Produtos encontrados: 101 Resultado da Pesquisa por: em 9 ms

Itens por página:

Produtos selecionados para comparar: 0Comparar

  • 459773

    PRÉ-VENDA

    Uma História Das Emoções Humanas

    sinopse
    • Certas emoções moldaram a história humana e atuaram como força motriz para importantes transformações sociais. Uma história das emoções humanas explora como a experiência e a compreensão das emoções evoluíram conosco, formando o mundo que conhecemos hoje. Nós, humanos, gostamos de acreditar que, como espécie, somos criaturas que evoluíram tendo como base a nossa racionalidade. Contudo, muitos dos momentos mais importantes da nossa história pouco tiveram a ver com fatos concretos e inquestionáveis. Nossos sentimentos se revelaram poderosos ao longo da história. Acontecimentos como a origem da filosofia, o nascimento das principais religiões, a Revolução Científica e algumas das piores guerras têm como força propulsora nossas emoções.Em Uma história das emoções humanas, o especialista e pesquisador do tema Richard Firth-Godbehere destrincha a história das emoções. Amparado pela psicologia, neurociência, filosofia, arte e teologia, ele nos leva a um fascinante e amplo passeio pelo mundo ao longo do tempo ? da Grécia Antiga à Gâmbia, Japão, Império Otomano, Estados Unidos e além.Algumas sensações, como desejo, repulsa, amor, medo e, às vezes, raiva pareceram dominar as culturas, e são capazes de levar as pessoas a transformar tudo. De que maneira nossa percepção diante desses sentimentos mudou ao longo da história? De onde eles vêm e como devem ser expressos e controlados? Prepare-se para embarcar nessa surpreendente jornada de descoberta. Uma história das emoções humanas é uma narrativa sobre as emoções humanas em toda a sua complexidade, assombro e diversidade. E, ao fim, você não pensará nelas da mesma maneira. ?Bem escrito e bem-embasado, [este livro] faz uma viagem ao redor do mundo. Quem se interessa pela história das emoções encontrará nesta obra um bom lugar para começar.? - Publishers Weekly?[Uma história das emoções humanas] Lança um olhar fascinante sobre as maneiras profundas em que o aproveitamento das emoções humanas tem moldado a história e a cultura mundial. Nos faz abrir os olhos e refletir!? - Gina Rippon, autora de Gênero e os nossos cérebros?As emoções são uma parte muito maior da experiência de ser humano do que a maioria das pessoas poderia imaginar. Se você busca saber mais em relação às emoções e como chegamos ao nosso atual entendimento sobre elas, este livro é exatamente o que você precisa.? - Dean Burnett, autor de O cérebro que não sabia de nada
  • 459141

    PRÉ-VENDA

    Do Mel Às Cinzas

    sinopse
    • O segundo livro das Mitológicas, obra máxima de Lévi-Strauss e um marco na abordagem do pensamento indígena. Segundo volume das Mitológicas, Do mel às cinzas dá sequência à série iniciada por Claude Lévi-Strauss com O cru e o cozido. Publicado originalmente em 1967, a obra acompanha o motivo do mel (e o do tabaco, as cinzas) entre a América do Sul e a América do Norte, ampliando o campo semântico em torno da culinária, núcleo temático do primeiro livro. Aqui, o sentido da passagem da natureza para a cultura se inverte: o percurso é regressivo da cultura em direção à natureza, protagonizado pelo poder sedutor do mel. Elemento ambíguo ? pois se oferece, na natureza, pronto para o consumo cultural ?, o mel ganha centralidade no pensamento ameríndio ao carregar um duplo significado: um próprio (alimentar) e outro figurado (sexual), menos distante de nós do que se possa pensar, como sugere a expressão ?lua- de- mel? em diversas línguas ocidentais. Por detrás dessas figuras de linguagem, Lévi-Strauss descortina princípios do pensamento humano. Coordenação de tradução de Beatriz Perrone-Moisés.
  • 458950

    15,0 %

    Magia, Ciência E Religião E Outros Ensaios

    sinopse
    • Esta é uma coletânea de textos curtos sobre aspectos específicos ? magia, ciência e religião, mitos e psicologia, crenças em espíritos de mortos, significado e linguagem, sentidos da guerra ? todos com base em suas pesquisas feitas durante a estada junto aos trobriandeses. O interesse em sua publicação reside na atualidade dos temas desenvolvidos: se mesmo na época em que foram escritos é notável a aproximação que Malinowski faz entre as concepções dos ?nativos? e as preocupações e problemas de seu tempo nas sociedades ocidentais, ainda surpreende a contemporaneidade de suas reflexões, passados cem anos. (do prefácio)
  • 456756

    14,96 %

    O Enxame Humano

    sinopse
    • A história épica e insuperável, uma ?realização intelectual notável? que descreve como a sociedade humana se desenvolveu de pequenas comunidades de chimpanzés para as extensas civilizações de uma espécie que domina o mundo. Se um chimpanzé se aventura no território de um grupo desconhecido, quase certamente será morto. Mas um nova-iorquino pode viajar para Los Angeles ? ou Bornéu ? sem nenhum temor. Os psicólogos pouco fizeram para explicar esse fato: durante anos, eles defenderam que nossa biologia coloca um rígido limite superior ? cerca de 150 pessoas ? no tamanho de nossos grupos sociais. Mas as sociedades humanas são muito maiores. Como conseguimos conviver uns com os outros? Neste livro que destrói paradigmas, o biólogo Mark W. Moffett se baseia em descobertas da psicologia, da sociologia e da antropologia para explicar as adaptações que unem as sociedades. O Enxame Humano revela como a humanidade criou vastas civilizações de complexidade sem igual, e do que precisamos para sustentá-las. Biólogo tropical e pesquisador associado do Instituto Smithsonian, e professor visitante no Departamento de Biologia Evolutiva Humana da Universidade de Harvard. Ele estuda a ecologia das copas das florestas tropicais e o comportamento social dos animais (especialmente formigas) e dos seres humanos. Ele também é autor de vários livros de ciência populares e é conhecido por sua macrofotografia documentando a biologia das formigas. Chamado de ?ousado ecoaventureiro? por Margaret Atwood e vencedor da Medalha Lowell Thomas por exploração, seus artigos apareceram em The Best American Science e em Nature Writing e foi convidado para The Colbert Report, Conan, Fresh Air, da NPR, e Sunday Morning, da CBS. Este é o seu quarto livro.
  • 456635

