Produtos encontrados: 408 Resultado da Pesquisa por: filosofia em 11 ms

Itens por página:

Produtos selecionados para comparar: 0Comparar

  • 397197

    Filosofia Para Mortais - Harpercollins

    sinopse
    • A mortalidade é condição inescapável para a filosofia. É ela que nos lembra todos os dias o quanto somos imperfeitos e que nos angustia com nossa própria insignificância no mundo. Mas, ao mesmo tempo, é ela que nos motiva a viver plenamente, a tirar o maior proveito de nossa curta estadia neste planeta, a nos tornar melhores a cada dia. Trilhar uma vida com significados não é simples, mas a filosofia está aí para nos ajudar. E é por meio dela que o historiador Daniel Gomes de Carvalho convida à reflexão, mostrando como o conhecimento filosófico nos ajuda a lidar com as questões mais inquietantes da vida: o bem e o mal, o amor, a política, a beleza e os rumos de nossa sociedade. E esse conhecimento, para Daniel, não está apenas nos grandes filósofos da história: está também em nossas séries preferidas, como Game of Thrones, está na música que não sai da nossa cabeça, está naquele quadro de que sempre ouvimos falar, mas nunca entendemos muito bem. A filosofia, essa área de conhecimento tão essencial e ao mesmo tempo tão subestimada, está por toda parte.
  • 386653

    Filosofia Explica Bolsonaro, A - Leya

    sinopse
    • Com clareza, humor e sem medo do confronto, Paulo Ghiraldelli Jr. usa a filosofia para tentar explicar um presidente que tem o desgoverno como modo de governar Entender ? e explicar ? Jair Bolsonaro não é tarefa simples. A interpretação do que faz e representa o atual presidente e seu governo passa longe dos modelos tradicionais de análise. Por isso A filosofia explica Bolsonaro, de Paulo Ghiraldelli Jr., chega como um livro fundamental: o olhar crítico, feroz e original do autor ajuda a observar o Brasil de Bolsonaro a partir da lógica do atual governo ?uma lógica fora dos padrões a que estamos acostumados. Polêmico na forma e sem medo do confronto no conteúdo, o filósofo disseca, em capítulos ágeis e breves, os atos e, sobretudo, os personagens que protagonizam talvez a mais profunda ruptura com os padrões tradicionais a que assistimos na história política e cultural brasileira. Além do próprio presidente e seu amor pelo caos, do ministro vaidoso e ambicioso Sérgio Moro e do guru terraplanista Olavo de Carvalho, ele analisa os filhos do capitão (conhecidos como 01, 02 e 03), o MBL, o ministro Paulo Guedes e seu neoliberalismo singular, o ?chanceler olavete? Ernesto Araújo, os militares de Bolsonaro (ou o Bolsonaro dos militares)... Sem esquecer os temas que mais mobilizam a cabeça ? e a raiva ? do presidente e seus seguidores: a educação, o meio ambiente, a cultura e, claro, o ex-presidente Lula, a esquerda e o comunismo, alvos costumeiros da direita bolsonarista. Autodeclarado de esquerda, mas sem vínculos partidários e, acima de tudo, mantendo sempre uma consciência crítica em relação às próprias esquerdas, especialmente ao PT, Ghiraldelli acredita que qualquer mudança positiva só é possível a partir do pensamento, da reflexão, da capacidade de enxergar o mundo criticamente. É sob esse prisma que ele escreve também a respeito de temas diversos e polêmicos como, entre outros, a agressividade do que chama de ?direita hormonal?, a tal ?ideologia de gênero? e a selvageria em relação ao meio ambiente. Ao fim, faz uma defesa do conhecimento e do saber num país cujo presidente é, em sua visão, uma criatura com horror às artes e à ciência. Com clareza, humor e espírito combativo, Paulo Ghiraldelli Jr. apresenta um texto destinado a todos os tipos de leitores ? ou, pelo menos, a todos aqueles que estão dispostos a pensar. Até porque, em suas próprias palavras, ele escreve ?para radicalizar, polarizar, criar conflitos?. Seus objetivos com este novo livro certamente serão alcançados: A filosofia explica Bolsonaro vai ampliar a conversação política no Brasil e também a lista de leitores, amigos e inimigos do autor.
  • 385022

