Produtos encontrados: 290 Resultado da Pesquisa por: em 15 ms

Itens por página:

Produtos selecionados para comparar: 0Comparar

  • 436602

    25,01 %

    O Unico Aviao No Ceu

    sinopse
    • Neste livro monumental, o jornalista e historiador Garrett Graff conta a história como ela foi vivida ? e nas palavras de quem a vivenciou. Com base em transcrições nunca antes publicadas, documentos recentemente tornados públicos, entrevistas e relatos de quase quinhentos funcionários do governo, bombeiros, testemunhas, sobreviventes, amigos e familiares das vítimas, Graff pinta um retrato vívido e humano do 11 de Setembro. Assim, ouvimos a voz dos funcionários do aeroporto que, sem saber, conduzem terroristas para seus voos, e também a dos comissários de bordo dentro dos aviões sequestrados. Em Nova York, os bombeiros enfrentam uma cena de horror inimaginável nas Torres Gêmeas. Mais do que simplesmente uma coleção de depoimentos de testemunhas oculares, O único avião no céu é a história de como pessoas comuns lutaram contra eventos extraordinários: o pai e o filho trabalhando na Torre Norte, pegos em extremos diferentes da zona de impacto, o bombeiro em busca de sua esposa que trabalha no World Trade Center, a telefonista que promete compartilhar as últimas palavras de um passageiro com a família dele. O único avião no céu narra as experiências de homens e mulheres que se viram no centro de um acontecimento sem precedentes na história. O resultado é uma exploração única, profunda e marcante da humanidade em um dia que mudou o curso do mundo e da vida de todas as pessoas.
  • 383364

    25,04 %

    Escravidao - Vol 1 - Globo

    sinopse
    • Maior território escravista do hemisfério ocidental, o Brasil recebeu cerca de 5 milhões de cativos africanos, 40% do total de 12,5 milhões embarcados para a América ao longo de três séculos e meio. Como resultado, o país tem hoje a maior população negra do planeta, com exceção apenas da Nigéria. Foi também, entre os países do Novo Mundo, o que mais tempo resistiu a acabar com o tráfco de pessoas e o último a abolir o cativeiro, por meio da Lei Áurea de 1888 ? quatro anos depois de Porto Rico e dois depois de Cuba. Nenhum outro assunto é tão importante e tão definidor da nossa identidade nacional quanto a escravidão. Conhecê-lo ajuda a explicar o que fomos no passado, o que somos hoje e também o que seremos daqui para a frente. Em um texto emocionante e rigorosamente documentado, Laurentino Gomes lança o primeiro volume de sua nova trilogia, resultado de 6 anos de pesquisas, que incluíram viagens por 12 países e 3 continentes.
  • 373716

    25,01 %

    Feminismo - Perversao E Subversao - Vide

    sinopse
    • Neste livro, a historiadora e professora Ana Caroline Campagnolo revê a trajetória do feminismo, confrontando as alegadas motivações e supostas conquistas do movimento com suas reais conseqüências na história cultural do Ocidente e - em especial - do Brasil. Em vez de adotar a periodização consagrada que divide a história do feminismo em três "ondas", Campagnolo identifica cinco fases que marcaram o desenrolar desse movimento de traços ideológicos. Essas etapas remontam ao século XV e se estendem até os nossos dias, "em que se vê ameaçada a civilização que nossos antepassados levantaram a peso e ouro e esforço de sangue".
  • 437811

    24,99 %

    Os Egipcios

    sinopse
    • Em Os egípcios, Isaac Asimov faz um apanhado das principais eras de uma das maiores civilizações que a humanidade já conheceu, passando pelo poder e pelo esplendor dos faraós no Antigo Egito, pela época ptolomaica e pelo domínio romano ? com destaque para Cleópatra ?, chegando à transição para um território majoritariamente muçulmano.
  • 432339

    60,06 %

    Estas Verdades

    sinopse
    • Historiadora reconstrói a formação dos Estados Unidos ao longo dos séculos e todas as suas contradições. ?Consideramos estas verdades como autoevidentes: que todos os homens são criados iguais, que são dotados por seu Criador de certos direitos inalienáveis, que entre eles estão a vida, a liberdade e a busca da felicidade.? Essas são as palavras de Thomas Jefferson na Declaração de Independência, o documento que estabelece a identidade dos Estados Unidos como nação. Ao longo dos quinhentos anos que se seguiram desde então, o experimento americano baseou-se nos três ideais descritos por Jefferson como ?estas verdades?: igualdade política, direitos naturais e soberania do povo. A historiadora e professora de Harvard Jill Lepore abre seu trabalho de reconstrução da história dos Estados Unidos com a citação de Jefferson, mas muito do que há de pior no desenvolvimento dessa nação ? a escravidão e o apreço por esse sistema, os linchamentos públicos, a brutalidade com os povos nativos, a segregação racial ? se evidencia a cada página, desenhando um retrato possivelmente mais fiel do que a premissa democrática, poética, e quiçá utópica, descrita pelo terceiro presidente do país. Estas verdades conta a história americana desde 1492, questionando se o curso dos eventos ao longo desses cinco séculos comprovou as tais premissas fundadoras ou as desmentiu. Em busca destas verdades, a autora traçou o intrincado panorama da política americana do período colonial à máquina partidária do século XIX, dos programas de rádio às pesquisas na internet do século XXI, da Magna Carta ao Ato Patriótico, do jornalismo impresso ao Facebook. Estas verdades em muitos aspectos remodelará a visão da história americana pelas próximas décadas.
  • 398875