    Sonho Manifesto

    sinopse
  • 456133

    14,05 %

    Geografia Dos Mitos Brasileiros

    sinopse
    • "É sabido que o Brasil abarca uma rica variedade de mitos, de diferentes origens e modos de se contar. Corre por nossas terras uma infinidade de relatos de ""Bichos e seres espantosos"" que representam as forças da natureza e manifestam seus encantamentos. Lobisomem, Mula sem Cabeça, Saci-Pererê e muitos outros seres fantásticos, que povoam a imaginação do brasileiro, são os personagens deste livro, que estuda cada um deles. E tamanha diversidade de narrativas não passou despercebida aos olhos de nosso mestre Luís da Câmara Cascudo."
  • 455956

    14,96 %

    Holocaustos Coloniais

    sinopse
    • ?Um livro de grande importância para a atualidade e de muito interesse histórico.? - Amartya Sen, The New York Times Uma catástrofe que matou mais de 50 milhões de pessoas no final do século XIX e que está na base da tragédia global contemporânea. Mike Davis mergulha nos dados estatísticos e nas páginas de jornais da época para mostrar como as bruscas variações climáticas provocadas pelo fenômeno El Niño combinadas com o fundamentalismo capitalista e a brutalidade colonial devastaram a economia do nordeste brasileiro, da China, da Índia e de tantos outros países. Uma fusão magistral de história, economia política, geografia e ecologia, Holocaustos Coloniais conta a história da criação daquilo que se convencionou chamar Terceiro Mundo. Sobre o autor: Nascido na Califórnia em 1946, o escritor, historiador e ativista Mike Davis é um dos mais importantes intelectuais contemporâneos. Professor emérito do departamento de escrita criativa da Universidade da Califórnia Riverside, é também editor da New Left Review e colaborador de publicações como The Nation e Jacobin. É autor de 20 livros. Frases de imprensa: ?Davis, um brilhante estudioso dissidente, situa o triunfo do imperialismo ocidental do final do século XIX no contexto dos catastróficos padrões climáticos do El Niño naquela época... Um trabalho inovador e que expande o entendimento.? ? The Independent ?Holocaustos Coloniais redefine a maneira como pensamos a história do projeto colonial europeu. Depois de ler isso, desafio até o mais ardente nacionalista britânico a se sentir orgulhoso das chamadas ?conquistas? do Império.? - The Observer ?Devastador.? - San Francisco Chronicle ?Gerações de historiadores ignoraram completamente as implicações das grandes fomes do final do século XIX e até há pouco as descartavam como ?acidentes climáticos?. Esse livro prova que esses historiadores estavam errados.? - Los Angeles Times ?Amplo e irrefutável... um feito extraordinário.? - Times Literary Supplement ?Um relato magistral da história climática, econômica e colonial.? - New Scientist ?O catálogo de crueldades que Davis desenterrou é de cair o queixo? Holocaustos Coloniais é tão assustador quanto fascinante.? ? The Guardian ?Esse livro é a megahistória em sua forma mais fascinante.? - Foreign Affairs
  • 454770

    14,93 %

    Fazer

    sinopse
    • Com este livro, Fazer, Tim Ingold continua a enriquecer as ciências sociais com suas reflexões nitidamente estimulantes e críticas sobre as práticas arqueológicas, arquiteturais e artísticas. Este volume será útil a todos os que estão tentando integrar arte e pesquisa, fazer e pensar, teoria e prática. (Da obra)
  • 454758

    15,03 %

    Os Filhos Do Divórcio

    sinopse
    • Ninguém poderá ler este impressionante Dossiê dos Filhos do Divórcio sem sofrer impacto profundo ante os depoimentos das vítimas dos lares sem amor. Os adultos estão cada vez mais insensíveis ao sofrimento dos menores sem defesa, tal o clima de violência em que vivemos.Cada capítulo deste livro é uma história sórdida de egoísmos brutais, retratando faces negras da degradação humana. Apresenta formas variadas de tortura das crianças perseguidas pelo rancor dos divorciados, usos diabólicos dos filhos como instrumento de vingança dos pais em incessante guerrilha.A mensagem deste Dossiê não é a solução do divórcio como terapêutica aos lares desfeitos, pois que o problema do egoísmo não é superado pela separação. É, antes, um brado de alerta para os insensíveis e egocêntricos, incapacitados para a renúncia que todo casamento exige. Talvez esses irresponsáveis acordem ante a visão tenebrosa do sofrimento de crianças que poderiam ser felizes e que, por falta de união entre os pais, são lançadas à revolta, ao tédio da vida, ao mundo da delinqüência.Talvez o depoimento de menores espionando o novo pai, denunciando a nova mãe, oscilando desesperadamente no julgamento dos intrusos a fim de salvaguardar sua afeição aos verdadeiros pais possa levar a uma conscientização dos males de um lar desmoronado.
  • 452820

