Produtos encontrados: 93 Resultado da Pesquisa por: em 8 ms

Itens por página:

Produtos selecionados para comparar: 0Comparar

  • 371011

    Lady Killers - Assassinas Em Serie - Darkside

    sinopse
    • Quando pensamos em assassinos em série, pensamos em homens. Mais precisamente, em homens matando mulheres inocentes, vítimas de um apetite atroz por sangue e uma vontade irrefreável de carnificina. As mulheres podem ser tão letais quanto os homens e deixar um rastro de corpos por onde passam ? então o que acontece quando as pessoas são confrontadas com uma assassina em série? Quando as ideias de ?sexo frágil? se quebram e fitamos os desconcertantes olhos de uma mulher com sangue seco sob as unhas?Inspirado na coluna homônima da escritora Tori Telfer no site Jezebel.com, Lady Killers: Assassinas em Série é um dossiê de histórias sobre assassinas em série e seus crimes ao longo dos últimos séculos, e o material perfeito para você mergulhar fundo em suas mentes. Com um texto informativo e espirituoso, a autora recapitula a vida de catorze mulheres com apetite para destruição, suas atrocidades e o legado de dor deixado por cada uma delas.
  • 437088

    Lady Killers Profile Belle Gunness

    sinopse
    • Lady Killers Profile é a mais nova coleção da marca Crime Scene, da DarkSide® Books dedicada a estudar crimes reais. No primeiro volume, vamos mergulhar na mente e na vida da assassina em série Belle Gunness. Nesta nova obra do professor e pesquisador Harold Schechter, ele conduz com esmero o primeiro livro da coleção. Em Lady Killers Profile: Belle Gunness, vamos conhecer em detalhes os casos e o modus operandi dessa assassina terrível, dissecada com a mesma minúcia e cuidado que encontramos em outra obras da marca Crime Scene, como os best-sellers Lady Killers e Serial Killers: Anatomia do Mal, dossiês definitivos sobre serial killers. No panteão dos assassinos em série, Belle Gunness tem um lugar só seu. Ela realizou massacres terríveis em parte por ganância, mas principalmente pelo prazer de matar. Lady Killers Profile: Belle Gunness é o relato assustador dessa que foi uma das séries de assassinatos mais impressionantes dos Estados Unidos: a chocante carnificina cometida pela mulher que passou a ser conhecida como a Lady Barba Azul. Entre 1902 e 1908 ela convenceu uma série de homens a viajarem de várias partes dos Estados Unidos até a sua fazenda macabra no interior do estado de Indiana. Alguns eram funcionários contratados por ela, outros solteirões bem de vida que seguiam a promessa de um bom casamento, todos desapareceram sem deixar rastro. Quando seus corpos foram descobertos, descobriu-se que eles não tinham sido apenas envenenados, método muito usual entre mulheres assassinas: eles estavam esquartejados. Uma obra repleta de informações surpreendentes, até então desconhecidas mesmo pelo público especializado. Uma narrativa ágil e tensa, porém, capaz de revelar as cicatrizes de uma infância sombria. Lady Killers Profile: Belle Gunness se parece com um bom clássico de suspense ? e todas a surpresas arrepiantes de um pesadelo em carne e osso. Leitura obrigatória para as investigadoras e os investigadores de plantão, e fãs do selo Crime Scene e de Lady Killers: Assassinas em Série, de Tori Telfer.
  • 340141

    Arquivos Serial Killers - Made In Brazil E Louco Ou Cruel - Darkside

    sinopse
    • Abrindo as comemorações de 5 anos da DarkSide, a editora relança os Arquivos Serial Killers de Ilana Casoy, agora em Limited Edition. Os dois livros, Serial Killers: Louco ou Cruel? E Serial Killers: Made In Brazil, reunidos num único volume de luxo, em mais de 700 páginas de investigação. Ilana Casoy é autoridade no que diz respeito a mentes criminosas e resolução de crimes no Brasil. Para escrever Louco ou Cruel? A escritora mergulhou em arquivos da polícia e da Justiça, do FBI e da Scotland Yard, além de ter feito uma pesquisa rigorosa em diversas outras fontes para compor um inquietante roteiro de como, por que razão e com que métodos os seriais killers agem. Em Made in Brazil, Casoy dedicou-se a investigar os seriais killers brasileiros, no que viria a ser o primeiro livro do gênero dedicado aos assassinos em série do Brasil. Foram cinco anos de pesquisas, visitas a arquivos públicos, manicômios e penitenciárias, além de entrevistas cara a cara com personificações do mal em terras tupiniquins, para produzir um dossiê sobre o lado mais sombrio do ser humano. Perturbador e por muitas vezes comovente, o relato de Casoy nos apresenta histórias que nem a ficção e o cinema conseguiram imaginar.
  • 447882