    25,02 %

    Notre Dame - Arqueiro

    sinopse
    • KEN FOLLETT JÁ VENDEU MAIS DE 160 MILHÕES DE LIVROS NO MUNDO. Contém trecho do livro inédito O crepúsculo e a aurora. Os direitos autorais deste livro serão doados para ajudar na reconstrução da Notre-Dame. Em Notre-Dame, Ken Follett descreve as emoções que sentiu ao saber do incêndio que quase destruiu uma das maiores catedrais do mundo: ?A magnífica Catedral de Notre-Dame de Paris, uma das maiores realizações da civilização europeia, estava em chamas. Aquela visão nos deixou estupefatos e profundamente perturbados. Fiquei à beira das lágrimas. Algo inestimável estava morrendo diante dos nossos olhos. Era uma sensação desconcertante, como se a terra estivesse tremendo.? O autor reflete sobre o papel que a catedral desempenhou ao longo do tempo e revela a influência que ela exerceu tanto em outras catedrais ao redor do mundo quanto em um de seus mais conhecidos e adorados romances, Os Pilares da Terra.
  • 429750

    26,99 %

    Guerra Do Paraguai

    sinopse
    • ?Em linguagem atraente e precisa, os autores fazem competente análise do processo político-militar e dos personagens da maior guerra travada pelo Brasil? - Francisco Doratioto, historiador. Guerra do Paraguai é um mergulho em um dos maiores e mais famosos conflitos da história da América Latina. O escritor e jornalista José Francisco Botelho e a historiadora Laura Ferrazza de Lima desvendam interesses, personagens e conjunturas por trás dessa guerra, que, desencadeada por questões políticas complexas e agravada pelo ego de grandes líderes, foi levada a cabo por uma imensa parcela da população: de oficiais de alto escalão a soldados amadores e recém-listados. De mulheres que acompanharam seus maridos a crianças descalças. Ao conhecer os lados mais humanos e desumanos dos principais personagens, sentimo-nos diante de uma verdadeira saga, com direito a sangrentos jogos de poder, excêntricas negociações, condições de combate inacreditáveis de tão miseráveis. Baseado na série documental Guerras do Brasil.doc, veiculada na Netflix, este poderia ser um livro de fantasia, se não fosse sobre a morte real de 370 mil pessoas, entre militares e civis brasileiros, argentinos, uruguaios e, é claro, paraguaios.
  • 425295

    Sapiens - Nova Edicao - Uma Breve Historia Da Humanidade

    sinopse
    • Na nova edição do livro que conquistou milhões de leitores ao redor do mundo, Yuval Noah Harari questiona tudo o que sabemos sobre a trajetória humana no planeta ao explorar quem somos, como chegamos até aqui e por quais caminhos ainda poderemos seguir. O planeta Terra tem cerca de 4,5 bilhões de anos. Numa fração ínfima desse tempo, uma espécie entre incontáveis outras o dominou: nós, humanos. Somos os animais mais evoluídos e mais destrutivos que jamais viveram. Sapiens é a obra-prima de Yuval Noah Harari e o consagrou como um dos pensadores mais brilhantes da atualidade. Num feito surpreendente, que já fez deste livro um clássico contemporâneo, o historiador israelense aplica uma fascinante narrativa histórica a todas as instâncias do percurso humano sobre a Terra. Da Idade da Pedra ao Vale do Silício, temos aqui uma visão ampla e crítica da jornada em que deixamos de ser meros símios para nos tornarmos os governantes do mundo. Harari se vale de uma abordagem multidisciplinar que preenche as lacunas entre história, biologia, filosofia e economia, e, com uma perspectiva macro e micro, analisa não apenas os grandes acontecimentos, mas também as mudanças mais sutis notadas pelos indivíduos. ?Interessante e provocador. Nos traz a sensação de quão breve é o tempo em que estamos nesta Terra.? ? Barack Obama ?Recomendo Sapiens a qualquer pessoa que esteja interessada na história e no futuro de nossa espécie.? ? Bill Gates ?Uma incrível investigação para compreender o passado, situar o presente e pensar para onde iremos. Num momento de crise civilizatória, a obra de Harari é um convite à reflexão.? ? Djamila Ribeiro ?Sapiens não só trata das questões mais importantes da história de nossa espécie como é escrito numa linguagem vívida e inesquecível.? ? Jared Diamond ?O livro de Yuval Noah Harari é muito bom. Fui surpreendido por pontos de vista que nunca tinha imaginado.? ? Leandro Karnal ?O modo como Harari narra a história de nós, humanos, e enxerga nosso futuro é arrebatador.? ? Natalie Portman ?Sapiens é uma exploração fascinante sobre como aquilo que nos torna humanos é muito mais do que uma biologia notável: é o mundo mental que construímos em conjunto.? ? Suzana Herculano-Houzel
  • 446828