    21,94 %

    Reflexoes Sobre A Vaidade Dos Homens - Estudos Nacionais

    sinopse
    • "Vaidade de vaidades, diz o pregador, vaidade de vaidades! Tudo é vaidade" - Eclesiastes 1:2A obra Reflexões sobre a Vaidade dos Homens teve sua primeira edição em 1752, na qual Matias Aires Ramos da Silva de Eça faz considerações acerca da vida e do comportamento dos indivíduos, que cuidam mais das aparências que das substâncias, ocupando-se de viver de mentiras e não de verdades.Considerado o primeiro filósofo brasileiro, desenvolveu uma filosofia aforismática e moralista, quase que proverbial ao refletir na sentença do Rei Salomão sobre a vaidade. Ao considerar a vaidade como a grande paixão humana, o autor faz uma análise na qual os sentimentos se incorporam e se unem de tal forma a nós, que vêm a ficar sendo uma parte de nós mesmos. Desse ponto, conclui-se que a mais vã de todas as vaidades é a que resulta do saber, porquanto "no homem não há pensamento que mais o agrade do que aquele que o representa superior aos demais, que é nele a parte mais sublime".
  • 452210

    14,96 %

    Deuses Supremos

    sinopse
    • De um historiador premiado, vem uma narrativa deslumbrante sobre o nascimento da antropologia cultural e dos cientistas aventureiros que a criaram - uma crônica abrangente de descobertas e a fascinante história da origem do nosso mundo multicultural. Um século atrás, todos sabiam que as pessoas eram destinadas, por sua raça, sexo e nacionalidade, a serem mais ou menos inteligentes, educadas ou combativas. Mas um professor da Universidade de Columbia, Franz Boas, analisou os dados e concluiu que todos estavam errados. As categorias raciais, insistia ele, eram ficções biológicas. As culturas não vinham em pacotes organizados rotulados como primitivas ou avançadas. O significado de família, uma boa refeição ou mesmo bom senso era produto da história e das circunstâncias, não da natureza. Em Deuses Supremos, uma narrativa magistral de ideias radicais e vidas apaixonadas, Charles King mostra como essas intuições levaram a uma reformulação fundamental do imaginário sobre a diversidade humana. Os alunos de Boas foram algumas das figuras mais pitorescas, visionárias e pouca reconhecidas do século: Margaret Mead, a eloquente pesquisadora de campo cujo Adolescência, Sexo e Cultura em Samoa está entre as obras de ciências sociais mais lidas de todos os tempos, Ruth Benedict, o grande amor da vida de Mead, cujas pesquisas moldaram o Japão após a Segunda Guerra Mundial, Ella Deloria, a ativista de Dakota Sioux que preservou as tradições dos nativos norte-americanos nas Grandes Planícies, e Zora Neale Hurston, cujos estudos com Boas alimentaram diretamente seu romance já clássico, Seus Olhos Viam Deus. Juntos, eles mapearam civilizações do Sul dos Estados Unidos ao Pacífico Sul e das ilhas do Caribe às ruas de Manhattan. Eles desencavaram um fato essencial escondido sob séculos de preconceito: que a humanidade é um todo indiviso. Suas descobertas revolucionárias inspirariam as concepções fluidas de identidade que conhecemos hoje. Rico em drama, conflito, amizade e amor, Deuses Supremos é uma história brilhante e inovadora do progresso norte-americano e da expansão da mente moderna. "Esmerado e caleidoscópico... Este é o momento perfeito para o livro decididamente humano de King." - Jennifer Szalai, The New York Times "Reflexivo, profundamente inteligente e imensamente acessível." - Alison Gopnik, The Atlantic "Uma história magistral sobre um grupo de pensadores dissidentes do início do século XX que visava destronar os eugenistas que dominavam o pensamento racial. Com a reascensão da eugenia, o livro de King é vital para nossos tempos." - Ibram X. Kendi, autor de Como ser um antirracista, vencedor do National Book Award, em 2016 "King enfoca Mead e seus colegas de pensamento em uma época que foram os pioneiros em um novo campo e documentaram a diversidade esplendorosa da humanidade de uma forma profícua, em vez de divisiva."
  • 452132

    10,0 %

    Cordel Camara

    sinopse
    • O livro Cordel camará, a história e as lendas da capoeira de Jorge Fernando dos Santos é uma oportunidade de se conhecer não apenas sobre a origem da capoeira no Brasil, mas também suas lendas, costumes e linguajar. Mistura de luta e de dança, a capoeira tonou-se esporte nacional em 1930, tendo início em meados do século XVI, quando o Brasil era colônia de Portugal e usava mão de obra escrava da África.
  • 448107

    36,06 %

    A Ciencia Do Odio

    sinopse
    • Por que os crimes de ódio e preconceito continuam a fazer parte do nosso dia a dia? Crimes de ódio são reportados em todas as fases da história da humanidade, em todas as partes do mundo. Minorias sofrem hostilidades devido à raça, nacionalidade, sexualidade ou religião desde os primeiros registros da atividade humana. Nos últimos anos, com o advento da internet, esse ódio passou a ser propagado por novos canais e a se tornar ainda mais nocivo, influenciando não só grupos sociais, mas nações inteiras com o crescimento de partidos políticos extremistas que pautam suas causas pela exclusão, a violência e o ódio. Diante dessa realidade explosiva cujas consequências ainda perdurarão pelas próximas décadas, o sociólogo Matthew Williams dedicou sua vida a compreender as raízes dos nossos preconceitos, dos mais cotidianos àqueles que terminam em extermínio em massa, e como o temor do desconhecido transforma-se em violência e opressão. Combinando neurociência, psicologia, sociologia e economia, A ciência do ódio investiga como a raiva permeia a história da humanidade em todos os cantos do mundo desde nossas origens e como podemos, no século XXI, combater novas e velhas formas de preconceito.
  • 446678

