânia a uma briga de rua em Belfast e à mulher de burca em Marrakesh. Em tom coloquial, Ruth Manus e Jamil Chade fazem reflexões sobre as contradições das sociedades modernas e os grandes desafios do nosso tempo. Você vai gostar de ler.? ? DRAUZIO VARELLA ?Este livro já nasce obrigatório. É um livro para quem quer compreender por que chegamos ao tempo das pandemias e por que o pior que pode nos acontecer é voltar à anormalidade mortífera que condena a maioria a uma vida sem vida. É um livro, principalmente, para quem quer criar um futuro em que possamos viver em igualdade de direitos no planeta-casa que partilhamos.? ? ELIANE BRUM Organizado na forma de uma conversa descontraída, este livro surge da tentativa de extrair sentido diante da perplexidade cotidiana. Ruth Manus e Jamil Chade, dois brasileiros radicados na Europa, debatem assuntos que nos assombram nesse agitado século XXI. A partir de 10 histórias reais vividas pelos autores, eles fazem perguntas essenciais para o nosso tempo, como por exemplo: ? Por que permitimos que governos gastem mais com armas do que com remédios? ? Como garantir que a democracia vá além das urnas? ? A felicidade pode ser uma política de Estado? ? A emergência climática põe em xeque valores da cultura ocidental? ? O que a desigualdade nos mostra a respeito da violência urbana? Reflexões não só necessárias como urgentes, e que nos ajudam a encontrar a beleza em meio ao caos.
  • 423368

    PRÉ-VENDA

    15,0 %

    Povo De Deus

    sinopse
    • Por que 2020 é a década dos evangélicos? Nos anos 1970, os evangélicos representavam apenas 5% dos brasileiros, hoje, são um terço da população adulta do país e, segundo estatísticos, superarão os católicos na próxima década. Mais importante do que a magnitude dos números é o que isto representa: pretos e pardos pobres convertidos ao protestantismo ascendem socialmente, e hoje estão presentes no próprio Estado. Povo de Deus pretende partilhar com os leitores este fato que já é conhecido por sociólogos e antropólogos que estudam religião: entrar para a igreja evangélica melhora as condições de vida dos brasileiros mais pobres. Escrito em linguagem direta e clara, o livro dá ao leitor acesso aos principais estudos sobre o cristianismo evangélico no Brasil. Sem jargões e a linguagem nebulosa de muitos livros acadêmicos, Povo de Deus apresenta temas básicos que vão desde o que é o protestantismo pentecostal e de como ele se diferencia do protestantismo histórico até o exame das consequências do crescimento da presença evangélica no Estado, tema crucial considerando que o voto evangélico consolidou a vitória de Jair Bolsonaro na eleição presidencial de 2018. Juliano Spyer argumenta que o preconceito que muitos brasileiros escolarizados expressam contra o cristianismo evangélico reflete o preconceito contra pobres que não se vitimam e buscam sua inclusão social via educação e consumo. Este é um dos fenômenos de massa mais importantes do século, muito pouco conhecido pelas elites pensantes do Brasil, que ignoram a rica e extensa literatura acadêmica produzida nas últimas décadas sobre o assunto.
  • 423047

    PRÉ-VENDA

    O Brasil Dobrou A Direita

    sinopse
    • Uma análise contundente das eleições de 2018, o evento mais impressionante da história eleitoral brasileira, a partir de dados e gráficos estatísticos. Qual o perfil dos eleitores de Jair Bolsonaro? De que segmento social fazem parte? Qual sua escolaridade, idade, gênero e religião? Em suma: Quem votou em Bolsonaro? Utilizando gráficos e dados comparativos, o cientista político Jairo Nicolau faz uma radiografia do surpreendente desempenho de Jair Bolsonaro e do PSL nas eleições de 2018, que levaram o país a uma radical guinada à direita. Estudioso do processo eleitoral brasileiro, Nicolau apresenta e analisa os números que elegeram um nome até então relativamente inexpressivo no cenário mais amplo da nossa política, esmiuçando pontos centrais como a relação entre tempo de TV, dinheiro e voto; as redes sociais; o voto das mulheres e dos evangélicos; o voto por regiões, estados e cidades. O Brasil dobrou à direita traz uma contribuição decisiva para o debate desapaixonado sobre o fenômeno do bolsonarismo nas urnas e sobre as transformações que mudaram o rumo do Brasil. Um livro fundamental para se entender o que aconteceu e o que pode acontecer nas próximas eleições.
  • 423045