    25,0 %

    Freud Sem Traumas

    sinopse
    • Ato falho. Complexo de Édipo. A culpa é da minha mãe. Isso é o seu inconsciente agindo. Todos esses termos e expressões estão na boca de todos os mortais e norteiam muitas de nossas reflexões e atitudes sobre a vida. Sigmund Freud é um dos poucos pensadores e cientistas com forte presença nas manifestações culturais, inclusive nas mais populares. Pudera: suas descobertas colocaram o ser humano diante do universo de mistérios do seu inconsciente ? a parte da mente sobre a qual não temos nenhum controle, mas que determina os nossos comportamentos, ansieda¬des, escolhas e os caminhos da nossa sexualidade. Mas a obra de Freud acabou sen¬do, também, uma das preferidas do papo amador, aquele que acaba frequentando ?as mesas dos botequins?, produzindo um verdadeiro ?telefone sem fio?, ao misturar, sem muito discernimento, conceitos como: ?re¬primidos?, ?negação?, ?inveja do pênis?. Mas, a confusão acaba aqui. O jornalista Alexandre Carvalho mergulhou profundamente na obra de Sigmund Freud para descomplicar suas principais teorias, apresentando-as de forma clara. Ao explicar postulados como a pulsão de morte, nosso mal-estar diante das exi¬gências do convívio social e os conflitos psicológicos que definem quem somos, o autor faz uma jornada sobre autoconheci¬mento ? e, de quebra, elucida muitas das questões da sociedade atual. Um conjunto de reflexões urgentes nestes tempos de ataques à autoestima (via redes sociais) e de ódio a opiniões que não sejam idênticas às nossas. Freud ajudou milhões a entenderem a própria personalidade. Este livro vai ajudar você a enten-der de vez ? com um texto tão acessível quanto atraente ? por que esse amante de charutos é um dos pais do pensamento moderno.
  • 364355

    25,01 %

    Dilema Do Porco Espinho, O - Planeta

    sinopse
    • "O poeta Vinicius de Moraes cantava ""que é melhor se sofrer junto, que viver feliz sozinho?. Será? O historiador Leandro Karnal, um dos intelectuais brasileiros que, através de seus livros, palestras e vídeos, nos ajuda a pensar o mundo contemporâneo, discute uma questão presente na vida de todos: a solidão. A partir de referências de filósofos e da própria Bíblia, de fatos históricos e de romances, ele faz uma reflexão sobre a natureza de viver só - por pouco ou muito tempo, estando ou não acompanhado. Apresenta como a solidão é encarada no cinema, na literatura, na música, nas artes. Mostra que ela pode ser iluminadora e como Deus se revela aos solitários. O mesmo Deus que, segundo Gêneses, teria dito: ?Não é bom que o homem esteja só; farei para ele alguém que o auxilie e corresponda.? E expõe como se desenvolveu a tradição judaico-cristã da solidão. Em O dilema do porco-espinho, Karnal viaja pela modernidade líquida e analisa a solidão no mundo virtual e o isolamento. Discute dos amigos imaginários criados pelas crianças aos pensamentos de alguns filósofos, como Aristóteles, que dizia que a solidão criava deuses e bestas. Como a solidão é um tema que sempre o acompanhou e, segundo revela o próprio Karnal, tem crescido na maturidade, o autor escreve este livro como um ensaio pessoal. Ao dividir suas meditações, o autor convida o leitor, durante o ato da leitura, a deixar a solidão de lado e compartilhar seus pensamentos também. "
  • 361009

    25,01 %

    4 Temperamentos Na Educacao Dos Filhos, Os - Kirion

    sinopse
    • ?O temperamento é uma estrutura mineral da psicologia humana ? uma estrutura fixa, que não muda, como um território que precisa ser conhecido ou um papel sobre o qual escrevemos nossa história. São como um filtro da nossa psique, um filtro que nos confere um certo modo de experimentar o impacto do mundo. [...] Há muitos motivos pelos quais é importante abordar o tema dos quatro temperamentos. Talvez o principal deles seja que muitos pais, famílias e professores se deram conta de que ele pode ser bastante eficaz como ferramenta de educação. O assunto entrou em voga e os interessados passaram a buscar bibliografia, a pesquisar e a se aprofundar. Depararam-se, então, com uma primeira dificuldade: quase não há bibliografia disponível em português. Faltava um título que organizasse e condensasse tudo o que se sabe sobre o tema ? e este é o objetivo deste livro, resultado de anos de estudos aliados à prática clínica?.
  • 327716