    Filosofia Para Ocupados - Leya

    sinopse
    • Filosofia para ocupados é um livro indispensável para quem tem interesse em refletir sobre as questões mais fundamentais da existência humana enquanto corre para pegar o metrô, está atrasado para o trabalho, precisa buscar as crianças na escola... Com um texto leve, sucinto e divertido, pronto ser lido em qualquer lugar e a qualquer hora, a escritora Lesley Levene explica em 208 páginas o que é a filosofia e por que, da Grécia antiga aos tempos atuais, a maneira como vivemos, aprendemos, discutimos, votamos e gastamos o nosso dinheiro tem a ver com o pensamento filosófico. Do mito da caverna de Sócrates e Platão ao existencialismo de Sartre e a reflexão de filósofos mais contemporâneos, a discussão é acalorada ? e fazer parte dela nos leva, nesses tempos em que parece que fomos feitos apenas para ?clicar? e ?curtir?, às origens de quem somos. Assim, de forma acessível, Filosofia para ocupados fornece os recursos necessários para que, com base nas melhores ideias de todos os tempos, o leitor possa pensar por conta própria.
  • 308897

    Filosofia Verde - E Realizacoes

    sinopse
    • O meio ambiente tem sido há muito tempo território da esquerda política, a qual considera que as principais ameaças ao planeta partem do capitalismo, do consumismo e da exploração exagerada de recursos naturais. Em Filosofia Verde, Roger Scruton aponta as falácias por trás desse modo de pensar, assim como os perigos que ele representa para os ecossistemas dos quais todos nós dependemos. Scruton sustenta que o meio ambiente é o problema político mais urgente de nossa época, e estabelece os princípios que deveriam governar nossos esforços para protegê-lo.
  • 283801

    Filosofia Natural - Aut Paranaense

  • 282681

    Filosofia Para Leigos - Edicao De Bolso - Alta Book

    sinopse
    • A filosofia pode ser um assunto desconcertante, deixando-o com mais perguntas do que aquelas com que começou. Este guia fácil de seguir é uma introdução essencial ao assunto, abordando grandes questões e conduzindo-o por tópicos como existência, conhecimento, verdade e beleza. Mergulhando nas obras de grandes filósofos e examinando como suas teorias ainda nos afetam hoje em dia, este livro realmente colocará você para pensar.
  • 397930

    Filosofia Na Vida Cotidiana, A - Zahar

    sinopse
    • A filosofia de forma simples e para todos Tendemos a deixar os assuntos filosóficos para os filósofos, como deixamos a ciência para os cientistas: coisas muito complicadas, inalcançáveis. Na opinião de Scott Samuelson, isso é trágico tanto para nossas vidas quanto para a filosofia. Nesse livro, ele toma a filosofia de volta dos especialistas e a recoloca em seu devido lugar: no centro de nossa humanidade, como nosso esforço mais profundo em direção à compreensão e como um modo de vida que qualquer pessoa pode adotar. Professor de um curso universitário comunitário, Samuelson explora as obras de alguns dos mais importantes pensadores no contexto das lutas cotidianas de seus alunos. Através das obras de Sócrates, Epicuro e Kant entre outros, o autor nos guia pelas perplexidades de nossa existência, mostrando como pode ser enriquecedor refletirmos sobre a vida. Costurando histórias tocantes, biografias vívidas, teoria acessível e interlúdios intrigantes como ?Sobre super-heróis e zumbis?, Samuelson insufla filosofia na vida cotidiana ? e vice-versa. Uma introdução simples aos grandes temas filosóficos, indicada para qualquer pessoa interessada em explorar a condição humana.
  • 396160