    PRÉ-VENDA

    15,01 %

    A Republica Das Milicias

    sinopse
    • O que fazia o policial Fabrício Queiroz antes de se tornar conhecido em todo o país como aliado de primeira hora da família Bolsonaro? E o líder miliciano Adriano da Nóbrega, matador profissional condecorado por Flávio Bolsonaro e morto pela polícia em 2019? E o ex-sargento Ronnie Lessa, apontado como autor dos disparos que mataram a vereadora Marielle Franco e morador do mesmo condomínio do presidente da República na Barra da Tijuca? Os três foram protagonistas de uma forma violenta de gestão de território que tomou corpo nos últimos vinte anos e ganha neste livro um retrato por inteiro: as milícias. Eles são apresentados ao lado de policiais, traficantes, bicheiros, matadores, justiceiros, torturadores, deputados, vereadores, ativistas, militares, líderes comunitários, jornalistas e sobretudo vítimas de uma cena criminal tão revoltante quanto complexa. O livro se constrói a partir de depoimentos de protagonistas dessa batalha. São entrevistas que chocam pela franqueza e riqueza de detalhes, em que assassinatos se sucedem e as ligações entre policiais, o tráfico, o jogo do bicho e o poder público se mostram de forma inequívoca. Num cenário em que o Estado é ausente e as carências se multiplicam, a violência se propaga de forma endêmica, mas deixa no ar a questão: qual a alternativa? A resposta está longe de ser simples. Sobretudo num país de urbanização descontrolada e cultura política permeável ao autoritarismo. Dos esquadrões da morte formados nos anos 1960 ao domínio do tráfico nos anos 1980 e 1990, dos porões da ditadura militar às máfias de caça-níquel, da ascensão do modelo de negócios miliciano ao assassinato de Marielle Franco, este livro joga luz sobre uma face sombria da experiência nacional que passou ao centro do palco com a eleição de Jair Bolsonaro à presidência em 2018. Mistura rara de reportagem de altíssima voltagem com olhar analítico e historiográfico, A república das milícias expõe de forma corajosa e pioneira uma ferida profundamente enraizada na sociedade brasileira.
  • 422989

    PRÉ-VENDA

    14,99 %

    Ruptura - Livro 1 - Intrinseca

    sinopse
    • Na década de 1980, três físicos realizaram um estudo pioneiro sobre o ponto crítico que leva à ocorrência de uma avalanche. Eles partiram do princípio de que o desmoronamento de uma pilha de areia é certo, embora não saibamos quando ele se dará nem sua dimensão. Da mesma forma, pesquisadores do mundo inteiro há tempos já alertavam sobre a iminência de uma nova pandemia, mesmo não podendo determinar com exatidão a data desse evento, bem como seus desdobramentos. Até que aconteceu. Ruptura é o primeiro volume da série A Pilha de Areia, escrita pela economista Monica Baumgarten de Bolle, sobre a pandemia de COVID-19 e seus efeitos na economia. Baseados no conteúdo que a autora apresenta em seu canal no YouTube sobre os desdobramentos e impactos desse cenário, as medidas para freá-los e as novas perspectivas no olho do furacão, os livros terão a mesma linguagem coloquial e acessível de seus vídeos. Verdadeiras aulas abertas ao grande público, eles conquistam cada vez mais seguidores, confirmando de Bolle ? que é professora da Johns Hopkins University, em Washington, e colunista da Época e do Estadão como uma das vozes mais influentes da economia no cenário atual. Neste livro a autora analisa os impactos iniciais da pandemia. Diante da situação extrema, comenta os desafios enfrentados pelos governos e pela comunidade científica internacional, e sobretudo por uma economia forçada a pensar de forma criativa, e não mais em modelos exclusivamente quantitativos, que não dão conta da crise humanitária que se desencadeou. De Bolle também aborda temas que ficaram em evidência no Brasil, como a discussão sobre a renda básica universal. Ruptura é um livro para entender os desafios de agora e o que estamos construindo para o futuro.
  • 422918