    PRÉVENDA

    15,01 %

    Guinness World Records 2022

    sinopse
    • Com um design inédito, a nova edição do Guinness World Records apresenta um fascinante retrato dos feitos mais fantásticos do último ano. Dessa vez voltado para questões ambientais, o livro explora o que está acontecendo com os ecossistemas do planeta e até onde as pessoas estão indo para fazer a diferença. Apesar das dificuldades de 2020, os pesquisadores do Guinness World Records continuaram a receber e analisar milhares de inscrições por mês. Espere uma mistura única de seres humanos extraordinários, animais talentosos, veículos incríveis e atletas impressionantes. Nas páginas dessa coletânea de recordes fantástica você encontrará: Campeões do meio-ambiente: os ecoguerreiros lutando para fazer do nosso planeta um lugar melhor. Maravilhas da natureza: desde as criaturas mais inteligentes até as plantas mais mortíferas. Os mais altos e os mais baixos: nossos olheiros de recordes observaram o pior e o melhor do ser humano. Ícones da cultura pop: os mais bem-sucedidos videogames, franquias cinematográficas, jogos e marcas. Jovens talentos: conheça influenciadores, empreendedores e artistas sub-16 que estão no caminho certo para mudar o mundo. Heróis do esporte: as maiores conquistas esportivas do ano junto com os melhores atletas de todos os tempos. E MUITO MAIS! Fique de olho nos conteúdos extras, incluindo: dinossauros de realidade aumentada que ganham vida direto das páginas, o Hall da Fama do Guinness World Records, com Sir David Attenborough, a astronauta Peggy Whitson e BTS, a sensação do K-Pop, além de ?visitas virtuais? que levam você em uma jornada pelos mais fascinantes museus, parques, atrações turísticas e galerias de arte ? tudo isso sem sair de casa!
  • 446756

    PRÉVENDA

    Sapiens

    sinopse
    • Edição comemorativa de dez anos do lançamento do livro que conquistou milhões de leitores ao redor do mundo, com um prefácio inédito do autor, capa dura e ensaios complementares. Sapiens, a obra-prima de Yuval Noah Harari que o consagrou como um dos pensadores mais brilhantes da atualidade, completa em 2021 dez anos de sua primeira publicação e ganha uma edição comemorativa, com novo projeto de capa e prefácio inédito do autor, além de um ensaio do filósofo Rodrigo Petrônio e um perfil publicado originalmente no jornal The New York Times. Neste livro que já se tornou um clássico contemporâneo, o historiador israelense aplica uma fascinante narrativa histórica a todas as instâncias do percurso humano sobre a Terra. Da Idade da Pedra ao Vale do Silício, temos aqui uma visão ampla e crítica da jornada em que deixamos de ser meros símios para nos tornarmos os governantes do mundo. Harari se vale de uma abordagem multidisciplinar que preenche as lacunas entre história, biologia, filosofia e economia, e, com uma perspectiva macro e micro, analisa não apenas os grandes acontecimentos, mas também as mudanças mais sutis notadas pelos indivíduos. ?Interessante e provocador. [?] Nos traz a sensação de quão breve é o tempo em que estamos nesta Terra.? ? Barack Obama ?Recomendo Sapiens a qualquer pessoa que esteja interessada na história e no futuro de nossa espécie.? ? Bill Gates ?Uma incrível investigação para compreender o passado, situar o presente e pensar para onde iremos. Num momento de crise civilizatória, a obra de Harari é um convite à reflexão.? ? Djamila Ribeiro ?Sapiens não só trata das questões mais importantes da história de nossa espécie como é escrito numa linguagem vívida e inesquecível.? ? Jared Diamond ?O livro de Yuval Noah Harari é muito bom. Fui surpreendido por pontos de vista que nunca tinha imaginado.? ? Leandro Karnal ?O modo como Harari narra a história de nós, humanos, e enxerga nosso futuro é arrebatador.? ? Natalie Portman ?Sapiens é uma exploração fascinante sobre como aquilo que nos torna humanos é muito mais do que uma biologia notável: é o mundo mental que construímos em conjunto.? ? Suzana Herculano-Houzel
  • 446706

    PRÉVENDA

    Passados Presentes

    sinopse
    • Enfrentando os discursos falaciosos de exaltação ao golpe de 1964 e à ditadura militar ? cada vez mais disseminados em época de fake news ?, este livro repassa a história de mais de vinte anos de ditadura no Brasil, oferecendo argumentos e dados para uma reflexão criteriosa sobre o nosso recente passado autoritário, que insiste em se fazer presente. Rodrigo Patto Sá Motta apresenta aqui uma história da ditadura no Brasil organizada em torno de questões polêmicas centrais no atual debate público, que são analisadas ao longo de onze capítulos ? por que 1964 foi um golpe e não uma revolução, as motivações dos golpistas, por que o regime instalado era de fato uma ditadura, o apelo moralizador e o uso político da ?luta? contra a corrupção, o tão propagado milagre econômico e a sua problemática herança, entre outros tópicos que têm servido de baliza a projetos políticos antidemocráticos. De autoria de um historiador com anos de pesquisa e prática docente, somando conhecimento coletivo já produzido a reflexões baseadas em novas evidências documentais, esta é uma obra mais do que oportuna em tempos de fake news e ameaças autoritárias. Livre de maniqueísmos, Passados presentes ajudará o leitor a compreender os principais aspectos e fases de um período nefasto que ainda precisa ser superado, para que não volte nunca mais.
  • 446705