    Filosofia Do Zen-budismo - Vozes

    sinopse
    • O zen-budismo é uma forma de budismo mahãyãna de origem chinesa e orientada para a meditação. O presente estudo é concebido ?comparativamente?. As filosofias de Platão, Leibniz, Fichte, Hegel, Schopenhauer, Nietzsche e Heideggeir, entre outras, são confrontadas com as inteleções filosóficas do zen-budismo. O ?método comparativo? é utilizado aqui como um método desbravador de sentidos.
  • 386228

    Filosofia Enquanto Poesia - E Realizacoes

    sinopse
    • Lembras-te de que falamos nas almas de escravos que não podem contemplar a beleza? Definiremos o escravo não como aquele que está sujeito a um senhor, mas como aquele que se não pode libertar da miséria dos dias iguais, que não sentiu palpitar dentro em si uma verdadeira aspiração humana ou, se a sentiu, lhe não pôde dar qualquer satisfação. É escravo o que trabalha nas minas ou rema nos barcos, mas é também escravo o que manda remar; como é também escravo o que, porque tem obrigação de alimentar seus filhos, não pode empregar uma só hora do seu dia nalgum dos caminhos de libertação que pusemos como bons. Tu és sacerdotisa, eu sou um homem rico: ambos podemos esquecer a vida contemplando o Hermes ou o mar, compondo ou ouvindo poemas, discutindo com Platão ou lendo os rolos jônicos. Somos dois entre poucos, Diotima; a maioria dos homens está curvada às duras tarefas que os não deixam ser humanos, que os não deixam nem sequer tentar a breve fuga que lhes tornaria mais suportável a vida. Sempre me pareceu que nenhum grego pensava suficientemente no problema dos escravos; consideram-nos quase como um dos fundamentos do mundo, em nada os perturba, na elaboração da sua filosofia, ou no erguer dos seus templos, que haja escravos entre os homens, que só a poucos seja dado lançar-se ao único trabalho que na vida pode ter significado. Eu não acuso os gregos, Diotima, sei bem que são humanos: a sua ideia de humanidade é porém, penso eu, bastante estreita. Ora, o povo donde venho, pouco dado à filosofia, menos ainda à arte ou à ciência, pensa duma forma diferente: é preciso, antes de mais, que todos possam empreender a jornada.Agostinho da Silva, Conversação com Diotima a maioria dos homens está curvada às duras tarefas que os não deixam ser humanos, que os não deixam nem sequer tentar a breve fuga que lhes tornaria mais suportável a vida. Sempre me pareceu que nenhum grego pensava suficientemente no problema dos escravos; consideram-nos quase como um dos fundamentos do mundo, em nada os perturba, na elaboração da sua filosofia, ou no erguer dos seus templos, que haja escravos entre os homens, que só a poucos seja dado lançar-se ao único trabalho que na vida pode ter significado. Eu não acuso os gregos, Diotima, sei bem que são humanos: a sua ideia de humanidade é porém, penso eu, bastante estreita. Ora, o povo donde venho, pouco dado à filosofia, menos ainda à arte ou à ciência, pensa duma forma diferente: é preciso, antes de mais, que todos possam empreender a jornada.
  • 379512

    Filosofia Para Quem Nao Quer Perder Tempo Com Filosofia - Aut Catarinense

    sinopse
    • Descrição das principais escolas filosóficas desde o século V a.C. ao século VIII d.C. e uma introdução versando sobre os fundamentos da paleontologia e a antropologia cultural.
  • 378898