    15,01 %

    Poderosos Pedofilos - Matrix

    sinopse
    • Eles têm posição de destaque na sociedade. São juízes, delegados, procuradores de Justiça, empresários de sucesso. Do alto de suas atuações eles poderiam ajudar muitas pessoas, promovendo o progresso e combatendo bandidos. Mas praticaram um dos crimes mais hediondos: o abuso sexual de menores de idade. Prepare-se para uma das mais ousadas investigações jornalísticas do Brasil, no relato contundente de Amaury Ribeiro Jr. Ao longo de vinte anos de trabalho, com muito sangue frio, astúcia e inteligência, o autor se embrenhou por regiões onde a pobreza extrema, a ganância, famílias desestruturadas e a certeza da impunidade criam condições para a atuação de pedófilos poderosos. Gente que muitas vezes se diz defensora da moral e dos bons costumes. Muitas crianças devem a vida ao trabalho aqui apresentado. A coragem e o profissionalismo do autor ajudaram a lei a atuar. Mas ainda há muito por fazer. Ler este livro é parte desse processo.
  • 422830

    PRÉ-VENDA

    14,99 %

    Se Liga Na Politica

    sinopse
    • O que é esquerda e direita? O que é democracia? Qual a importância da constituição? Aprenda os conceitos e ideias essenciais com o Se liga na política - mais um volume da coleção best-seller Em um dos momentos mais conturbados das últimas décadas na política mundial, este livro pretende contribuir para o debate ao responder perguntas como estas. Política é o ato de tomar decisões e criar regras para conviver, seja em um grupo ou em sociedade. Se liga na política mostra a origem das ideias de cada um desses grupos. No mundo de hoje parece que todos só falam nesse assunto, mas às vezes o vocabulário usado pode confundir. Conceitos como comunismo e socialismo, fascismo e ditadura, o porquê de alguns políticos serem chamados de populistas ? depois desta leitura, ninguém mais será pego de surpresa na roda de conversas. Com forte apelo visual e linguagem dinâmica, Se liga na política dialoga com o público jovem explicando os principais tópicos de cada área de forma direta e envolvente, sem abrir mão da profundidade do conteúdo. Com ele, o leitor aprende os conceitos e ideias essenciais e também tem a chance de conhecer alguns personagens marcantes que transformaram o mundo com suas ideias.
  • 422822

    PRÉ-VENDA

    15,01 %

    Conversas Sobre Politica Para Todos Os Tempos

    sinopse
    • Conversas sobre política para todos os tempos é uma coletânea de crônicas de Rubem Alves, publicadas nos jornais Folha de São Paulo e Correio Popular. Esta nova edição do livro conta com um prefácio escrito pelo jornalista Jamil Chade e contracapa assinada pela filha do autor, Raquel Alves. É uma leitura indispensável para todos aqueles que se interessam pela discussão política em seu sentido amplo, filosófico e - podemos dizer - apartidário. É um livro simples,inteligente, corajoso, necessário, que realiza a proeza de nos tirar do conformismo e da resignação para nos lançar para a frente, fazendo com que nos posicionemos diante da realidade atual.
  • 422807