    Casos De Familia - Darkside

    sinopse
    • Os crimes que impactaram o cenário policial nacional na ultima década, o assassinato do casal Richthofen e de Isabella Nardoni, foram reunidos em um só livro e trazem novos detalhes observados por quem estava nos bastidores. A criminóloga Ilana Casoy, em "Casos de Família: Arquivos Richthofen e Arquivos Nardoni", abre pela primeira vez seus cadernos de anotações utilizados durante a pesquisa na Polícia Civil, Científica e Ministério Público dos dois crimes, tudo isso com a qualidade quase psicopata de edição, uma marca registrada de todos os títulos da Darkside Books.A pedido da editora, Ilana Casoy mergulhou em suas anotações particulares que está de volta com mais uma luxuosa reedição de suas obras, incluindo os inéditos fac-símiles de trechos dos seus cadernos.Primeira autora nacional dos "Caveirinhas", na nova publicação traz para seus leitores o mistério desvendado de comentários originais dela mesma no calor dos acontecimentos e descobertas. Além de acompanhar passo a passo o rumo das investigações e julgamento dos assassinos que romperam a linha da lei e do sagrado, os sentimentos e dúvidas da autora ficam agora expostos ao público.Em "Arquivos Richthofen" o leitor vai acompanhar o comportamento dos três assassinos - as contradições e os erros decisivos; a distância de Suzane ao relatar os fatos, o descontrole de seu namorado Daniel na reprodução simulada do crime, os depoimentos e técnicas de investigação da polícia, dos médicos legistas, peritos e especialistas, que não deixaram outra alternativa aos culpados que confessar os assassinatos brutais. A grande novidade fica por conta da transcrição inédita do emblemático debate entre acusação e defesa, com o objetivo de oferecer os detalhes do julgamento nunca publicados.Em "Arquivos Nardoni" o mergulho é em um dos casos criminais mais polêmicos já ocorridos no Brasil, que contou com um qualificado trabalho da polícia técnico-científica - única "testemunha" do crime.Ilana reconstrói os cinco dias do julgamento de Alexandre Nardoni e Ana Carolina Jatobá, pai e madrasta de Isabella de Oliveira Nardoni, condenados pelo assassinato dela. A autora foi colaboradora do Ministério Público, que, com a ausência da confissão dos réus, trabalhou com provas periciais irrefutáveis para confrontar a versão do casal no tribunal do júri.
  • 450840

    PRÉ-VENDA

    Arquitetura E Psique

    sinopse
    • SINOPSE Não é difícil perceber em nós mesmos quão intensamente somos impactados pelos ambientes que frequentamos e visitamos. Muito mais difícil, contudo, é compreender tais impactos no nível de nossa subjetividade e o quanto podem influenciar nosso bem (ou mal) estar psíquico. O espaço construído, ao ser entendido como algo que se reflete em nossa forma de agir, sentir e pensar, é um elemento importante de nossa constituição como sujeitos individuais e sociais. Grosso modo, essa é a base da argumentação arguta e profunda que Lucy Huskinson desenvolve nesse ensaio, trazendo uma visão bastante ampla do fenômeno, a partir dos grandes psicanalistas e arquitetos contemporâneos, elaborando uma crítica contundente ao fazer arquitetônico ao mesmo tempo que elabora um paralelo lúcido entre o corpo e o espaço do habitar humano, mediados pela psicanálise. QUARTA-CAPA Os edifícios moldam a nossa identidade e nossa maneira de sentir e perceber a nós mesmos de forma profunda, nem sempre evidentes para arquitetos e urbanistas, que projetam e concebem os espaços de habitar, ou mesmo para aqueles que pensam estar intimamente familiarizados com as edificações que frequentam. Arquitetura e Psique fornece um guia teórico para nosso comportamento inconsciente em relação a edifícios e explica como e por que somos atraídos por elementos e características específicos do projeto arquitetônico. A obra revela como até o menos inspirador dos edifícios pode ser modificado de modo a atender às nossas expectativas e requisitos inconscientes ? e, da mesma forma, explora as repercussões em nosso bem-estar quando os edifícios não conseguem fazê-lo. Os princípios utilitários de função, eficiência, custo e impacto visual não atendem às necessidades fundamentais das pessoas. Entre outros motivos, porque nossas respostas à arquitetura costumam ser difíceis de mensurar e são, em grande parte, inconscientes. Lucy Huskinson libera o pensamento psicanalítico de suas preocupações com as relações interpessoais para abordar as conexões vitais que estabelecemos com o ambiente construído, ao ligá-lo com a teoria arquitetônica, dando notícia, assim, de uma teoria psicanalítica mais abrangente e útil de relacionamento e identidade. COLEÇÃO ESTUDOS A coleção Estudos propõe-se a publicar ensaios críticos e pesquisas tratados em profundidade, com sólida argumentação teórica nos mais variados campos do conhecimento. A coleção forma, junto com a Debates, a marca de identificação da editora em nosso mercado. DA CAPA Imagem da capa: C.R. Cockerell, O Sonho do Professor, 1848. Royal Academy of Arts, Londres Esse quadro, com seus edifícios de todo o mundo, sobrepostos uns aos outros, lembra o que Freud tinha em mente para a sua cidade eterna de Roma.
  • 448188