    PRÉVENDA

    Longevidade

    sinopse
    • Do autor de Como chegamos até aqui e De onde vêm as boas ideias, a surpreendente história de como nós humanos ganhamos 20 mil dias a mais em nossas vidas. Buscando respostas para os desafios atuais e do futuro, Longevidade é uma ode ao poder duradouro dos objetivos comuns. Todos os avanços do mundo moderno ? o método científico, as descobertas médicas, as instituições de saúde pública ? proporcionaram a cada um de nós cerca de cinco décadas a mais de existência. Steven Johnson, um dos mais influentes pensadores da tecnologia, traça aqui os meandros dessa evolução. Quantos desses anos extras vieram de vacinas, antibióticos ou do uso dos cintos de segurança? Que forças agora nos mantêm vivos por mais tempo? Por trás de cada invenção revolucionária, o autor apresenta uma história inspiradora de inovação cooperativa, de pensadores brilhantes apoiados pelo poder público e por redes colaborativas. Afinal, as mudanças mais fundamentais que já experimentamos não vieram de grandes corporações, e sim de ativistas lutando por reformas, pesquisadores nas universidades compartilhando descobertas e agências sem fins lucrativos divulgando novos avanços da ciência em todo o mundo. ?Steven Johnson não nos deixa esquecer do papel da ciência moderna em transformar fundamentalmente as nossas vidas.? ? Barack Obama
  • 446585

    PRÉVENDA

    A Miseria Da Teoria E Outros Ensaios

    sinopse
    • Uma das mais importantes contribuições para a teoria de Marx. No ensaio, Thompson retoma sua habitual defesa da razão, da centralidade da história e do agir humano, e denuncia as análises estruturalistas como uma agressão política e teórica ao marxismo ? ironicamente advinda do próprio campo da esquerda ?, sobretudo por sua concepção de um real epistemologicamente inerte e sua negação da inteligibilidade da história e dos conceitos de classe e de ideologia como categorias históricas.
  • 446522

    PRÉVENDA

    O Imperio Brazileiro

    sinopse
    • O Império Brazileiro é um retrato do país captado muito próximo ao fim do período monárquico e traz os momentos mais relevantes sobre a história da fundação do Brasil. Conhecer a história do Brasil pelos olhos de novos pesquisadores e livros didáticos é um caminho seguro e confortável, pois balizam a atividade de professores e historiadores para orientar estudantes e público em geral. Este é um livro diferente. Começa justamente pelo inverso: traz a perspectiva do período pela narrativa de uma testemunha e fonte confiável, que conheceu inúmeros atores da época e traduz, de forma única, a verdade despojada dos movimentos culturais das décadas seguintes, que passaram a nortear todos os livros de história do pós guerra. Ao longo de sua narrativa, Oliveira Lima revela inúmeros pontos-chave que tiveram enorme importância para a formação do país e fornece material para curiosos e pesquisadores sobre o legado do período monárquico ? algo que reiteradamente tentou-se apagar da memória dos brasileiros e que, muitos acreditam, alimentou um vazio do sentido de pátria, que hoje começa a ser revisitado por grande parte do povo
  • 446531

    PRÉVENDA

    O Paraiso Destruido

    sinopse
    • Prefácios e notas de Eduardo Bueno Os espanhóis entravam nas vilas, burgos e aldeias não poupando nem crianças e velhos, nem mulheres grávidas e parturientes, e lhes abriam o ventre e faziam em pedaços [...] sempre matando, incendiando, queimando, torrando índios e lançando-os aos cães [...] e assassinaram tantas nações que muitos idiomas chegaram a desaparecer por não haver ficado quem os falasse [...] e no entanto [os espanhóis] ali teriam podido viver como num paraíso terrestre, se disso não tivessem sido indignos... (Trecho do livro) Publicado há quase meio milênio, este é um dos textos mais alarmantes jamais escritos. O frei espanhol Bartolomé de Las Casas (1474-1566) chegou à ilha Espanhola (hoje República Dominicana), nos primeiros ano do século XVI, para representar a Igreja e converter os gentios do Novo Mundo. Inconformado com seus compatriotas ? que discursavam sobre a alma dos indígenas, mas na verdade se interessavam apenas por espoliá-los ?, decidiu dedicar sua vida à defesa dos povos originários. O presente volume traz o relato de quem presenciou e combateu iniquidades inúmeras na América Central e no Caribe na primeira fase da ocupação espanhola. Eis a pungente descrição do, possivelmente, maior genocídio perpetrado na história. Uma obra comovente, atual e seminal, que determinou a percepção sobre um dos períodos mais sanguinolentos da humanidade. Informações Gerais
  • 446500