    15,03 %

    Vida Liquida

    sinopse
    • Em Vida líquida, Zygmunt Bauman volta ao tema da fluidez da existência contemporânea, desenvolvido também em outras obras de sucesso como Amor líquido e Modernidade líquida. Em Vida líquida, Zygmunt Bauman apresenta de forma brilhante uma coletânea de ideias sobre a vida que levamos numa sociedade líquido-moderna. Para o autor, a liquidez é a essência máxima do ser contemporâneo - a transformação das relações humanas em mercadoria produz um sentimento de fragilidade e incerteza que domina todas as esferas de nossa existência no mundo atual. Afinal, o indivíduo social, reduzido à condição de mero consumidor, não obtém satisfação plena consigo mesmo nem com o outro. A vida líquida não admite uma direção única, e as frustrações naturais oriundas da incerteza produzem indiferença, desapego, indefinição de valores e uma boa dose de cinismo. O peso do efêmero traz consigo o medo de ficar para trás e de não acompanhar os movimentos sempre cambiantes dos eventos - sejam eles políticos, econômicos, sociais ou afetivos.
  • 439020

    18,02 %

    Afrografias Da Memoria

    sinopse
  • 438639

    32,05 %

    O Espirito Militar

    sinopse
    • Fruto da primeira pesquisa antropológica realizada numa instituição das Forças Armadas brasileiras, O espírito militar tornou-se a maior referência nos estudos da área e hoje ganha nova edição, revista e ampliada. A volta dos militares à política, observada desde meados dos anos 2010, coloca novos desafios para a compreensão de nossa experiência social e torna ainda mais urgente a melhor percepção deste segmento. Neste estudo pioneiro, baseado em extensa pesquisa etnográfica realizada entre 1987 e 1988 na Academia Militar das Agulhas Negras, Celso Castro argumenta que a construção da identidade militar se dá através da oposição simbólica a um "mundo civil". Fugindo de estereótipos e preconceitos, o autor revela a dinâmica do principal centro de formação de oficiais do Exército brasileiro, examinando por dentro o seu funcionamento e os diversos elementos e códigos que regem a vida na caserna - como disciplina, hierarquia e obediência. Assim, o ponto de vista militar é apresentado a partir da perspectiva de um observador que participou ativamente dos treinamentos e da rotina dos cadetes, compartilhou de sua intimidade e teve diversas conversas e entrevistas não apenas com eles, mas também com oficiais da instituição. Acrescido de um novo prefácio e de um capítulo inédito, o trabalho pioneiro de Celso Castro segue fundamental para a compreensão do pensamento militar e para o entendimento da geração de oficiais que hoje atua e se manifesta politicamente. "O espírito militar é referência obrigatória para antropólogos, cientistas políticos, sociólogos, historiadores e para um público mais amplo, interessado na investigação séria de uma das categorias mais citadas e menos conhecidas da sociedade brasileira." - Gilberto Velho
  • 436861

    15,02 %

    Amor Liquido

    sinopse
    • Best-seller da obra de Zygmunt Bauman - agora em novo projeto gráfico -, Amor líquido é um livro fundamental para a compreensão das relações afetivas dos dias de hoje. A era da modernidade líquida em que vivemos - um mundo repleto de sinais confusos, propenso a mudar com rapidez e de forma imprevisível - é fatal para nossa capacidade de amar, seja esse amor direcionado ao próximo ou a nós mesmos. Zygmunt Bauman, um dos mais originais e perspicazes sociólogos da contemporaneidade, investiga aqui de que forma nossas relações tornam-se cada vez mais frágeis e geram níveis de insegurança cada vez maiores. Uma vez que damos prioridade a relacionamentos em "redes" que podem ser tecidas ou desmanchadas com igual facilidade (e frequentemente sem que isso envolva nenhum contato além do virtual), não sabemos mais como manter laços a longo prazo. Sensível e brilhante como de hábito, Bauman faz deste Amor líquido muito mais do que uma mera e triste constatação, mas um alerta revigorante. Ele busca esclarecer, registrar e apreender de que forma o homem sem vínculos - figura central dos tempos modernos - se conecta.
  • 436774

    15,02 %

    Cegueira Moral

    sinopse
    • Uma análise brilhante do novo mal que assola nossa época e nos anestesia perante o sofrimento alheio. Em nossos dias, a maldade e a miopia ética se escondem naquilo que consideramos comum e banal na vida cotidiana. A violência e os desastres se tornaram tão constantes e são de tal modo naturalizados que estamos calejados de tanta desumanidade. E esse é apenas um dos sintomas dessa cegueira moral que caracteriza nossas sociedades. Com originalidade - e como um diálogo epistolar entre amigos -, esse mal contemporâneo é analisado por Zygmunt Bauman e pelo filósofo e cientista político Leonidas Donskis. Uma leitura fundamental e de grande interesse para todos aqueles que se preocupam com as mudanças mais profundas que, silenciosamente, moldam a vida dos homens na modernidade líquida.
  • 435149