    25,0 %

    A Linguagem De Bion

    sinopse
    • Considerando que livros introdutórios nunca podem substituir o trabalho original de um autor, e menos ainda, suas palavras, e também que o a apreensão dos conceitos propostos por W. R. Bion tem sido, frequentemente, vista como se fosse difícil, o Dr. Sandler elaborou um dicionário em um estilo pouco usual. Extraiu citações relevantes dos textos de Bion, reunindo-as com o sentido e também os significados dos conceitos, localizando-os em termos históricos de seus desenvolvimentos. O objetivo é apresentar o trabalho escrito de Bion tal como ele é ? e nunca impor suas próprias opiniões, ainda que inclui seus comentários e expansões a respeito das implicações clinicas, entre os vários verbetes, com o intuito de esclarecer algumas questões que têm surgido entre leitores, endereçando-se principalmente a distorções nos entendimentos. Como a vida, a obra de Bion não demanda entendimento, mas a possibilidade de apreensão por experiência. Esse bem organizado dicionário constitui-se em valioso instrumento para todos aqueles interessados, ou necessitados de apreender o sentido, e o uso imbuído no estilo compactado de escrita adotado por Bion.
  • 446461

    24,99 %

    O Caso Schreber

    sinopse
    • A primeira grande narrativa clínica de Freud A incapacidade de satisfazer a exigência amorosa real é um dos traços de caráter mais essenciais da neurose, os doentes são dominados pela oposição entre a realidade e a fantasia. Tradução do alemão de Renato Zwick Apresentação de Noemi Moritz Kon Ensaio biobibliográfico de Paulo Endo e Edson Sousa Em outubro de 1900 ? menos de um ano após a publicação de seu seminal A interpretação dos sonhos ?, Sigmund Freud (1856-1939) recebeu em seu consultório a jovem paciente Ida Bauer, então com dezoito anos, filha de Phillip Bauer, amigo e ex-paciente seu. Ida padecia de vários e persistentes sintomas: perda de urina durante a noite, cansaço, dificuldade para respirar, enxaqueca, tosse, afonia e alucinação sensorial. Freud detectou um caso de histeria, e o tratamento durou onze semanas. Logo em seguida, se pôs a escrever este Fragmento de uma análise de histeria (ou O caso Dora, nome com que a paciente é rebatizada), publicado em 1905. Aqui vemos Freud em plena ação terapêutica, buscando aplicação prática para sua teoria psicanalítica, aliando ideias de A interpretação às teorias sobre o desenvolvimento psicossexual na infância, e mais uma vez revolucionando o entendimento sobre o ser humano.
  • 446270

    25,01 %

    Tudo O Que Voce Precisa Saber Sobre Psicanalise

    sinopse
    • ?Impossível reunir em um livro tudo o que precisamos saber sobre psicanálise?. É esse o alerta que a psicanalista Silvia Ons faz ao leitor no prólogo deste livro. E não sem motivo. Tamanha é a complexidade do tema, que nem uma centena de livros dariam conta do ?tudo?, mesmo porque, defende a autora, ?tudo? não combina com a psicanálise. Lacan, cita ela, dizia que o analista deveria reinventar a psicanálise todos os dias. Mas isso não impediu a autora de reunir, neste volume, um compêndio bastante abrangente dos principais conceitos psicanalíticos, apresentados com grande clareza e síntese e contextualizados na história. Com quadros explicativos, glossário e bibliografia, este livro expõe objetivamente e com rigor os conceitos essenciais de um saber que é fundamental para o desenvolvimento humano.
  • 437895

    25,0 %

    A Nova Infancia Em Analise

    sinopse
    • Por meio dos aportes da psicanálise do bebê e da psicologia do desenvolvimento, hoje sabemos mais ainda sobre a importância decisiva do começo da vida, do ritmo e dos cuidados presenciais. Ao mesmo tempo, estes vêm sendo cada vez mais terceirizados ou negligenciados na contemporaneidade. Em seu mais recente livro, A nova infância em análise (também disponível no formato e-book), Celso Gutfreind nos traz seu olhar sobre esta nova realidade da infância e divide conosco sua prática psicanalítica no atendimento dessas crianças e seus pais. Com estilo poético, o autor se mostra ao leitor em pleno trabalho, ouvindo e contando.
  • 436741

    25,0 %

    Navegacao Inquieta

    sinopse
  • 436675

    24,99 %

    Tempo

    sinopse
    • Tempo, quinto e último volume da coleção Parentalidade & Psicanálise, reúne textos que percorrem, de modo preciso e, por vezes, poético, os atravessamentos temporais que permeiam a experiência da parentalidade. Temas caros à psicanálise, como as transformações do corpo, a ausência de representação da morte, os tempos da constituição subjetiva e as separações, são abordados em sua relação com os desafios enfrentados no exercício das funções parentais no cenário contemporâneo, levando em conta noções como territorialidade e interseccionalidade. A leitura de cada capítulo reafirma a radical contraposição entre a ética psicanalítica e as pretensões de predição e garantia no cuidado com as próximas gerações.
  • 435747