    PRÉVENDA

    Henrique Lage

    sinopse
    • Clóvis Bulcão faz uma análise do período entreguerras no Brasil através da biografia de um dos tycoons da indústria nacional no século XX: Henrique Lage. Henrique Lage é um dos principais nomes da história empresarial e do empreendedorismo nacional. Quando o Estado brasileiro só tinha olhos para o café, o maior produto nacional, o empresário carioca ousou investir em carvão, aço e navios, elevando o país a outro patamar industrial. Ele apostou na indústria carbonífera de Santa Catarina e expandiu a malha ferroviária local, construiu um porto na cidade de Imbituba, transformou a ilha do Vianna, na baía de Guanabara, em um polo industrial de ponta, e ainda construiu o primeiro navio petroleiro da América do Sul.Além da faceta empresarial, Bulcão apresenta Henrique Lage como um homem apaixonado: sua musa, a diva italiana da cena lírica Gabriella Besanzoni, foi uma das grandes estrelas da ópera, a Maria Callas de sua época, um sucesso nos palcos de todo o mundo. Depois de anos de cortejo, os dois se casaram e, dez anos depois, Gabriella ganhou de presente aquele que se tornaria um dos espaços públicos mais belos e mais frequentados no Rio de Janeiro: o Parque Lage, no bairro do Jardim Botânico, no Rio de Janeiro. Inaugurado como Villa Gabriella, o local ficaria famoso como um conservatório de música (hoje escola de artes) e pelas feéricas festas dadas pelo casal, com a presença de chefes de Estado e de toda a alta sociedade carioca da primeira metade do século passado.Nos percalços enfrentados por Henrique Lage, em seu caminho para o desenvolvimento da industrialização do Brasil, alguns elementos são típicos da realidade brasileira: a instabilidade econômica, as leis promulgadas hoje e desfeitas amanhã, a quase inexistência da malha ferroviária, os planos anunciados com estardalhaço e nunca realizados, os favorecimentos, os pagamentos do governo demorando bem além do pactuado, as mudanças a cada troca de governo. Mas este livro é muito mais do que uma biografia do grande industrial. Com riqueza de detalhes e pesquisa apurada, Clóvis Bulcão traça um panorama do Brasil no início do século XX.
  • 446223

    PRÉVENDA

    Catastrofe

    sinopse
    • Uma história de desastres ? das guerras às pandemias ? e o nosso fracasso em aprender como lidar com eles. Desastres são inerentemente difíceis de prever. Mas, quando eles acontecem, deveríamos estar mais bem preparados para enfrentá-los do que os romanos quando o Vesúvio estourou, ou os italianos quando a peste negra aconteceu, ou ainda os russos quando Chernobyl explodiu. Afinal, temos a ciência e a experiência do nosso lado. No entanto, as respostas de muitos países desenvolvidos, inclusive o Brasil, à pandemia do coronavírus apontam para o contrário. Um dos mais renomados historiadores contemporâneos, Niall Ferguson aproveitou o surgimento da pandemia para analisar por que o mundo ainda não sabe enfrentar desastres. O progresso da ciência e da tecnologia leva ao otimismo, como o próprio desenvolvimento em tempo recorde das vacinas provou. A partir de análises do ponto de vista científico, econômico e geopolítico, o autor traça uma espécie de ?teoria geral de desastres?. E mostra como os políticos e a própria sociedade pode e deve responder melhor.
  • 445963

    PRÉVENDA

    Black Power

    sinopse
    • Escrito em 1967 no auge da luta por direitos civis nos Estados Unidos, Black Power é um livro seminal para os movimentos negros de todo o mundo. Seus autores, Stokely Carmichael (que depois passou a se chamar Kwame Ture) e Charles V. Hamilton, estavam na linha de frente da luta e procuraram registrar no calor do momento as discussões sobre o enfrentamento à supremacia branca. Em primeira edição oficial no Brasil, o livro continua sendo um documento histórico fundamental para a discussão do racismo estrutural e seus resultados nefastos sobre a desigualdade racial. Mais uma parceria da Editora Jandaíra com o Selo Sueli Carneiro, coordenado por Djamila Ribeiro.
  • 445672

    PRÉVENDA

    Os Vikings

    sinopse
    • OS VIKINGS: NARRATIVAS DA VIOLÊNCIA NA IDADE MÉDIA é um livro sobre história da violência. Percorrendo as narrativas latinas a respeito do contato com os vikings ao longo do século IX, estas páginas miram questões historicamente abrangentes: por que a violência, sobre a qual paira a suspeita de ser errática e ocorrer como força cega, surge e ressurge como resultado de uma lógica específica? Concretamente, o que era essa lógica? Resultava de que relações, decorria de que causas, acarretava que consequências? Como derramamento de sangue, torturas, conflitos e guerras envolvendo vikings eram inscritos no conjunto das experiências cotidianas? Em termos ainda mais concisos: o que foi a violência viking no Ocidente medieval? (Trecho da obra)
  • 445633