    40,08 %

    Presenca De Antigona

    sinopse
    • """O retrato da Antiguidade Clássica que a maioria das pessoas aprende na escola segue um padrão: pinceladas de misoginia ao mesmo tempo que omite as origens da resistência feminista. Muitas práticas notoriamente prejudiciais adotadas hoje, como os códigos de vestimenta nas escolas, a exploração do meio ambiente e a cultura do estupro, têm suas raízes no mundo antigo. Em Presença de Antígona, Helen Morales nos lembra de que o poder subversivo dos mitos existe porque eles são contados - e lidos - de maneiras diferentes. Para cada história de violência e misoginia relatada pela autora, há outra de solidariedade e empoderamento. Por meio de capítulos curtos e afiados, que vão de Antígona a Greta Thunberg, Nice a Beyoncé, ou Lisístrata ao movimento #MeToo, a aclamada acadêmica provoca um embate entre o legado da mitologia Clássica e a quarta onda do feminismo, traçando um caminho para o futuro. Inteligente e inspirador, Presença de Antígona oferece um necessário e fascinante novo olhar sobre as histórias que todos conhecemos."""
  • 432103

    50,93 %

    A Origem Da Especie

    sinopse
    • A origem da espécie investiga uma das histórias mais antigas que ainda se contam na face da Terra: o Mito do Roubo do Fogo. Mitos pertencem, sobretudo, ao campo da etnologia. São ainda objeto da filosofia, da história das religiões, da sociologia, da psicologia, da psicanálise, de outros ramos do conhecimento. Que faz, então, um romancista, um contador de histórias como Alberto Mussa, no terreno do mito? Ele responde: "Mitos são, no fim das contas, apenas mais um gênero de narrativa; embora seja, para mim, o gênero por excelência - o mais exuberante, o mais perfeito entre todos, por condensar o máximo de conteúdo com um mínimo de expressão." A origem da espécie é um ensaio literário que reconstitui as personagens e o arcabouço da trama original do Mito do Roubo do Fogo - um poderoso programa ideológico, um código dos valores fundamentais da humanidade primordial, que inclui: o alimento cozido; a caça como expressão da inteligência; o tabu do incesto; e o poder "xamânico", segundo o qual "ser plenamente humano é não ser apenas humano". Assim reconstituído e interpretado, o Mito do Roubo do Fogo ainda lança luz sobre a polêmica questão da origem da linguagem, provavelmente surgida em hominídeos mais antigos que o Homo sapiens. À semelhança de um filólogo que estuda e compara diversos manuscritos antigos e anônimos de um mesmo poema ou narrativa, Alberto Mussa escreve aqui, em sua obra mais radicalmente pessoal, o que pensa - ou o que sente - sobre o roubo do fogo, assim como sobre a compreensão da verdadeira noção de humanidade, concebida no paleolítico, ou a de sociedade, como existe hoje. Nas palavras do autor: "Mitos, na verdade, são mais velhos que línguas; são mais antigos que populações. Já passa da hora de dar voz a eles".
  • 431864

    14,94 %

    As Americas E A Civilizacao

    sinopse
    • As Américas e a civilização constitui-se no segundo livro a compor a série "Estudos de Antropologia da Civilização" concebida por Darcy Ribeiro que é compostas por O processo civilizatório, As Américas e a Civilização, O dilema da América Latina, Os Brasileiros: 1 - Teoria do Brasil, e Os índios e a civilização. As reflexões aqui presentes vieram à lume durante o período em que o intelectual esteve no exílio. Trata-se de uma análise profunda dos processos histórico-culturais vividos pelos povos gestados na América a partir de uma perspectiva inovadora, na qual buscou-se evitar abordagens tradicionais marcadas por visões eurocêntricas. O desafio a que Darcy se colocou neste livro é dos mais espinhosos: tratar de forma conjunta das particularidades e percursos que marcaram as diferentes populações do vasto continente americano. Como extremo estudioso da História que foi, o antropólogo reúne num só livro os caminhos e descaminhos dos habitantes da América do Norte, Central e do Sul. E faz isso com a propriedade de quem não apenas estudou suas origens e experiências históricas, como também de quem percorreu boa parte das terras americanas.
  • 426595

    14,04 %

    Etnias Do Mundo

    sinopse
    • Uma escola pública do interior de Pernambuco, estudantes que não gostavam de sua aparência, pais que não particip vam da vida escolar dos filhos... uma combinação perfeita para o fracasso escolar, certo? NÃO! Descubra como um professor de Artes reverteu essa realidade através de um projeto simples, com pouquíssimos recursos, mas com práticas inspiradoras, que transformaram a vida não só de seus alunos, mas de uma cidade inteira!
  • 426336

    23,0 %

    Macho E Femea

    sinopse
    • Este livro - sem dúvida, um dos maiores clássicos da Antropologia - tem como fundamento catorze anos de trabalho de campo e vinte e cinco anos de trabalho profissional. Isto poderia significar pouco se o nome da autora não fosse Margaret Mead. Aliam-se, pois, nesta obra, o gênio indiscutível da renomada antropóloga e o trabalho exaustivo de longos anos.
  • 402932

    8,95 %

    Folclore Em Questao, O - Wmf Martins Fontes

    sinopse
    • O folclore em questão preocupa-se em mostrar que o folclore pode ser estudado e deve ser analisado de forma crítica. O livro está dividido em três partes. A primeira, O folclore antiga e novas perspectivas, é uma introdução didática ao problema - discute o folclore nas ciências sociais, seu campo e objetivos, enfim as questões necessárias a uma primeira tomada de pé no assunto. A segunda, Tendências dos estudos folclóricos em São Paulo, contém o clássico Os estudos folclóricos em São Paulo, um estudo sobre Amadeu Amaral e outro sobre Mário de Andrade. A terceira parte, O folclore em resenha, é uma coletânea de pequenos trabalhos. A reflexão crítica aqui apresentada constitui uma forma de enriquecer os debates sobre a cultura brasileira, além de permitir às novas gerações acesso aos trabalhos deste importante sociólogo paulista.
  • 396804