    25,0 %

    O Lugar Do Genero Na Psicanalise

    sinopse
    • Como entender, a partir da psicanálise, a hegemonia e a permanência da lógica binária e hierárquica inerente ao nosso sistema de sexo-gênero se reconhecemos que esta não se funda em uma ordem natural? Teria essa ?lógica fálica? uma função defensiva? Qual o custo de mantê-la? Que relações existem entre a rigidez do binarismo de gênero e alguns destinos e sofrimentos típicos das identidades masculinas e femininas, ou até mesmo a misoginia e a transfobia? Lattanzio apresenta uma série de hipóteses ? rigorosamente sustentadas ? que tentam responder a essas e outras questões igualmente relevantes. Este livro é referência essencial para repensar fenômenos clínicos e novas formas de subjetivação, questionando a normatividade da psicanálise clássica, em diálogo enriquecedor com a filosofia, a antropologia, a arte e a teoria feminista.
  • 435730

    25,0 %

    Territorio Das Mulheres

    sinopse
    • Estas páginas reúnem esforços para elaborar um campo de questões que dizem respeito às difíceis relações entre a psicanálise, os psicanalistas e os feminismos. Elas se interrogam também sobre o apelo recente aos discursos apocalípticos ou catastróficos da parte de psicanalistas guiados por uma problemática fidelidade à invariância da noção de estrutura. O percurso inclui uma análise das relações entre feminismos e psicanálise no momento freudiano inaugural, quando, por volta de 1920, as psicanalistas entram em cena. Ele se prolonga até os feminismos francês e americano, concentrando-se nas décadas de 1960 e 1970. A reflexão não esquece as transformações dos feminismos contemporâneos que interrogam igualmente a natureza e os (des)caminhos da democracia moderna, assim como a crítica da cultura.
  • 435724

    25,0 %

    Fatores De Doenca, Fatores De Cura

    sinopse
    • Antonino Ferro investiga a gênese do sofrimento psíquico, evidenciando o trabalho ?a quatro mãos? que analista e paciente constantemente desenvolvem juntos. Por meio de contínuas exemplificações clínicas, chama a atenção para o (não) funcionamento do analista na relação com o paciente e para os remédios que a cura psicanalítica oferece à dor psíquica. Especialmente, identifica a ?narração transformadora? que acontece na sala de análise como um dos mais importantes fatores de cura. O autor, neste volume, continua o percurso iniciado em seus trabalhos anteriores ? objeto de estudo em muitos institutos de psicanálise no mundo ?, desenvolvendo o pensamento de Bion e o conceito de campo analítico com foco no papel central do ?funcionamento onírico da mente mesmo quando acordados?. Esta abordagem original para o problema dos fatores terapêuticos na psicanálise interessa a todos os psicanalistas e psicoterapeutas, atuantes ou em treinamento. É analista didata e supervisor na Società Psicoanalitica Italiana (SPI), da qual foi presidente (2013-2017), e membro da American Psychoanalytic Association (APsaA) e da International Psychoanalytical Association (IPA). Tem sido professor convidado de diversas instituições na Europa, na América do Norte, na América do Sul e na Austrália. Recebeu o Sigourney Award em 2007. É autor de numerosos artigos sobre clínica, técnica e teoria da técnica publicados em revistas de psicanálise na Itália e em outros países. É autor dos livros Tormentos de almas (Blucher, 2017), Na sala de análise: emoções, relatos, transformações (Blucher, 2019), A psicanálise como literatura e terapia (1999) e Evitar as emoções, viver as emoções (2007), esses dois últimos no prelo pela editora Blucher.
  • 435719

    25,0 %

    Tempos De Encontro

    sinopse
    • Este livro é um tributo aos encontros e à memória. Modelado pela escuta, pela escrita e pela psicanálise, evoca pessoas queridas que me provocaram, me tocaram e me constituíram. Os textos destacam a importância da dimensão coletiva, social e política da psicanálise e a relevância da alteridade para a constituição do sujeito e para a ética clínica e institucional. Neles, discuto os processos de subjetivação que articulam corpo e mente, o enquadre e a relação terapêutica, o processo educativo e a prática médica e a transmissão em psicanálise. Em tempos de acentuado esgarçamento das relações pessoais e sociais, é ainda mais fundamental lembrar que nada disso teria sido possível sem a experiência dos encontros. Este livro celebra essas experiências e minha gratidão a todos que delas participaram.
  • 434545

    25,01 %

    Fontes Do Pensamento De Jacques Lacan

    sinopse
    • Apaixonado pela obra e pelas ideias de Jaques Lacan, o psiquiatra Wilson Castello de Almeida apresenta neste livro um vasto compêndio das influências culturais, filosóficas, históricas, psicológicas, artísticas e literárias que contribuíram para a formação desse eminente psicanalista. De Platão a Marx, passando por James Joyce, Santo Agostinho e Melanie Klein ? e, claro, por Freud ?, o autor compõe um retrato profundo e fiel do pensamento lacaniano, sempre guiado por sua erudição e pelo desejo genuíno de oferecer ao leitor uma obra sensível e didática.
  • 438333