    Filosofia Ciborgue - Perspectiva

    sinopse
    • Ciborgue aparece e se manifesta na cultura contemporânea de variadas formas: no cinema ? em RoboCop ou O Exterminador do Futuro ? ou nos mangás. Ciborgue se encarna em atletas envolvidos e expostos a doping, nas próteses médicas e nas fantasias da ?humanidade ampliada, estendida? e até imortal. Mas Ciborgue é também ? e acima de tudo ? uma entidade filosófica. Esse híbrido de organismo e máquina de fato perturba dicotomias fundamentais de nosso pensamento: natureza/artifício, humano/não humano, idealismo/materialismo, masculino/feminino etc.A partir de uma leitura pessoal das obras de Georges Canguilhem e de Donna Haraway, Thierry Hoquet explora o enigma dessa figura: será Ciborgue um instrumento capaz de nos conduzir a uma humanidade livre de dualismos, pomba platônica sonhando com um céu sem vento, onde conseguiria voar mais livremente? Ou será que, pelo contrário, marca a nossa servidão a um sistema técnico de controle e de opressão, encarnação de uma humanidade perdida no estalido mecânico do aço? Pensar Ciborgue filosoficamente significa meditar a respeito das relações entre a máquina e o organismo e sobre a possibilidade de combiná-los. Trata-se também de pensar a diferença de sexos ligada à natureza e à técnica e, talvez, abrir caminho a um outro modo de articular o masculino e o feminino. Entenda-se: Ciborgue chega para perturbar a filosofia, pelo modo como descreve nossa condição e as contradições insolúveis a ela associada.
  • 373719

    Filosofia No Brasil - Unesp

    sinopse
    • Nesta obra de fôlego, Ivan Domingues compõe uma profunda e abrangente análise da filosofia no Brasil. O autor propõe oferecer um livro de metafilosofia, na extensão da natureza essencialmente reflexiva da filosofia, que a autoriza a tomar a si mesma como objeto e fazer uma reflexão filosófica sobre a filosofia, uma "filosofia da filosofia". O objeto, no caso, é a filosofia brasileira ou, mais precisamente, o problema filosófico da existência ou não de uma filosofia no Brasil, justificando o qualificativo de brasileira. Também é propósito desta obra imprimir às reflexões a forma de ensaio filosófico, procurando tirar o máximo de proveito do ensaísmo, que por índole é um gênero literário que procura enraizar-se no presente ou no contemporâneo, de onde vai extrair sua motivação e onde vai encontrar suas matérias.
  • 330845

    Filosofia Sem As Partes Chatas - Cultrix

    sinopse
    • Temos mesmo livre-arbítrio? Como sabemos a diferença entre certo e errado? Se Deus existe, por que permite o sofrimento? O que é o tempo? Existe vida depois da morte? Perguntas como essas têm ocupado e perturbado as mentes mais brilhantes do mundo ao longo da história da civilização humana, provocando sempre muita discussão e debate. Neste livro curioso e visceral, Alain Stephen explora algumas dessas questões básicas. Ele explica todos os principais conceitos da filosofia, desde a Grécia Antiga até os grandes intelectuais da França do século XX. Com uma linguagem clara e livre de jargões, este livro propicia momentos de deleite e reflexão tanto para o pensador erudito quanto para qualquer pessoa que se interesse em filosofar sobre os grandes enigmas da vida.
  • 5230

    Filosofia Na Era Tragica Dos Gregos - 959 - Lpm Pocket

    sinopse
    • Escrito entre 1873 e 1874, A filosofia na era trágica dos gregos é um texto fundamental do primeiro período do pensamento nietzchiano. Ao lecionar uma disciplina sobre filosofia pré-socrática na Universidade da Basileia, na Suíça, Nietzsche se sentiu fascinado pelo modo como esses filósofos aliavam o pensar e o viver. É a partir de pequenos ensaios sobre filósofos como Tales de Mileto, Anaximandro, Heráclito, Parmênides e Anaxágoras que Nietzsche revela a polifonia do pensamento grego. Remontando ao berço da filosofia ocidental , resgata a visão de mundo pré-socrática e a contrapõe à visão de mundo moderna, um tempo que, segundo o filósofo, sofre de uma "formação universal, mas [é] desprovido de cultura e de qualquer unidade de estilo". Em A filosofia na era trágica dos gregos, Nietzsche reflete sobre o espírito filosófico de seu tempo, sobre a ciência e o homem, e reafirma que o maior legado dos pré-socráticos é a liberdade de pensar por si mesmo.
  • 393314