    PRÉVENDA

    O Lugar Do Outro

    sinopse
    • Quando alguém questionava Michel de Certeau a respeito de sua identidade profissional ? intrigado com a sua maneira de transpor as fronteiras entre as disciplinas, de questionar os pressupostos e de pôr em prática os métodos das mesmas sem se deixar confinar nem se instalar aí permanentemente ?, ele respondia que era um historiador, mais precisamente um historiador da espiritualidade. A própria natureza de seu objeto de estudo e a maneira como ele tinha se apegado à sua história haviam inspirado suas viagens: ?Sou apenas um viajante. Não só porque viajei, durante muito tempo, através da literatura mística (e este tipo de viagem exige ser modesto), mas também porque ? tendo feito, no tocante à história ou a pesquisas antropológicas, algumas peregrinações ao redor do mundo ? aprendi, no meio de um tão grande número de opiniões, que eu não passava de um particular entre muitos outros, limitando-me a relatar alguns dos itinerários traçados ? na diversidade de numerosos países, passados e presentes ? pela experiência espiritual?. (Da introdução)
  • 438641

    24,99 %

    Catorze Camelos Para O Ceara

    sinopse
    • Na manhã de 18 de junho de 1859, quem estivesse no cais de Fortaleza presenciaria uma cena inusitada. Catorze camelos, chegados da Argélia após uma travessia de 34 dias, estavam sendo desembarcados em caixotes de madeira para serem usados como alternativa às mulas de carga. Pouco antes, o Brasil recebera expedições europeias importantes, como a de Martius e Spitz, mas também aventureiros que voltavam ao velho continente com relatos de uma terra exótica e estranha. Ressentidos com a visão dos estrangeiros e impulsionados pelo espírito científico de D. Pedro II, os membros do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro arquitetaram sua própria expedição para registrar a fauna, a flora, a topografia e os costumes do país a partir de uma perspectiva nacional. A importação dos camelos fazia parte da expedição. Os cientistas receberam os animais e seguiram com eles para o interior do Ceará. Assim, após um longo e conturbado preparo, a expedição enfim partiu, num périplo que duraria anos, percorreria centenas de quilômetros e terminaria por compor a primeira grande coleção naturalista nacional. Com base em diários, documentos e arquivos, Delmo Moreira recria os caminhos e desvios da expedição. Ao centro de tudo estão Capanema, Freire Alemão e Gonçalves Dias, cujas vidas se entrelaçam com a própria história do país. Amigo do imperador, Capanema tinha na expedição uma oportunidade de se esbaldar longe da metrópole. Gonçalves Dias fugia de um casamento infeliz e Freire Alemão via ali o ápice de suas ambições profissionais. Este livro é um passeio pela história da ciência e da pesquisa no Brasil, bem como um retrato não apenas da expedição, mas de um país que era visto pela primeira vez.
  • 438606

    PRÉVENDA

    O Maior Revolucionario Das Americas

    sinopse
    • A extraordinária história do ex-escravizado que enfrentou as principais forças de seu tempo e inspirou gerações na luta anticolonial e antirracista. Toussaint Louverture, a figura mais emblemática da Revolução Haitiana, dedicou sua vida à construção de uma sociedade baseada na igualdade. Autodidata que se tornou erudito e general do exército francês, Toussaint liderou a imensa revolta de escravizados que libertou a colônia franco-caribenha de Saint-Domingue em 1791 ? e culminou com a proclamação da primeira república negra livre e independente no mundo. Foi o guia de seu povo, comandante do exército republicano e, por fim, seu governador. Em O maior revolucionário das Américas, Sudhir Hazareesingh acompanha cada passo da jornada deste personagem memorável: desde seus triunfos contra as tropas francesas, espanholas e britânicas até sua ousada promulgação de uma Constituição autônoma. O livro se tornou um farol para os escravizados do Atlântico e para muitas gerações de progressistas republicanos, tendo inspirado figuras como Frederick Douglass, movimentos anticoloniais e antirracistas e as ideias seminais de negritude do século XX. * Um dos livros do ano em The Economist, Times Literary Supplement e New Statesman. * Vencedor do Wolfson History Prize, prêmio de não ficção mais importante da Inglaterra
  • 438575

    PRÉVENDA

    Revoltas Escravas No Brasil

    sinopse
    • Catorze ensaios sobre as lutas da resistência escrava no Brasil analisam as maiores insurreições contra o regime escravocrata e investigam suas causas, protagonistas e consequências. Em 1888, a vitória da causa abolicionista, materializada por uma lei imperial, ajudou a propalar a mitologia histórica de que a libertação dos escravizados ocorreu sem lutas e derramamento de sangue. Os ensaios reunidos por João José Reis e Flávio dos Santos Gomes neste livro comprovam justamente o contrário. Embora a história dos quilombos já possua bibliografia ampla e bem estabelecida, as revoltas e conspirações nas senzalas, modalidade mais aguda e violenta da resistência negra, têm sido menos estudadas e compreendidas. Até a abolição, milhares de cativos e cativas se irmanaram para protestar e, na maior parte dos casos, resistir violentamente contra a tirania escravista. Reunião de ensaios que abordam os principais levantes e conspirações que solaparam o regime escravagista, Revoltas escravas no Brasil procura compreender as origens e anseios dos heroicos personagens que arriscaram a vida para resistir à opressão. Com ensaios de: Eduardo Spiller Pena, Flávio dos Santos Gomes, Iacy Maia Mata, Isadora Moura Mota, João José Reis, Luiz Geraldo Silva, Lara de Melo dos Santos, Luiz Felipe de Alencastro, Marcos Ferreira de Andrade, Maria Helena P. T. Machado, Mário Maestri, Paulo Roberto Staudt Moreira, Ricardo Pirola, Ricardo Tadeu Caires Silva, Thiara Bernardo Dutra e Yuko Miki.
  • 438098