    25,0 %

    A Psicologia Da Midia Social

    sinopse
    • Estamos realmente sendo nós mesmos nas mídias sociais? Há algum benefício em nos conectarmos com pessoas que mal conhecemos? Por que algumas pessoas compartilham coisas demais nas redes sociais? A psicologia da mídia social explora quanto de nossa vida cotidiana acontece online e como isso pode afetar nossa identidade, nosso bem-estar e nossos relacionamentos. Este livro examina como nossos perfis, nossos contatos, nossas atualizações de status e as fotos que compartilhamos online podem ser uma maneira de nos expressarmos e de ampliarmos nossa rede de contatos, mas também destaca as armadilhas da mídia social, incluindo questões de privacidade. Do FOMO ao fraping, do subtweeting às selfies, A psicologia da mídia social mostra como as redes desenvolveram todo um novo mundo de comunicação e, para o bem ou para o mal, provavelmente continuarão a ser uma parte essencial de como nos entendemos enquanto seres humanos.
  • 434713

    25,0 %

    Estudos Sobre O Suicidio

    sinopse
    • A morte que vem de fora não precisa ser entendida. A morte do suicida é diferente, é gesto que nasce dentro, último acorde de uma melodia que vinha sendo preparada no silêncio do seu ser. O profissional ativa acuidade perceptiva para silêncios ? música inaudível ?, palavras inexistentes buscadas por emoções sem sentido. O suicida elimina a dor destruindo os mensageiros ? corpo e mente ? sem saber que deixará de existir. O profissional de saúde mental identifica o não sabido a partir do conhecimento sobre si mesmo, condição para tornar criativo o indispensável saber científico. As reflexões desenvolvidas neste livro visam estimular a busca de significado para vidas que o perderam.
  • 433832

    25,0 %

    Paixao Da Ignorancia

    sinopse
    • "A Editora Contracorrente inaugura a coleção ?Educação e Psicanálise?, com o título ?Paixão da ignorância: a escuta entre a psicanálise e educação?, do Professor Christian Dunker. O objetivo da coleção é dar voz a educadores e psicanalistas, a fim de reduzir o hiato entre a transmissão oral e a escrita, entre escola e universidade, entre prática e pesquisa, surgidas do chão da sala de aula. A proposta parte da escuta do próprio campo aprendente entre os atores da vida escolar, retomando os princípios inclusivos de Paulo Freire. Iniciamos esse projeto com um texto cuidadoso, que esmiúça conceitos da psicanálise, da educação e do cotidiano dos sujeitos envolvidos nesse processo de troca que é o aprendizado. O tom de Christian Dunker é irreverente, prenhe de ensinamentos teóricos e práticos, tornando o livro uma leitura fundamental não só para psicanalistas e educadores, mas também para qualquer interessado em aprender mais sobre essas áreas."
  • 433062

    24,99 %

    Lacan Ainda

    sinopse
    • ?A análise com Lacan não me curou definitivamente da angústia, mas mudou a minha vida. Me permitiu aceitar as minhas origens, o meu sexo biológico e me tornar mãe. Isso, por um lado, aconteceu graças ao interesse real dele pela mudança. Por outro, graças à maneira como trabalhava e que, ainda hoje, causa indignação.? Neste livro, a escritora e psicanalista Betty Milan focaliza a forma revolucionária de Jacques Lacan trabalhar ?que subverteu a psicanálise, devolvendo a ela a virulência de seus primórdios ? e oferece um testemunho íntimo e raro da análise que fez com o Doutor, entre os anos de 1973 e 1978. Em seu relato, ela nos conta sua saga de analisanda, do início ao fim do processo: a partida para a França, o primeiro encontro no número 5 da Rue de Lille, até o aval para retornar ao Brasil e recomeçar a vida. Na singular travessia analítica de Lacan ainda, o leitor é levado a frequentar uma temporalidade inédita que condensa vivência e fantasia, infância e idade adulta ? da megalópole paulista e do ?ar de Paris? à aldeia libanesa e ao carnaval carioca. Exercendo plenamente seu famoso diktat de que a psicanálise deve ser reinventada por cada analista, somos surpreendidos pelo extremo tato de Lacan ao conduzir suas sessões com intervenções minimalistas, que preenchem silêncios e sustentam perguntas.
  • 431935