    90,23 %

    Filosofia Da Adultera,a - Globo

    sinopse
    • Nova edição de A filosofia da adúltera, do filósofo Luiz Felipe Pondé Luiz Felipe Pondé inspira-se em Nelson Rodrigues nesta obra ácida sobre um cotidiano proibido ? que quase sempre negamos, quase sempre deixamos escondido. Uma obra que vai, no mínimo, incomodar o seu leitor. ?Este livro é escrito sob o espírito da adúltera. A mulher que representa a condição humana como escrava do desejo. Que experimenta o tédio miserável da carne. Que conhece a tristeza da cobiça. Que sente o peso do abandono e da mentira social. Que peca como respira.?, diz o autor.
  • 402058

    Filosofia - Mbooks

    sinopse
    • A filosofia busca descobrir a natureza da verdade e do conhecimento. O raciocínio filosófico nos ajuda a entender o mundo que nos cerca e descobrir o que pensamos e por quê. Às vezes, ele permite que nos tornemos a pessoa que acreditamos que deveríamos ser. Este livro contém perguntas e respostas, com conhecimentos suficientes, para que um iniciante ou leigo possa aprender sobre o tema.
  • 393348

    Filosofia Para Todos - Lpm

    sinopse
    • "Filosofar equivale a dar um passo para trás e tentar pensar claramente ? inclusive sobre a nossa maneira de pensar. Para tanto, bastam reflexões honestas, a elaboração de raciocínios e, é claro, o hábito de testar nossas próprias convicções e conclusões. Os conceitos-chave explorados neste volume ? o que é o conhecimento? Qual a natureza do sentimento moral? Os limites da crença? A validade das teorias científicas? ? fornecem as ferramentas básicas para um primeiro contato com a filosofia. São inúmeros os convites e as provocações encontrados nos sete artigos aqui reunidos, justamente com o propósito de divulgar e popularizar o filosofar. Longe de ser uma disciplina acadêmica sobre um pedestal, a filosofia é um campo de conhecimento de utilidade prática, que pode ser aplicada a diferentes áreas e nos auxilia a pensar sobre as mais diversas facetas da vida humana: de genocídio, escravidão e machismo, ao futuro e ao sentimento religioso. Se você sempre teve admiração pelos grandes autores e pensadores, mas achou que não eram para você, entregue-se agora a esta obra, que oferece uma visão contemporânea da filosofia, e torne-se amigo do saber."
  • 391978

    Filosofia Da Educacao Como Praxis Humana - Cortez

    sinopse
    • A melhor maneira de homenagear um pensador é discutir sua obra. O leitor encontrará neste livro um diálogo com o pensamento e o trabalho de Antônio Joaquim Severino, uma referência quando se fala em Filosofia da Educação no Brasil e na comunidade de língua portuguesa. Ao acompanhar a trajetória do pensamento crítico, inquieto e inconformado deste lutador pela Filosofia, percorrerá em paralelo parte significativa da história política e universitária do país, da década de 1960 até nossos dias. Este livro é essencial para todos aqueles que se dedicam ao campo da Filosofia da Educação, como pesquisadores, professores, estudantes de graduação e de pós-graduação. Mas interessa também a todos aqueles que se preocupam com a Educação no Brasil e veem na Filosofia uma forma de abordar os problemas que se descortinam nesse campo.
  • 374493