    PRÉ-VENDA

    Em Defesa Do Futuro

    sinopse
    • Vencedor do prêmio Erich Fromm 2020. Uma defesa radical e apaixonada do ser humano, de nossos direitos e liberdades universais e de nosso poder de mudar o mundo. Como preservar o que nos torna humanos em uma época de incerteza? Fomos reduzidos a meros consumidores moldados pelas forças do mercado? Uma sequência de DNA? Uma coleção de instintos básicos? Ou isso não faz mais diferença, porque em breve seremos suplantados por algoritmos e inteligência artificial? Para confrontar essas questões, Paul Mason propõe um humanismo radical. Para ele, a economia de livre mercado foi a porta de entrada para a cultura anti-humanista e fatalista que domina este início de século XXI. Por isso, a revolução que precisamos promover deve ser menos um evento político e mais a redescoberta da filosofia moral. Tendo por base suas reportagens sobre rebeliões e grandes protestos em massa ? como em Istambul e Washington ?, além de sua infância numa comunidade inglesa de mineiros, o jornalista e escritor atravessa temas variados que vão da economia ao Big Data, passando pela neurociência e as guerras culturais, para mostrar como a noção de humanidade ? do valor e da força coletiva e individual do ser humano ? tornou-se deteriorada como nunca antes. Mason argumenta que através da linguagem, da inovação e da cooperação ainda somos capazes de moldar nosso futuro, pois os seres humanos são muito mais que marionetes, clientes ou engrenagens numa máquina. Obra de otimismo radical, Em defesa do futuro nos faz uma pergunta definitiva: queremos ser controlados? Ou desejamos algo melhor? ?Emocionante, brilhante, radical. Uma defesa admirável dos humanos contra as máquinas.? ? The Guardian
  • 422815

    PRÉ-VENDA

    A Bailarina Da Morte - Acompanha Brinde

    sinopse
    • *livro será autografado pela autora Lilia Schwarcz e o marcador pela autora Heloisa Starling Contundente retrato do Brasil durante a pandemia de gripe espanhola, A bailarina da morte investiga a doença mortal que há um século assombrou a humanidade e revela trágicas semelhanças com a covid-19. Todos os livros comprados na pré-venda serão autografados pela autora Lilia Moritz Schwarcz e virão com um marcador autografado pela autora Heloisa Murgel Starling.* No início do século XX, uma doença chegou ao Brasil a bordo de navios vindos da Europa. A gripe espanhola, como ficou conhecida a explosão pandêmica de uma mutação particularmente letal do vírus H1N1, matou dezenas de milhares de pessoas no país e cerca de 50 milhões no mundo inteiro. Altamente contagiosa, a moléstia atingiu todas as regiões brasileiras. A ?influenza hespanhola? paralisou a economia e desnudou a precariedade dos serviços de saúde. Disputas políticas e atitudes negacionistas de médicos e governantes potencializaram o massacre, que vitimou sobretudo os pobres. Iludida por estatísticas maquiadas e falsas curas milagrosas, a população ficou à mercê do vírus até o súbito declínio da epidemia, no começo de 1919. A partir de um vasto acervo de fontes e imagens da época, Lilia Moritz Schwarcz e Heloisa Murgel Starling recriam o cotidiano da vida e da morte durante o reinado de terror da "gripe bailarina", uma das maiores pandemias da história. ?Um atestado visceral de que não se lembrar da própria história é condenar-se a repeti-la. Nesta história com toques de ciência e por vezes ciência em contexto histórico, temos uma oportunidade para reconhecer que já estivemos aqui antes, numa pandemia que de fato concluiu um século. Quem sabe desta vez aprendemos a lição?? ? Suzana Herculano-Houzel ?Entre negação da ciência, curas milagrosas e uma doença que escancarou as desigualdades sociais da época, os historiadores do futuro, ao analisar a brilhante obra de Lilia Moritz Schwarcz e Heloisa Murgel Starling sobre a pandemia de 1918 ? escrita durante a pandemia de 2020 ?, indagarão, perplexos: Mas como pode ser possível que, em cem anos, não aprenderam nada?? ? Natalia Pasternak ?Em um mundo já fragilizado pela Primeira Grande Guerra, a gripe espanhola colocou em evidência a vulnerabilidade humana diante de um novo vírus. Este livro narra com maestria as rotas e a velocidade de disseminação da doença, ao mesmo tempo em que acentua as dificuldades e os equívocos para seu enfrentamento no Brasil oligárquico da Primeira República. Convida-nos a refletir sobre o valor da imaginação histórica para a abordagem da crise contemporânea.? ? Nísia Trindade Lima *Em função da pandemia do novo coronavírus, não foi possível enviar os exemplares para serem autografados também pela autora Heloisa Murgel Starling.
  • 422805