    25,01 %

    Templarios

    sinopse
    • Os templários já foram personagens de inúmeras obras de ficção, filmes e programas de televisão, apresentados como heróis, mártires, assassinos, valentões, vítimas, criminosos, pervertidos, hereges, subversivos e depravados, guardiões do Santo Graal, protetores da linhagem sanguínea de Cristo e agentes viajantes no tempo de uma conspiração global. No campo da história ?popular? existe um manancial de fantasias sobre ?os mistérios dos templários? ? sugerindo sua participação em algum plano atemporal para esconder os segredos sujos do cristianismo, insinuando que a ordem medieval ainda continua em ação, manipulando o mundo como vultos nas sombras. Às vezes isso é muito divertido. Mas não tem nada a ver com os templários reais. Este livro pretende contar a história de como eram os templários, não como as lendas os adornaram desde então.
  • 437878

    25,01 %

    Homo Ferox

    sinopse
    • Aliando divulgação científica e uma linguagem envolvente, o autor best-seller Reinaldo José Lopes investiga as origens da ferocidade do homem ? abordando questões como evolução humana, racismo, intolerância à comunidade LGBT, violência contra a mulher e no Brasil ? com o objetivo de combatê-la. Inventamos a roda, a luz elétrica, a internet. E também canhões, bombas atômicas e a cultura do cancelamento. Se a ciência nos chama de Homo sapiens, seres sábios e inteligentes, poderia igualmente nos chamar de Homo ferox, seres ferozes e cruéis. E por que será que somos tão violentos? O que leva um ser humano carinhoso com amigos e familiares a metralhar uma fileira de homens em poucos segundos? A discriminar uma pessoa por causa da cor de sua pele? Para o jornalista científico, o único jeito honesto de enxergar o que somos é não desviar o olhar de nossos erros e defeitos. E o primeiro passo para tentar modificar um cenário ruim é entendê-lo. É por isso que, aqui, ele reúne pistas neurobiológicas, evolutivas, arqueológicas, psicológicas, epidemiológicas, culturais e até estatísticas para investigar a natureza da violência humana e, mais do que isso, propor caminhos para combatê-la.
  • 437328

    PRÉVENDA

    Os Donos Do Poder

    sinopse
    • Neste trabalho incontornável do pensamento social brasileiro, Raymundo Faoro se debruça sobre o tema do patrimonialismo e dos limites entre público e privado. Inclui prefácio e posfácios inéditos, e fortuna crítica. Em sua obra-prima, Raymundo Faoro examina quase seis séculos de história para traçar as raízes do patrimonialismo brasileiro e a formação do estamento burocrático, que se apropria dos aparatos políticos-administrativos e usa o poder público em benefício próprio. Publicada pela primeira vez em 1958, Os donos do poder utiliza conceitos da sociologia weberiana ? até então relativamente pouco difundida no país ? e converteu-se em um clássico de interpretação do Brasil, destacando-se por sua análise original e erudita. Esta edição inclui prefácio de José Eduardo Faria, posfácio de Bernardo Ricupero e Gabriela Nunes Ferreira, além de três textos de fortuna crítica, que demonstram como Faoro construiu um trabalho cuja pertinência para a compreensão das relações entre Estado e sociedade se estende até os dias de hoje. ?Pensar o Brasil passou a ser algo diferente a partir do livro clássico de Faoro.? ? Celso Furtado ?Os donos do poder é uma análise admirável do funcionalismo como fator decisivo não apenas na organização política e social do país, mas da própria unidade nacional.? ? Antonio Candido
  • 437148

    25,01 %

    Reivindicacoes Dos Direitos Da Mulher

    sinopse
    • """Não desejo que as mulheres tenham poder sobre os homens, mas sobre sí mesmas."" Com esse argumento, Mary Wollstonecraft criou as bases para a luta pela igualdade de gênero em 1792. Considerado um dos documentos fundadores do feminismo, ""Reivindicação do Direitos da Mulher"" é um verdadeiro eco em prol de mudanças e leitura fundamental para entender questões ainda tão presentes em nosso tempo."
  • 436977

    25,01 %

    As Czarinas

    sinopse
    • Em As czarinas, Vladimir Fedorovski propõe uma visão diferente da história da Rússia: não pelos nomes e feitos dos seus terríveis czares e grandes imperadores, mas pela atuação das mulheres que de alguma forma estavam relacionadas ao poder. A história das czarinas russas, repleta de rivalidades, conspirações, traições e até mesmo crimes e assassinatos é de fato fascinante. Como houve tantas e tão poderosas czarinas em um país tão conservador em relação às mulheres?
  • 436825