    67,0 %

    Filosofia - E Nos Com Isso - Vozes

    sinopse
    • Um dos grandes nomes da filosofia nacional, Mario Sergio Cortella já conquistou milhares de pessoas com suas palestras e livros esclarecedores e provocativos. Nesta nova obra, "Filosofia: e nós com isso?", aborda um assunto profundo e necessário, e explica porque a Filosofia é tão importante para nossa vivência. Segundo Cortella: ?A principal contribuição da Filosofia é criar obstáculos, de modo a impedir que as pessoas fiquem prisioneiras do óbvio, isto é, que circunscrevam a sua existência dentro de limites estreitos, de horizontes indigentes e de esperanças delirantes. Em outras palavras, a Filosofia estende a nossa consciência e fortalece nossa autonomia.?
  • 369416

    Filosofia Do Cotidiano - Contexto

    sinopse
    • "?Filosofar nunca foi sobre deixar você feliz. É que andam mentindo muito por aí. Filosofar está mais ligado ao despertar do sonambulismo. Essa é minha proposta nesta conversa com você.? ?Seguiremos em direção a um mar profundo, muito distante do que o senso comum assume que o mundo seja. O mundo não é um mar calmo de evidências. É um oceano cheio de pequenas tempestades a serem vencidas. O cotidiano nesse percurso não é a mera passagem das horas, é o cotidiano contemporâneo, permeado pelo caráter histórico desta época em que vivemos.? ?Somos seres muitos mais acanhados em nossa natureza do que a aberração feliz postada nas redes sociais (e na publicidade em geral). Suspeito mesmo que a própria ideia de felicidade se tornou uma variável patogênica em si.? ?Quem tem medo de sofrer é incapaz de desejar.? ?Leitura é um hábito anormal, se ?normal? for ser igual à maioria.? ?A obsessão pela felicidade faz de você um chato. Como escapar dessa armadilha? Escolher o fracasso? Não precisa, ele te achará. Viver sem fórmulas é o desafio.?"
  • 331321

    Filosofia Da Crise - E Realizacoes

    sinopse
    • Ocupando um lugar de destaque na vasta produção do filósofo brasileiro Mário Ferreira dos Santos, Filosofia da Crise é o mais novo lançamento da É Realizações. Nesse livro, o autor discute a crise em seus diferentes matizes: econômico, moral, ético ou comportamental, artístico ou social, um tema bastante atual, que pode interessar a todos aqueles que queiram aprofundar seu conhecimento da obra de Santos.
  • 238031

    Filosofia Para Leigos - Alta Books

    sinopse
    • "Filosofia para Leigos O que é a vida? As pedras têm alma? A filosofia se resume a ponderar o imponderável e o que é ponderável também. Se você é do tipo que gosta de filosofar por aí, saber os nomes daqueles que o fizeram anteriormente, algumas das questões outrora debatidas e jargões comuns aos filósofos pode ser uma mão na roda. Grandes Nomes da Filosofia na Antiguidade No estudo da filosofia, é importante estar familiarizado com alguns nomes. Esta lista contém os principais pensadores da antiguidade: Pré-socráticos: Anaximenes, Anaximandro, Anaxágoras. Nomes estranhos, porém famosos. Alguns dos primeiros filósofos que se tem registro. Além de Tales, que acreditava que o mundo era, em essência, água. Os pré-socráticos eram pura proto-ciência especulativa. Obviamente, não faziam ideia de que eram pré-socráticos. Mas nós sabemos que eram. Sócrates: Ensinava filosofia através do chamado Método Socrático (não brinca?!). Foi às ruas em busca de conhecimento. Foi morto a pedido do povo. Ensinou a Platão. Platão: Aprendiz de Sócrates, com quem escreveu diálogos. Talvez o filósofo mais famoso de todos os tempos. Ensinou ao último membro do laurel filosófico, Aristóteles. Aristóteles: Aluno de Platão. Lógica codificada. Todo mundo busca a felicidade. Ensinou a Alexandre, o Grande. Platão enfatizava o outro mundo; Aristóteles concentrava seus esforços neste aqui. Os estoicos: Sêneca, Epíteto e Marco Aurélio são os estoicos romanos mais conhecidos. Conselho máximo para lidar com qualquer dificuldade na vida: coloque em perspectiva e passe por cima. "
  • 171921