    PRÉ-VENDA

    15,0 %

    Prisoes

    sinopse
    • Prisões: Espelhos de nós aborda a tragédia do sistema carcerário brasileiro. O livro mostra como a pandemia evidencia a calamidade que domina as prisões em todo o país. A incidência de Covid-19 em presídios é cinco vezes maior do que fora deles. Entre maio e junho de 2020, houve aumento de 800% nas taxas de contaminação nas prisões. Até julho de 2020, porém, a testagem da população prisional não chegava a 0,5%. Juliana Borges situa o impacto da pandemia na moldura mais ampla da política de encarceramento no país. O Brasil é o terceiro no ranking de nações que mais encarceram no mundo, com uma população de mais de 755 mil presos. Muitas prisões, contudo, são desnecessárias: mais de 30% dos presos ainda não foram sentenciados e a maior parte não está presa em razão de crimes graves. O livro acrescenta a esse cenário desolador o problema estrutural do racismo. Cerca de 75% dos homicídios ocorridos todos os anos no Brasil atingem negros. Dentre a população carcerária, cerca de 60% é negra. Os negros constituem o ponto de ligação entre a maioria de presos, a maioria de assassinados e a maioria de mortos pela Covid-19. O ensaio mostra, de forma enfática, como isso não é uma coincidência, mas parte de uma política de Estado executada todos os dias no país.
  • 422758

    NOVIDADE

    15,01 %

    Martelo Das Feiticeiras, O - Rosa Dos Tempos

    sinopse
    • """O manual que caçou bruxas por quatro séculos. O martelo das feiticeiras, ou Malleus maleficarum, foi o mais célebre manual redigido durante o período de """"caça às bruxas"""" da Idade Média. A inflamada epidemia que perseguiu e condenou mulheres, fosse por seus conhecimentos ou comportamentos que fugissem aos padrões morais e religiosos da época, fosse por pura vingança e misoginia, é uma mancha na história da humanidade. Escrito no século XV, o livro beneficiou-se da invenção da imprensa para sua difusão, tendo diversas reedições pelo continente europeu e, apesar de inúmeras polêmicas e dúvidas quanto à validade de seus ensinamentos, chegou aos séculos XVI e XVII com prestígio entre os perseguidores de hereges. Amplamente utilizado pelos tribunais seculares, o manual pode ser responsabilizado pelas mais de 100 mil execuções, em sua maioria de mulheres, realizadas pela Inquisição durante pelo menos quatro séculos, como apontam historiadores. Como identificar bruxas? Como agem bruxas? Como julgar bruxas? Essas são as questões centrais respondidas neste tratado pelos inquisidores Herinrich Kraemer e James Sprenger, que, entre outras afirmações fantasiosas, atribuem à mulher a prática da bruxaria por meio da cópula com o demônio. As bases do pensamento neurótico das práticas misóginas, do controle dos corpos, do sexo e dos conhecimentos médicos articulados com o poder secular e religioso estão aqui demonstradas de maneira sistemática. O livro tornou-se também modelo para persecuções penais modernas, com seu julgamento inquisitório e suas penas baseadas na expiação da carne. O Malleus maleficarum é um documento de importância histórica, filosófica e jurídica. Esta edição revista do texto estabelecido por Rose Marie Muraro, que vem sendo publicado pela Rosa dos Tempos desde 1991, acompanha a magnífica introdução da própria Muraro. De modo brilhante, a Patrona do Feminismo Brasileiro analisa os alicerces presentes no manual, que permitiram a opressão e a violência institucional, por séculos, ao corpo das mulheres. O livro conta também com prefácio do renomado médico psiquiatra e analista junguiano Carlos Amadeu B. Byington. Conforme Muraro afirma em sua introdução sobre O martelo das feiticerias, espera-se que a partir do conhecimento de um passado trágico hoje essa """"reinserção do feminino na história, resgatando o prazer, a solidariedade, a não competição, a união com a natureza, talvez seja a única chance que a nossa espécie tenha de continuar viva""""."
  • 422577