    25,01 %

    Contagem Regressiva

    sinopse
    • A cativante história real dos turbulentos dias, semanas e meses que se seguiram até 6 de agosto de 1945, quando Truman dá a ordem de lançar a bomba sobre Hiroshima. Talvez, acima de tudo, Contagem Regressiva: 1945 seja a história de um novo presidente, sem experiência no cargo, que enfrenta uma decisão que mudará o mundo para sempre. A jornada de Truman durante esses 116 dias é uma história dramática, incluindo o choque de saber da existência da bomba, os conselhos conflitantes que recebe de generais como Dwight D. Eisenhower e George Marshall, e a luta contra o massacre devastador que resultará da decisão de usar a primeira arma de destruição em massa dos EUA. Porém, este não é apenas um livro sobre a bomba atômica, mas um relato inesquecível da vida de civis norte-americanos e japoneses em tempos de guerra ? das ?Garotas do Calutron?, como Ruth Sisson em Oak Ridge, Tennessee, a Hideko Tamura, uma menina de 10 anos que morava em Hiroshima e sobreviveu à explosão no marco zero, porém perdeu a mãe e, mais tarde, emigrou para os EUA, onde vive até hoje, bem como os soldados norte-americanos que lutaram no Pacífico, aguardando temerosos pela ordem de invadir o Japão. Contado com intensidade, perspicácia e humanidade, Contagem Regressiva: 1945 é o relato definitivo de um dos momentos mais significativos da história. ? The New York Times Doze de abril de 1945: após anos de conflito sangrento na Europa e no Pacífico, os EUA estão atordoados com a notícia da morte do presidente Franklin D. Roosevelt. De repente, o vice-presidente Harry Truman, que foi excluído do planejamento de guerra e desconhece o ultrassecreto Projeto Manhattan para desenvolver a primeira bomba atômica do mundo, precisa assumir o comando de uma nação que está em guerra em vários continentes ? e confrontar uma das decisões mais importantes da história. Neste livro, Chris Wallace, jornalista veterano e âncora do Fox News Sunday, leva os leitores para dentro das mentes das figuras icônicas e misteriosas que participam da corrida pela bomba, cada uma por diferentes razões: o lendário Albert Einstein, que acaba descrevendo seu apoio à bomba atômica como ?o maior erro da minha vida?, J. Robert ?Oppie? Oppenheimer, o pesquisador principal, e os espiões soviéticos que secretamente se infiltraram em sua equipe, os pilotos extremamente competitivos do avião selecionado para lançar a bomba, e muitos outros.
  • 436669

    25,0 %

    O Uso Dos Conceitos

    sinopse
    • O Uso dos Conceitos ? Uma abordagem interdisciplinar tem como objetivo trazer reflexões que dizem respeito a muitas áreas diferenciadas de saber, mostrando que todas elas precisam de conceitos, e que os conceitos por elas produzidos apresentam aspectos recorrentes como o potencial de generalização, historicidade, polissemia, a elaboração abstrata, o diálogo com a realidade concreta, a dinâmica entre complexidade e simplicidade, o esforço criador e a sua rediscussão constante em cada meio científico, entre vários outros aspectos. Para isso, tornou-se especialmente oportuno trazer exemplos de áreas bem diversificadas como História, Antropologia, Geografia, Linguística, Psicologia, Filosofia, Economia, Física, Matemática, Biologia e a própria Música, que nos emprestará a metáfora condutora de todo raciocínio usado na segunda parte desta obra. Assim, a proposta é que algumas das ideias formuladas nesta obra sejam retomadas por especialistas dos vários campos de saber para maior aprimoramento, ou para ajustes adequados de acordo com as diferentes perspectivas disciplinares. (Trecho da obra)
  • 435620

    24,98 %

    Transfeminismo

    sinopse
    • Letícia Nascimento, em Transfeminismo, através de uma linguagem acessível e didática, traz ao público geral explicações necessárias sobre os conceitos de gênero, transgeneridade, mulheridade, feminilidade e feminismo. Mostra como cada vez mais é necessário que as pessoas estejam abertas às diversas existências que não necessariamente se encaixam no organização binária e cisgênera do mundo. Um primeiro passo nesse sentido é conhecer as experiências de quem faz parte desses grupos e esse livro, escrito por uma mulher travesti, negra e gorda, que está presente nos meios acadêmicos e é inspiração para outras mulheres transexuais e travestis, apresenta essas vivências, traz conceituações históricas e situa o transfeminismo dentro dos demais feminismos existentes.
  • 435488

    24,99 %

    As Veias Abertas Da America Latina - 50 Anos

    sinopse
    • Remontando a 1970, sua primeira edição, atualizada em 1977, quando a maioria dos países do continente padecia facinorosas ditaduras, este livro tornou-se um 'clássico libertário', um inventário da dependência e da vassalagem de que a América Latina tem sido vítima, desde que nela aportaram os europeus no final do século XV. No começo, espanhóis e portugueses. Depois vieram ingleses, holandeses, franceses, modernamente os norte-americanos, e o ancestral cenário permanece - a mesma submissão, a mesma miséria, a mesma espoliação.

Produtos encontrados: 290 Resultado da Pesquisa por: em 15 ms

Itens por página:

Produtos selecionados para comparar: 0Comparar