    21,01 %

    Pedagogia Hip Hop Consciencia Resistencia E Saberes Em Luta, A - Appris

    sinopse
    • "O LIVRO A PEDAGOGIA HIP-HOP: CONSCIENCIA, RESISTENCIA E SABERES EM LUTA, PERMITE-NOS REESCREVER A HISTORIA SOBRE A POPULACAO NEGRA DE FORMA CRIATIVA. CARACTERIZA-SE PELO CONJUNTO DE EXPERIENCIAS RELACIONADAS AS HISTORIAS E AS PRATICAS CULTURAIS QUE NOS FORAM NEGADAS COM BASE NAS ATIVIDADES REALIZADAS A PARTIR DOS ELEMENTOS QUE FORMARAM A CULTURA HIP-HOP - BREAKING, GRAFFITI, DJ, MC, FUNCIONANDO COMO DISPARADORES DE CONHECIMENTOS PARA QUE OS JOVENS (RE)ELABOREM SUAS IDENTIDADES AO MESMO TEMPO EM QUE NOS POSSIBILITA A CONSTRUCAO DE UMA REFLEXAO SOBRE A CULTURA DO RACISMO E DAS VIOLENCIAS QUE RECAEM SOBRE O CORPO NEGRO. ISSO NOS COLOCA DIANTE DAS DINAMICAS EXISTENTES NAS PERIFERIAS E DA DIVERSIDADE DE MOVIMENTOS DE TRANSFORMACAO QUE FAZEM REVELAR O JOVEM DA FAVELA. ASSIM, RECORREREI AO HIP-HOP PARA PENSAR EM QUE MEDIDA O MOVIMENTO PODE AUXILIAR NA REPOSICAO DE UMA EXPERIENCIA PERDIDA, PRESERVANDO NO SUJEITO O SEU PODER DE CRITICIDADE EM RELACAO A SITUACAO LIMITE, ENTRE A VIDA E A MORTE, DESTINADA AO POVO NEGRO, QUE NOS REVELA HISTORIAS DE RESISTENCIA NO ATLANTICO, NA ESCRAVIDAO, NO FOGO CRUZADO, NAS BALAS PERDIDAS, NOS ASSASSINATOS CAUSADOS POR GANGUES DE POLICIA, NOS BARRACOS, NAS FAVELAS, NOS BECOS, NAS VIELAS, NO HIP-HOP. UMA SITUACAO QUE EXIGE A RECRIACAO DE NOVAS RELACOES ENTRE A HISTORIA, A CONSCIENCIA, A EDUCACAO E A CULTURA, A FIM DE FAZER PULSAR EM NOSSO POVO O ESPIRITO DE UMA MENTE VITORIOSA, COLETIVA E DECOLONIZADA. ISSO PROPORCIONOU A BUSCA POR NOVOS OLHARES PARA OS LETRAMENTOS ESCOLARES E EVIDENCIOU A PEDAGOGIA HIP-HOP COMO UMA FORMA DE REEDUCACAO DAS NOSSAS RELACOES ETNICO-RACIAIS E COMO UM NOVO DEVIR NA CONSTRUCAO DE UMA EDUCACAO JUSTA E EMANCIPATORIA PARA A JUVENTUDE NEGRA E PERIFERICA. DESSE MODO, O POVO PRETO "REEXISTE". E "E NOIS1" REESCREVENDO A HISTORIA POR MEIO DOS RISCOS, DO RITMO, DOS PENSAMENTOS AFROCENTRADOS E DA LUTA PELA LIBERTACAO, PROPORCIONANDO, SEGUNDO ASANTE (1988, 2003, P. 85), "[...] A LIBERTACAO DA MENTE, A PRECURSORA ADEQUADA PARA A LIBERTACAO DO CORPO" NEGRO."
  • 391590

    20,99 %

    Analise Institucional Genealogia Historia Oral - Appris

    sinopse
    • "OS ARTIGOS QUE COMPOEM ESTE LIVRO, ANTERIORMENTE DISPERSOS POR PERIODICOS E COLETANEAS VOLTADOS A PROBLEMATICAS VARIADAS, FORAM AQUI REUNIDOS NO INTUITO DE PROMOVER INTERCESSOES - E NAO INTERSECOES, FRISE-SE - ENTRE A GENEALOGIA FOUCAULTIANA, A ANALISE INSTITUCIONAL E A HISTORIA ORAL. AUTORES-FERRAMENTA COMO MICHEL FOUCAULT, GILLES DELEUZE, FELIX GUATTARI, RENE LOURAU, GEORGES LAPASSADE, CORNELIUS CASTORIADIS, BRUNO LATOUR, FRANCOIS TOSQUELLES, ALESSANDRO PORTELLI, ALISTAIR THOMSON, PAUL THOMPSON, CECILIA COIMBRA, RENE SCHERER, GUY HOCQUENGHEM, GREGORIO BAREMBLITT, REGINA BENEVIDES, ROBERT CASTEL, FRANCO BASAGLIA, BERNARDO KUCINSKI, MARGARETH RAGO, MARCELO HOFFMAN, MATHIEU LINDON, GIOVANNI LEVI, PIERRE BOURDIEU, JORGE LARROSA, VALENTIN GALVAN, GABRIEL TARDE, MICHEL DE CERTEAU, MICHAEL POLLAK, ROGER CHARTIER ETC. ENTRAM AQUI EM DIALOGO, NEM SEMPRE HARMONIOSO, MAS SEMPRE APTO A CONSTRUIR UM EQUIPAMENTO ETICO-POLITICO-CONCEITUAL COM VISTAS A PESQUISA - PESQUISA-INTOLERANCIA, MELHOR DIZENDO - E A INTERVENCAO - QUE, AO CONTRARIO DO SENTIDO HEGEMONICO ADQUIRIDO EM NOSSO PAIS, E O QUE "VEM ENTRE" AS INSTITUICOES, AMPLIANDO A GAMA DE ACAO POSSIVEL, E NAO DE CIMA PARA BAIXO, LIMITANDO O MOVIMENTO DE CORPOS E VIDAS. O LIVRO CONTA AINDA COM UM BELO PREFACIO DE ADRIANA ROSA E UMA PEQUENA APRESENTACAO DA AUTORA. "
  • 388868