    PRÉ-VENDA

    15,0 %

    Genero Neoconservadorismo E Democracia - Boitempo

    sinopse
    • Fruto de uma investigação transnacional realizada no decorrer de 2018 e 2019 e de um profícuo diálogo envolvendo as duas autoras e o autor, esta obra analisa as relações entre gênero, religião, direitos e democracia na América Latina. Com o fim da chamada ?onda vermelha? na região, é significativo o aumento da atuação de católicos e evangélicos conservadores na política, com forte reação às políticas de equidade de gênero, direitos LGBTQI e saúde reprodutiva. Flávia Biroli, Maria das Dores Campos Machado e Juan Marco Vaggione destacam o uso, por agentes conservadores, de expressões como ?ideologia de gênero?, ?feminismo radical? e ?marxismo cultural? para justificar normas que promovem exclusões, vetos a perspectivas críticas e o fim de políticas públicas importantes para mulheres e minorias, corroendo, por dentro, a democracia na região. Não bastassem as consequências para mulheres e populações LGBTQI, em muitos países a recusa desses direitos vem acompanhada de políticas que transformam movimentos sociais em inimigos e, por meio de diferentes estratégias, procuram subtrair legitimidade às agendas de justiça social. Num esforço de compreensão dos padrões atuais da reação ao gênero, o livro desenvolve uma moldura teórica em que o conceito de neoconservadorismo tem especial relevância. A disputa entre moralidades, analisada ao longo dos três capítulos que compõem a obra, inclui novos padrões de ação e de mobilização de enquadramentos, que abrem oportunidades para lideranças de extrema direita, colocam em xeque valores democráticos e reforçam tendências autoritárias.
  • 422650

    PRÉ-VENDA

    15,0 %

    Genero E Educacao - Autentica

    sinopse
    • A prática profissional de Cláudia Vianna e Marília Carvalho sempre contemplou a capacidade de despertar e agregar novos pesquisadores e pesquisadoras por meio do trabalho coletivo. Seus alunos e alunas encontraram nas professoras incentivo e apoio para desenvolver seus projetos, participando, a partir de 1999, do Grupo de Estudos de Gênero, Educação e Cultura Sexual (EdGES). Em 20 anos de existência, a experiência do EdGES revela o esforço incansável de Marília e Cláudia ao lado de fecunda interlocução com pesquisadores e pesquisadoras de instituições nacionais e internacionais. Comemorando duas décadas de muitos desafios e lutas, este livro exprime aspectos muito significativos desse percurso. Além de uma celebração que resgata múltiplas trajetórias de pesquisa, os capítulos aqui reunidos oferecem aspectos importantes e extremamente atuais para o estudo das relações de gênero, perscrutando novas possibilidades e novos desafios. Marilia Pontes Sposito
  • 422591

    NOVIDADE

    PRÉ-VENDA

    15,0 %

    Tres Pragas Do Virus - Todavia

    sinopse
    • Os últimos anos viram mudanças profundas nas relações de trabalho, no papel do Estado e no sempre delicado quebra-cabeça das relações internacionais. A pandemia de Covid-19 lançou uma pedra nessa vidraça, forçando uma reconfiguração acelerada do mundo, que terá novos caminhos e escolhas a traçar. Nestes três ensaios, o jornalista Vinicius Torres Freire mostra como as ideias de cooperação internacional, dívida estatal e trabalho ? agora ainda mais intimamente ligadas ? estarão no centro do mundo que poderá emergir da pandemia. Com rigor, erudição e urgência, o autor aponta os desafios que teremos daqui para a frente, bem como os erros que cometemos no passado e as maneiras de evitá-los nesse futuro que começa a se anunciar.
  • 422593