    25,0 %

    A Psicanalise Com Wilfred R.bion - Edgard Blucher

    sinopse
    • Wilfred R. Bion (1897-1979) foi um psicanalista inglês que fez evoluir o modo de praticar e pensar a experiência analítica. Para ele, cada cura deveria favorecer um processo de crescimento psíquico no paciente e também no analista. Ele renovou profundamente a abordagem da dinâmica de grupos, a clínica das psicoses, o conceito da gênese do psiquismo e apoiou seu trabalho em noções originais que se tornaram famosas: processos de ligação, transformações, função alfa, devaneio materno, todos elementos que François Lévy expõe claramente sem alterar sua natureza. Assim, ele nos oferece instrumentos para repensar a prática psicanalítica. Este livro, que descreve tanto os aspectos clássicos quanto os elementos menos conhecidos das proposições inovadoras de Bion, é uma excelente apresentação da obra desse grande clínico e teórico da psicanálise.
  • 431879

    25,01 %

    Freud 1901 - Obras Completas Volume 5

    sinopse
    • As Obras completas de Freud têm continuidade com o décimo sétimo lançamento, o volume 5, que contém duas obras publicadas em 1901: Psicopatologia da vida cotidiana e Sobre os sonhos. A Psicopatologia da vida cotidiana trata dos atos falhos, agora também chamados ?lapsos freudianos?, que são os erros involuntários ao falar, ouvir ou escrever algo, esquecer ou trocar nomes, pôr coisas fora do lugar etc. Recorrendo a uma infinidade de exemplos, dele próprio e de outras pessoas, Freud argumenta que, longe de serem casuais, esses lapsos têm explicação e significado. Eles são explicados como influência de desejos inconscientes sobre a conduta consciente do indivíduo. Foi o que houve quando, num exemplo divertido, o presidente do parlamento austríaco, ao abrir um debate que imaginava que seria tempestuoso, declarou ?encerrada? a sessão, em vez de ?inaugurada? ? termos parecidos em alemão. O outro texto do volume, Sobre os sonhos, constitui um resumo bastante acessível da Interpretação dos sonhos.
  • 431177

    25,0 %

    Pai Assassinado, Pai Morto

    sinopse
    • Este livro examina a construção progressiva da noção de função paterna e sua relevância para a psicanálise. A distinção entre o pai assassinado (narcísico) e o pai morto é considerada um paradigma para a compreensão de diferentes psicopatologias, bem como de obras literárias, da antropologia e de acontecimentos históricos. São introduzidos novos conceitos, como ?um pai é espancado?, e uma distinção entre o après-coup descritivo e o après-coup dinâmico, inaugurando uma compreensão psicanalítica da temporalidade. O livro inclui uma reflexão sobre como os conceitos de instinto de morte e de negativo podem auxiliar a compreensão de Auschwitz, um momento que a autora caracteriza como ?o assassinato do pai morto?. A obra é uma importante referência intelectual e clínica e será leitura obrigatória para psicanalistas, psicoterapeutas, antropólogos e historiadores, bem como estudantes de todas essas disciplinas. Veja mais Capa do livro Companhia Viva Companhia Viva Anne Alvarez Capa do livro Manuscrito Inédito de 1931 Manuscrito Inédito de 1931 Sigmund Freud Capa do livro O Complexo Fraterno O Complexo Fraterno Luis Kancyper Capa do livro O Coração Pensante O Coração Pensante Anne Alvarez Depoimentos sobre o livroEnvie seu depoimento
  • 431083

    25,0 %

    O Coracao Pensante

    sinopse
    • O coração pensante é a continuação natural de Companhia viva, o livro altamente influente e agora clássico de Anne Alvarez sobre o trabalho com crianças vítimas de distúrbios e sofrimentos severos. Com base em sua experiência de mais de cinquenta anos como psicoterapeuta de crianças e adolescentes, Alvarez usa exemplos clínicos detalhados e explora os motivos pelos quais uma perspectiva terapêutica pode funcionar em detrimento de outra. A autora identifica três níveis diferentes de trabalho analítico e comunicação: o nível explicativo (o ?por quê-porquê?), o nível descritivo (o ?o quê?) e o nível de vitalização intensificado (o ganho de acesso ao próprio sentir por crianças com dissociação crônica, apatia decorrente de desespero ou autismo ?não atraído?). O livro será útil a psicoterapeutas, psicanalistas, psicólogos clínicos e educacionais, psiquiatras infantis, assistentes sociais, professores de crianças com necessidades especiais e cuidadores de crianças com distúrbios.
  • 430905

    15,05 %

    Sonhos Confinados

    sinopse
    • Fomos dormir em um mundo, acordamos em outro. De uma hora para a outra, Os sonhos entraram na nossa realidade, e a realidade, ou o que ainda restava dela, invadiu nossos sonhos. Na ressaca do carnaval de 2020, a pandemia, que parecia tão distante, de repente invadia todos os momentos da nossa intimidade. Começava para valer o século XXI. Nesse contexto, diferentes grupos de psicanalistas passaram a coletar, registrar e escutar sonhos, culminando em uma pesquisa multicêntrica coordenada por três universidades públicas brasileiras: UFRGS, USP e UFMG. Desse trabalho conjunto surgiu um rico acervo, um documento único de um momento traumático ? subjetiva e socialmente ? de nossa experiência histórica. Este livro é resultado desse trabalho. Trata-se de uma ontologia do tempo presente a partir dos sonhos, estes registros capazes de apreender com mais agudeza aquilo que parece recalcado ou não dito em nossa experiência social compartilhada e responsáveis por nos ajudar a elaborar aquilo que escapa às nossas representações.
  • 429645