    21,01 %

    Teoria Da Complexidade Contribuicoes Epistemologicas E Metodologicas Para Uma Pedagogia Complexa - A

    sinopse
    • A PARTIR DOS PRESSUPOSTOS EPISTEMOLOGICO E METODOLOGICO DO PENSAMENTO COMPLEXO, COMPREENDEMOS QUE HA IMPLICITA UMA PEDAGOGIA COMPLEXA QUE PODERA CONTRIBUIR PARA OS DESAFIOS E ENFRENTAMENTOS DA VIDA, DA ESCOLA, DA FORMACAO DE PROFESSORES E PEDAGOGOS, DA SOCIEDADE E DA EDUCACAO DO SECULO XXI, APONTARA PARA A RELIGACAO DOS SABERES, PARA A NECESSIDADE DO DIALOGO EPISTEMICO ENTRE AS AREAS DO CONHECIMENTO SUPERANDO UMA VISAO REDUCIONISTA, MANIQUEISTA, DIABOLIZANTE E EXCLUDENTE QUE, MUITAS VEZES, OBSERVAMOS EXISTIR NO CAMPO DA EDUCACAO BRASILEIRA, ESTARA FUNDAMENTADA NUMA RACIONALIDADE ABERTA, QUE PRODUZ UM CONHECIMENTO PEDAGOGICO ABERTO, DIALOGICO QUE COOPERARA E CONTRIBUIRA PARA A FORMACAO DE INTELECTUAIS DA EDUCACAO COMPROMETIDOS COM A REFORMA DO PENSAMENTO, E, POR EXTENSAO, COM A REFORMA DA EDUCACAO, SE APROPRIARA DO METODO, DA ESTRATEGIA QUE SITUA, QUE CONTEXTUALIZA E QUE GLOBALIZA AS INFORMACOES, OS CONHECIMENTOS, ELABORARA UM CONHECIMENTO PEDAGOGICO PERTINENTE PARA OS PROCESSOS EDUCATIVOS COMPROMETIDOS COM A REFORMA DO PENSAMENTO, COM UMA EDUCACAO PARA A LUCIDEZ, ENSINAR-NOS-A A CONDICAO HUMANA, ENSINAR-NOS-A A COMPREENSAO HUMANA OPONDO-SE VEEMENTEMENTE A BARBARIE DE QUALQUER MATIZ, CONSTATARA E TRATARA DOS PROCESSOS DE CONHECER A REALIDADE, A INCERTEZA, O ERRO E A ILUSAO COMO ELEMENTOS CONSTITUINTES DA DINAMICA DO CONHECIMENTO, RESGATARA OS PRINCIPIOS ETICOS E ESTETICOS NO PROCESSO DE FORMACAO HUMANA. ESTA OBRA REUNE ENSAIOS, PESQUISAS E REFLEXOES TEORICAS DESTINADA A TODOS OS PEDAGOGOS E PROFESSORES QUE ENFRENTAM OS DESAFIOS DE COMPREENDEREM A COMPLEXIDADE HUMANA E INTERVIREM DE FORMA CRITICA E COMPREENSIVA NA COMPLEXA E MULTIDIMENSIONAL REALIDADE EDUCACIONAL COM VISTAS A CONSTRUCAO DE UMA PEDAGOGIA COMPLEXA.
  • 388866

    21,03 %

    Humano Monstro - Appris

    sinopse
    • "UMA PESQUISA CORAJOSA QUE CHEGOU A UM BOM TERMO. NO ESFORCO DE PENSAR A CARACTERIZACAO DAS PERSONAGENS DO FILME FREAKS (TOD BROWNING, 1932), UM CLASSICO DO GENERO HORROR, IVON MENDES ENFRENTOU UMA QUESTAO DELICADA: COMO FORAM CARACTERIZADOS OS ATORES E ATRIZES QUE, NAQUELA EPOCA, ERAM CONSIDERADOS PESSOAS DEFORMADAS E TIDAS COMO MONSTRUOSAS? CURIOSAMENTE, NESSE FILME ACONTECEU UMA SITUACAO INVERSA DAQUELA VIVENCIADA COTIDIANAMENTE NESSE UNIVERSO, QUE SERIA TRANSFORMAR O ROSTO E O CORPO DE UM INTERPRETE - COMO LON CHANEY FAZIA, POR EXEMPLO - PARA DEIXA-LO COM UMA APARENCIA DESFIGURADA E ASSUSTADORA. VALE LEMBRAR QUE OUTROS ASPECTOS, SOBRETUDO ETICOS, ESTAVAM EM JOGO. BASTARIA APRESENTAR OS INTERPRETES DE FREAKS COMO "MONSTROS DE UM CIRCO DE HORRORES"? JA NAO VIVIAM ESSAS PESSOAS IMERSAS NUMA EXISTENCIA DE MARGINALIDADE E DEGRADACAO SOCIAL? ELAS SERIAM AINDA MAIS EXPOSTAS AO PUBLICO COMO ABERRACOES ESPETACULARES? IVON MENDES, AO TRATAR DESSAS QUESTOES, COM ACUIDADE E DELICADEZA, FAZ BROTAR UMA REFLEXAO PROFUNDA SOBRE O HORROR QUE NOS HABITA. A MANEIRA DA OBRA RETRATO DE DORIAN GRAY, DE OSCAR WILDE, O MONSTRO E O OUTRO ATE QUE NOS ENCONTREMOS COM A NOSSA PROPRIA IMAGEM."
  • 387022