    Filosofia E Seu Inverso, A - Vide

    sinopse
    • "O que é pensar? O que une Kant às decisões da ONU em favor de um governo global? Por que o culto da ciência começa na ignorância do que seja a razão e culmina no apelo explícito à autoridade do irracional? Essas e outras questões são respondidas por Olavo de Carvalho neste livro que reúne alguns de seus textos produzidos nos últimos anos. Mas devemos ler Olavo de Carvalho? Há duas respostas possíveis: a dos seus detratores, sempre negativa. E a dos que se recusam a aceitar o doutrinamento da Weltanschauung pós-moderna, que, amealhando adeptos entre liberais e esquerdistas, baseia-se num tripé corruptor: relativismo, hedonismo e ateísmo. Olavo sabe que, para uma efetiva resistência cultural, os que desejam se manter lúcidos devem possuir um corpo teórico consistente, capaz de apresentar respostas persuasivas ao mundo de falso desvanecimento do homem contemporâneo e de advogar em defesa da verdade, o valor mais vilipendiado nos dias atuais. Assim, frente aos ideólogos cujo objetivo é nos convencer de que princípios e valores são obstáculos à liberdade, Olavo denuncia a ditadura do relativismo a arma que restou à esquerda diante do fracasso da ditadura do proletariado. E o faz com seu estilo característico, que lhe permite, como ele mesmo diz, transitar livremente entre o discurso acadêmico e a voz do coração, movido por seu objetivo quase obsessivo: a busca do Supremo Bem. Nada é pequeno neste livro. A resposta a certos polemistas transforma-se nos degraus que Olavo transpõe para ensinar arquitetura gótica ou recolocar a lógica como elemento acessório da produção filosófica. Desmonta Martial Guéroult, presta tributo à inesquecível figura de Stanislavs Ladusãns, rebate Peter Singer, Richard Dawkins e outros pseudoluminares. E o faz seguindo o método que propõe a seus alunos: espantar-se frente à realidade da experiência. Mas não só. Olavo de Carvalho nos recorda que não esquecer nossa condição mortal é o ponto de partida da investigação metafísica. Aqui, ele ultrapassa a filosofia e assemelha-se aos mestres da espiritualidade monástica, que recomendam a reflexão sobre a própria morte para curar uma das mais nocivas doenças da alma: a acídia. (Texto de autoria de Rodrigo Gurgel nas orelhas do livro)"
  • 423798

    A Filosofia Perene

    sinopse
    • A síntese do conhecimento sagrado de todos os tempos Lançado treze anos após o clássico Admirável mundo novo, obra de Aldous Huxley tem nova tradução O termo ?filosofia perene? surgiu em 1540, como a ideia de que os conhecimentos místicos de todos os tempos revelassem um tipo de sabedoria primeira, da qual todas as outras seriam provenientes. Ao aproximar as principais obras da espiritualidade oriental e ocidental, Aldous Huxley escreveu A filosofia perene, um estudo de misticismo comparado, com textos de diversas tradições espirituais: zen-budismo, hinduísmo, taoísmo, misticismo cristão e islamismo reunindo trechos comentados de obras como o Tao-Te King, Bhagavad Gita, O livro tibetano dos mortos e muitos outros. Com esta obra, escrita durante a Segunda Guerra Mundial, Huxley pretendia um verdadeiro exercício espiritual contemplativo, aliando conhecimento e prática suprarreligiosa, como uma meditação guiada por recortes acerca de núcleos fundamentais desses saberes milenares. Com tradução de Adriano Scandolara, a obra traz capítulos nomeados como ?Verdade?, ?Silêncio? e ?Fé?, com citações de grandes líderes espirituais que conduzem o leitor a um lugar dentro de si em que essas vozes se tornam vivas.
  • 42455