    24,99 %

    Histeria E Sexualidade

    sinopse
    • Dando prosseguimento à sua trilogia sobre sexualidade contemporânea ? iniciada com Transexualidade ?, Marco Antonio Coutinho Jorge e Natália Pereira Travassos abordam agora a relação entre Histeria e sexualidade. O termo ?histeria? adquiriu popularmente uma acepção pejorativa, que, no entanto, ignora ou menospreza a riquíssima e tumultuada história do fenômeno histérico. O exame psicanalítico da histeria revela surpresas. Estudada desde a Antiguidade, origem da descoberta do inconsciente, estrutura dividida e conflitiva do sujeito, posição discursiva fundamental, recusada pela psiquiatria contemporânea, a histeria atravessou os séculos numa trajetória acidentada e marcada por epidemias. Histeria e sexualidade traz um panorama dessa afecção impressionante e nomeia a nova roupagem que ela assumiu na virada do milênio: histeria de gênero. Dividido em cinco partes, ocupa-se de clínica, estrutura e epidemias de histeria, debruçando-se ainda sobre a crucial dissecação dos discursos empreendida por Lacan. Ao final do volume, uma tabela sintetiza o essencial da álgebra lacaniana, esclarecendo como ler e interpretar os principais matemas ? um auxílio precioso para o leitor de psicanálise.
  • 429516

    24,99 %

    Corpo

    sinopse
    • O quarto volume da coleção Parentalidade & Psicanálise traz para a discussão o corpo, tema crucial para se entender como o laço social cria as condições de constituição dos sujeitos por meio dos entrelaçamentos entre pulsão e linguagem. O corpo não é uma entidade passiva a ser disciplinada, controlada ou educada, mas sim lugar de reconhecimento e construção. Quando consideramos o corpo não apenas como um universal biológico, mas também como marcado, ético e singular, ele convoca uma nova atitude de cuidado e consideração. É essa atitude que os autores desta obra enfrentam ao pensar as transformações na arte e no engenho da criação de filhos. Neste volume, é analisado o trabalho psíquico de pais e filhos para fazer corpo próprio e para deixar fazer corpo próprio, permitindo-o falar como um sujeito. Além disso, há uma reflexão sobre o lugar do corpo da mulher e do corpo das pessoas negras nos discursos que circundam os temas da maternidade e da paternidade.
  • 426450

    24,99 %

    O Sujeito Na Contemporaineidade

    sinopse
    • A psicanálise como discurso crítico sistemático sobre a cultura e força transformadora da sociedade. Vencedor do Prêmio Jabuti 2013 ? categoria Psicologia e Psicanálise ? e do Prêmio Sergio Buarque de Hollanda, da Biblioteca Nacional, O sujeito na contemporaneidade trata de uma alteração fundamental, ocorrida da modernidade à atualidade, que aconteceu nas categorias constitutivas do sujeito, redirecionando as linhas de força do seu mal-estar. Cada um dos dez capítulos é parte de um quadro que traz a força do que é hoje a experiência subjetiva. Trabalhando dinamicamente, três pares interligados tecem a trama ? espaço/tempo, dor/sofrimento, desalento/desamparo. Esta edição é adicionada de um posfácio do autor, em que reflete sobre o sujeito do exílio na atualidade. Texto de orelha de Regina Herzog.
  • 426236

    24,99 %

    Genero

    sinopse
    • Se durante muito tempo certa fixidez normativa entre sexo, gênero e parentalidade permaneceu inquestionada, a partir da leitura deste livro, a potência de uma análise plural, interseccional e implicada sobre a temática ganha novo fôlego. Apoiados tanto em uma leitura rigorosa da subversão que marca a psicanálise quanto nos desafios impostos pela tensão entre estrutura, história e poder, os textos que compõem este volume têm o mérito de encontrar sua unidade na produção teórica, clínica e ética de suas diferenças. Os autores nos lembram que ? desconfiando da naturalidade com a qual feminilidade e masculinidade, maternidade e paternidade são tratadas tanto na cultura quanto pelo próprio sujeito ? a psicanálise e as reflexões críticas da história, da sociologia e dos estudos de gênero convergem num método que lê nos não ditos a verdade que a ordem dominante tenta silenciar. Despatologizações, novas parentalidades, críticas raciais e de gênero a paternidades hegemônicas, raízes históricas das maternidades, dimensões estruturais das funções parentais, entre outras reflexões dão o tom de uma obra que já nasce como incontornável para quem estuda o tema. Pedro Ambra

Produtos encontrados: 93 Resultado da Pesquisa por: em 8 ms

Itens por página:

Produtos selecionados para comparar: 0Comparar