    20,08 %

    Negritude - Usos E Sentidos - Autentica

    sinopse
    • O que significam a negritude e a identidade para as bases populares negras e para a militância do movimento negro? Por onde deve passar o discurso sobre essa identidade contrastiva do negro, cuja base seria a negritude? Passaria pela cor da pele e pelo corpo unicamente ou pela cultura e pela consciência do oprimido? A partir de questionamentos como esses, Kabengele Munanga debruça-se sobre a construção identitária do Brasil ao longo dos tempos, partindo do princípio de que o conceito de identidade recobre uma realidade muito mais complexa do que se pensa, englobando fatores históricos, psicológicos, linguísticos, culturais, político-ideológicos e raciais. Ao tratar da negritude e da identidade negra na contemporaneidade, o autor discorre ainda sobre o conceito na diáspora, contemplando o que se pode chamar de tentativa de assimilação dos valores culturais do branco, abordando discursos pseudojustificativos e diferentes acepções e rumos da negritude. Escrito por um dos maiores estudiosos da cultura negra no Brasil e no mundo, este livro, integrante da coleção Cultura Negra e Identidades, figura como obra relevante e inquietante sobre a temática e, principalmente, acerca da construção identitária da nação e da configuração social, cultural, política e econômica no Brasil.
  • 386109

    14,92 %

    Batuque Samba E Macumba - Global

    sinopse
    • Em 1933, Cecília Meireles organizou uma exposição com seus desenhos, e, no ano seguinte, uma conferência chamada "Batuque, samba e macumba". O resultado desta conferência/exposição constitui este livro, em que ela procura decifrar a magia e os mistérios da cultura afro-brasileira, num esforço, ainda que ingênuo, de integrar o negro à nossa sociedade. Esta edição, coordenada por André Seffrin, traz um texto introdutório de Lélia Gontijo Soares e um depoimento de Walmir Ayala sobre a obra.
  • 386111

    20,97 %

    Travestis Carne Tinta E Papel - Appris

    sinopse
    • AO CONTRARIO DO QUE ENCONTRAMOS NA MAIORIA DOS ESCRITOS DE HISTORIADORES, NESTE LIVRO OS CORPOS SE FAZEM PRESENCA, NELE SE FAZ O RELATO HISTORICO DO REGIME DE CORPOS, DOS MODELOS DE CORPOREIDADE, DAS TECNICAS DE PRODUCAO CORPORAL, DAS TECNOLOGIAS DE FABRICACAO DE CORPOS, QUE SE FAZEM PRESENTES E SE MODIFICAM ENTRE OS ANOS 70 E 80 DO SECULO XX, MAIS ESPECIFICAMENTE NO BRASIL E NA CIDADE DE FORTALEZA, NO ESTADO DO CEARA. TRAVESTIS: CARNE, TINTA E PAPEL FAZ A HISTORIA DA PRODUCAO DE CORPOS TRANSGRESSORES, DE CORPOS TRANSGRESSIVOS, DE CORPOS TRANS. ELE TRATA DA EMERGENCIA PUBLICA DO SUJEITO TRAVESTI, DE COMO ESSE LUGAR DE SUJEITO FOI PRODUZIDO E HABITADO HISTORICAMENTE NO BRASIL. REDEFINICAO DO PROPRIO CONCEITO DE TRAVESTI, QUE DEIXA DE SER ALGO QUE SE PORTA, QUE SE VESTE, QUE SE DESFILA COM ELE, PARA IR SE TORNANDO UMA CONDICAO, UM LUGAR DE SUJEITO, UM SER, UMA IDENTIDADE DE GENERO, QUE VAI SE DESLOCANDO DO MASCULINO PARA O FEMININO E QUE, MAIS RECENTEMENTE, E INCORPORADA AS IDENTIDADES DESIGNADAS COMO TRANS, DE TRANSICAO, DE TRANSVERSALIDADE, DE ATRAVESSAMENTO DAS FRONTEIRAS BINARIAS DEFINIDAS SOCIAL E CULTURALMENTE PARA OS SEXOS E PARA OS GENEROS.
  • 382642

    22,0 %

    Evolucao E Vida Social - Vozes

    sinopse
    • A evolução figura entre as mais centrais e mais contestadas ideias na história da antropologia. Este livro acompanha as vicissitudes da ideia de meados do século XIX até recentemente. Comparando abordagens biológicas, históricas e antropológicas do estudo da cultura e da vida social humana, propõe fundamentos para sua síntese eficaz. Bem à frente de seu tempo quando publicado pela primeira vez, o livro antecipa debates na vanguarda do pensamento contemporâneo. Revisitando o trabalho depois de quase trinta anos, Tim Ingold oferece um substancial novo prefácio que descreve como o livro veio a ser escrito, como foi recebido e qual sua influência em desenvolvimentos posteriores. Sem igual em alcance e amplitude de visão teórica, Evolução e vida social transpõe os limites da ciência natural e das humanidades para dar uma maior contribuição tanto à história do pensamento antropológico como do pensamento social, bem como ao debate contemporâneo sobre a relação entre natureza humana, cultura e vida social.

Produtos encontrados: 101 Resultado da Pesquisa por: em 9 ms

Itens por página:

Produtos selecionados para comparar: 0Comparar