    Convite À Filosofia

    sinopse
    • O livro discute os grandes temas da Filosofia, como Razão, Verdade, Conhecimento, Ciência, Ética, Política, Arte, Religião, Metafísica. A autora contempla questões relacionadas à cidadania, à democracia, aos direitos humanos, às novas tecnologias e às posturas éticas de seu tempo. Mais de 1 000 questões com respostas no Manual do Professor possibilitam uma revisão eficiente de cada capítulo. O novo projeto gráfico é leve e agradável, com glossário e minibiografias laterais.
  • 398891

    Uma Filosofia Politicamente Incorreta - Globo

    sinopse
    • O politicamente correto pode fazer mal? Uma filosofia politicamente incorreta é o novo título de Luiz Felipe Pondé para o Guia politicamente incorreto da filosofia, lançado em 2012. Com texto revisitado pelo autor e uma nova introdução, a obra questiona se o pensamento politicamente correto pode fazer mal. De acordo com Pondé, sim. ?Antes de tudo, ele nos faz covardes. À medida que ele se torna uma ferramenta jurídica e de linchamento público nas redes sociais, ele começa a devastar a virtude da coragem, sem a qual ninguém diz, pensa ou faz nada que tenha valor a não ser aquilo que for ?correto?.? Esta nova edição da Globo Livros adquire um novo valor com a efervescente discussão sobre o tema.
  • 419160

    Livro De Filosofia - Tessitura

  • 237181

    Vingadores E A Filosofia, Os - Madras

    sinopse
    • Pode um criminoso reformado se transformar num super-herói? Qual é a ética militar da guerra Kree-Skrull? Hank Pym é moralmente responsável pelo comportamento de Ultron? É realmente possível Kang voltar no tempo e matar a si mesmo? Pode um androide amar um humano? Vingadores reunidos! Confrontando suas questões filosóficas mais essenciais sobre os mais poderosos heróis da Terra, este também poderoso livro vencerá qualquer dúvida que você tenha em relação a muitas questões e conflitos envolvendo seu grupo favorito de super-heróis e suas aventuras de combate ao crime. Relacionando a ajuda de uma lista de primeira dos mais proeminentes pensadores da História, incluindo Aristóteles, John Locke e Immanuel Kant, esta obra elucida os dilemas a que nenhum grande filósofo sozinho poderia resistir, vindos dos gibis, filmes e séries animadas para a televisão sobre os Vingadores. Armado com insights e reflexões dessas mentes formidáveis, você vai entender o Capitão América, o Homem de Ferro, Thor e outros membros do time de super-heróis estelares da Marvel como nunca foi feito antes, não importando onde a busca por justiça os levará a seguir.
  • 53671

    Introducao A Filosofia - Saraiva

    sinopse
    • Este trabalho supre a situação deficitária em relação a livros de iniciação filosófica. Aqui, o autor, que prescinde de apresentações, expõe com singular didática e clareza todos os aspectos da matéria, como o objeto da filosofia, a noção de gnoseologia, ontologia e axiologia, a ética, a teoria da cultura e a metafísica. Constitui obra ímpar, que oferece uma visão global do pensamento de Miguel Rale.
  • 39203

    Resumao De Filosofia - Bafisa

    sinopse
    • Ética: definições preliminares, ética não normativa e ética normativa, teorias teleológicas e teoria deontológicas. Metafísica - Parte 1: objetos de exemplificação multipla, defesa do realismo baseado em termos singulares abstratos, defesa do realismo baseadas na semelhança e as defesas linguísticas do realismo. Parte 2: O problema da individuação, soluções propostas e compromissos ontológicos. A filosofia da linguagem: o tractatus e os jogos da linguagem. Epistemologia: realismo de senso comum, análise tradicional, análises de razões conclusivas e teorias causais.

Produtos encontrados: 408 Resultado da Pesquisa por: filosofia em 11 ms

Itens por página:

Produtos selecionados para comparar: 0Comparar