    PRÉ-VENDA

    15,0 %

    Elites Democracia E Politica Local - Contexto

    sinopse
    • Os estudos sobre as eleições municipais se encontram hoje em franco desenvolvimento, constituindo uma das linhas de pesquisa mais promissoras da Ciência Política brasileira. Esta obra identifica, através de um método que combinou levantamento estatístico e pesquisa qualitativa, algumas características próprias dos dirigentes municipais na Bahia, não somente para diferenciá-los da representação política federal, como também para estabelecer possíveis termos de comparação com outras realidades locais brasileiras. Elites, democracia e política local contribui, dessa forma, para a consolidação de espaços de discussão, no âmbito de uma Ciência Política que não seja pautada na ideologia e sim em dados factuais, ainda tão carentes nas instituições acadêmicas não somente baianas, mas também, de modo mais amplo, nacionais.
  • 422512

    PRÉ-VENDA

    15,0 %

    Geopolitica Da Intervencao - Geracao

    sinopse
    • Neste Geopolítica da Intervenção, livro polêmico e surpreendente, o advogado e cientista político Fernando Augusto Fernandes desmonta a história de que a Operação Lava Jato foi e ainda é uma investigação insuspeita, para combater os crimes de políticos corruptos e grandes empresários corruptores. Foi isso também ? mas seu principal propósito foi desestabilizar o governo petista, golpear o sistema democrático, destruir a engenharia nacional, enfraquecer o programa de petróleo e gás, facilitar a pilhagem das riquezas brasileiras pelos norte-americanos e criar as condições para um governo liberal de direita,o que acabou resultando na eleição de um deputado extravagante e obscuro e na maior crise política, econômica, social e sanitária já vivida pelo Brasil.
  • 415400

    15,0 %

    Pedra Lisa - Papa Livro

  • 402996

    PRÉ-VENDA

    14,99 %

    Retorno A Reims - Ayine

    sinopse
    • Neste grande livro que entrelaça reflexão sociológica e memória autobiográfica, Didier Eribon relata seu retorno, depois da morte de seu pai, a Reims, sua cidade natal, e seu defrontamento com seu ambiente de origem, com o qual havia praticamente rompido trinta anos antes. Desse reencontro, vem o ímpeto de mergulhar no passado e retraçar a história de sua família, à medida que se dá conta de que a ruptura não se deveu exclusivamente a sua homossexualidade ou à homofobia que pairava no ambiente doméstico, mas também à vergonha que ele sentia de sua origem social. Ao evocar o mundo operário de sua infância, reconstituindo sua ascensão social e sua vida intelectual a partir dos anos 1950, o filósofo e sociólogo francês combina a cada parte desse relato íntimo e comovente elementos de uma reflexão sobre classes, sistema escolar, formação das identidades, sexualidade, política, democracia e a mudança do padrão de votos da classe operária ? que é ilustrada por sua própria família que troca sua lealdade pelo Partido Comunista por partidos de direita e até de extrema-direita. Ao reinscrever assim as trajetórias individuais nos determinismos coletivos, Didier Eribon se questiona sobre a multiplicidade de formas da dominação e portanto da resistência.
  • 402938

    NOVIDADE

    PRÉ-VENDA

    14,99 %

    Mulheres Imperfeitas - Cultrix

    sinopse
    • Neste livro, a escritora, jornalista e colaboradora da New York Times Magazine, Carina Chocano, mescla histo´rias pessoais, que fizeram parte de seu amadurecimento como mulher, com ana´lises perspicazes sobre como a cultura pop moldou o comportamento feminino, ao longo do tempo. Seguindo a mesma tradiça~o textual combativa de Roxane Gay, Rebecca Solnit e Susan Sontag, a autora mostra de forma brilhante que nossas identidades sa~o muito mais flui´das do que pensamos, e certamente mais complexas do que qualquer coisa que vemos nas telas de cinema e na cultura pop do mundo contempora^neo, dirigida, em grande parte, ao olhar machista do patriarcado. A obra traz um incrível trabalho de pesquisa e desconstruça~o cultural que discute maneiras problema´ticas de contar histo´rias sobre as mulheres.

Produtos encontrados: 605 Resultado da Pesquisa por: em 14 ms

Itens por página:

Produtos selecionados para comparar: 0Comparar