Ícone Menu

Apenas Uma Mulher Latino-Americana

LV514276

De: R$ 69,90Por: R$ 62,90ou X de

Economia de R$ 7,00

Formas de pagamento:
Opções de Parcelamento:
  • à vista R$ 62,90
  • 2X de R$ 31,45 sem juros
  • 3X de R$ 20,96 sem juros
Outras formas de pagamento
Comprar
Comprar

Frete e prazo

Devolução em até 7 dias
Entrega rápida e garantida

Receba o produto que está esperando ou devolvemos o dinheiro.

Bruna Ramos da Fonte conseguiu com este livro produzir uma espécie incomum de romance de formação, pois focaliza a um só tempo tanto a sua própria trajetória quanto a da canção engajada na América Latina. Essa manifestação cultural não foi apenas importante para a consolidação da identidade cultural do subcontinente, mas também fundamental para a superação do autoritarismo que se disseminou a partir das décadas de 1960 e 1970, cujo ideário funesto ainda insiste em nos assombrar. O golpe de Estado ocorrido no Brasil em 1964 implantou um período ditatorial de vinte e um anos e antecedeu uma série de outros governos autoritários na América Latina, que foram se sucedendo rapidamente em países como Bolívia, Argentina, Chile e Uruguai. Inaugurava-se assim uma época de opressão, supressão dos direitos democráticos e instabilidade política na história dessa região, uma fase nefasta que ainda não se encerrou completamente. A síntese inicial desse período foi o brilhante ensaio de Eduardo Galeano, As veias abertas da América Latina, considerado a "Bíblia da Esquerda" em virtude de seu lúcido viés crítico. Agora, no momento em que o Novo Milênio ainda se vê contaminado por concepções políticas reacionárias, Bruna Ramos da Fonte nos oferece outra visão panorâmica deste subcontinente tão fascinante quanto conturbado. Apenas uma mulher latino-americana: em busca da voz revolucionária é uma obra escrita de peito aberto, que pode ser considerada uma "Bíblia da canção engajada latino-americana", ultrapassando os limites do que se convencionou chamar de "música de protesto" para englobar manifestações musicais muito mais amplas e ambiciosas. Nascida no coração do ABC Paulista, em São Bernardo do Campo, Bruna teve contato desde cedo tanto com os movimentos sociais quanto com o mundo da música, estudando piano clássico e violino desde os oito anos. Essa união a levou a pesquisar a música dos países latino-americanos com a paixão de uma militante e a sabedoria de uma erudita. Em uma jornada temperada por reminiscências apaixonantes de sua vivência pessoal junto a grandes nomes da música e da literatura, como Tita Parra (que assina o prefácio), Antonio Skármeta, Silvio Rodríguez, Raúl Aliaga e Thiago de Mello, Bruna visitou as casas de Che Guevara (onde conheceu a filha do revolucionário, Aleida), de Hemingway, em Cuba, e de Neruda e Violeta Parra, no Chile (a Casa de Palos, construída em madeira pela própria cantora e compositora). Desta forma, ela conseguiu recuperar a um só tempo as influências de estrelas da música latino-americana e o genius loci, o espírito dos lugares que as influenciaram. Em uma cativante autobiografia musical de uma mulher latino-americana, Bruna Ramos da Fonte realiza de forma magistral seu objetivo de compor um "manifesto de alguém que acredita na arte e na cultura como as grandes ferramentas da revolução".

CARACTERÍSTICAS

FormatoBROCHURA
Número de Páginas272
SubtítuloEM BUSCA DA VOZ REVOLUCIONARIA
EditoraROCCO LV
AutorBRUNA RAMOS DA FONTE
Ano da Edição2024
EAN139786555324204
Edição1
IdiomaPORTUGUES
FabricanteROCCO LV
ISBN6555324201
Páginas272

Avaliações do Produto

Dúvidas dos Consumidores